Tenho ajudado a minha mulher a tratar do bebé durante a noite, mas no trabalho sinto-me exausto. O que posso fazer?



Este não é um cenário fora do normal e você poderá beneficiar se puder discutir isso com o seu patrão e com o departamento de recursos humanos. Antes de falar com o seu patrão, pense no que quer e procure saber quais as suas opções: quer tempo livre, mais flexibilidade, ou só abrandar um pouco? Os seus pedidos afetarão o seu trabalho, outros empregados, ou o seu desempenho? Lembre-se de que a exaustão não será um problema permanente, portanto negociar as opções por um mês pode ser melhor para o seu patrão. Se já trabalhava para ele antes da gravidez da sua mulher, provavelmente tem direito a licença de paternidade paga se já não a tiver tirado Também vale a pena considerar a licença parental. Dentro de certos critérios, o pai de uma criança com menos de seis anos tem o direito legal de tirar uma licença de trabalho não paga para tratar deles. Pode pedir no emprego para ficar alguns dias de férias. Mas tenha também em conta que muitas destas opções afetarão o seu salário e a sua mulher pode estar em licença de maternidade ou pode ter parado de trabalhar. Outra opção é negociar uma “manhã de repouso” com a sua mulher, para que, por exemplo, cada sábado repouse você e ela repouse aos domingos, não importa como tenha corrido a noite. Aos fins-de-semana, não há problema em fazer uma sesta durante o dia, quando o bebé dormir.

Comentários

Tenho ajudado a minha mulher a tratar do bebé durante a noite, mas no trabalho sinto-me exausto. O que posso fazer? | Para Pais.