Temos um gato e um cão. São perigosos para o bebé?



Os gatos e os cães podem ficar stressados e infelizes quando chega a casa um novo bebé, o que pode causar problemas. Os cães que mostram agitação com a nova chegada podem sentir-se ameaçados. Os ataques são raros e se ocorrem é devido a sinais confusos, a instintos de caça ou a uma reação de defesa. Os gatos podem retirar-se para uma zona mais calma ou marcar o seu território, talvez muito perto do bebé. O ideal seria que os animais domésticos fossem preparados enquanto ainda está grávida, treinando-os a ficarem só numa certa sala. Os animais domésticos precisam de uma rotina, portanto tente não a alterar de forma drástica. O mais provável é vir a passar menos tempo com os seus animais, mas tente passar algum tempo com eles se estiverem habituados a isso. Os seus animais podem querer aproximar-se do bebé. Isso deverá ser evitado, em especial se não estiver nenhum adulto no quarto. Mesmo que o seu gato e o seu cão sejam obedientes, a reação deles ao bebé pode ser imprevisível. Também não deve deixar os seus animais lamber o rosto do seu bebé. Um estudo americano descobriu que 28% das crianças com gatos em casa desenvolveram eczemas num ano, em comparação com 18% em habitações sem gatos. Contudo, as crianças com um ou mais cães em casa têm um leve aumento de proteção contra o desenvolvimento de eczemas ou outras alergias.

Comentários

Temos um gato e um cão. São perigosos para o bebé? | Para Pais.