Técnica de escovagem



A criança deve ser ensinada a escovar de maneira ordenada e sistematizada, para que não se esqueça de nenhuma superfície. A escovagem deve começar sempre pelo mesmo lado e seguir sempre a mesma ordem. Na zona dos dentes que mastigam podemos dizer para a criança fazer um movimento do «comboio», ou seja, um movimento de vaivém, para a frente e para trás, em cada dois dentes e contando até 10.

Nas outras superfícies lisas dos dentes o movimento deve ser de «bolinha», como se estivesse a desenhar bolinhas com a mão que tem a escova. É importante escovar junto à gengiva para evitar inflamações nessa área. A escova pode e deve tocar e escovar a gengiva.

Normalmente, quando só estão presentes os dentes de leite (até cerca dos 5-6 anos de idade), estes apresentam espaços entre si.

Se for o caso, o fio dentário não será necessário. Por vezes existe já na dentição de leite um certo apinhamento dentário e o médico dentista poderá recomendar o uso do fio.

Nesta idade, os pais devem passar o fio nos dentes da criança, pois esta não tem ainda coordenação para o fazer.

A escovagem da noite é muito importante, porque é a altura em que se criam as condições ideais para a formação de cáries, porque a criança não come nem fala e, portanto:

• Há uma diminuição da saliva, que é protetora contra as bactérias;
• Os dentes não batem uns nos outros, o que leva a diminuir a autolimpeza;
• A língua está parada e não ajuda na limpeza.

Comentários

Técnica de escovagem | Para Pais.