Sou muito pequena e tenho pés pequenos – isso será um problema quando der à luz?



No passado, os médicos costumavam medir os pés das mulheres grávidas para avaliar as possibilidades de necessitarem de uma cesariana, pois pensava-se que pés pequenos indicavam uma pélvis estreita.
Embora haja alguma verdade no facto de que pés pequenos em geral indicam que uma mulher tem uma constituição óssea pequena e assim também uma pélvis pequena, também as mulheres pequenas têm tendência a desenvolver bebés mais pequenos em proporção com o tamanho da pélvis.
Uma verdadeira desproporção céfalo-pélvica (DCP), em que a cabeça do bebé é demasiado grande para passar na pélvis e nascer através da vagina, é relativamente rara.
Durante o trabalho de parto há outros factores que ajudam o seu bebé a nascer.
A pélvis não é uma estrutura fixa e as hormonas ajudam a amaciar os ligamentos que ligam os ossos pélvicos, para ajudar a pélvis a alargar e a acomodar o bebé.
Também a cabeça do seu bebé está preparada para se moldar.
O crânio é formado por ossos separados que se podem sobrepor ligeiramente a fim de reduzir o tamanho da cabeça quando esta passa através da pélvis, durante o trabalho de parto.
Esta é uma parte normal do processo de pano.
As posições no trabalho de parto também afectam o tamanho da pélvis.
Por exemplo, agachar-se pode aumentar as medidas internas da pélvis em cerca de 30 %.
Sentar-se ou deitar-se de costas pode reduzir essas medidas, restringindo o movimento natural de recuo do cóccix durante o parto.

Comentários

Sou muito pequena e tenho pés pequenos – isso será um problema quando der à luz? | Para Pais.