Resultados para: "videos de mulher teno filho em casa sozinha"

Você está a ver gravidez , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa videos de mulher teno filho em casa sozinha. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

A minha mulher quer fazer tudo sozinha – agora a minha mãe está ofendida. Como a posso ajudar a relaxar?

Muitas novas mães sentem-se assim, portanto a sua situação não é invulgar. Talvez a sua mulher sinta que deverá ser capaz de fazer tudo sozinha e ache que aceitar ajuda seja admitir uma derrota e que está a falhar no seu novo papel como mãe. Assegure-lhe que é uma ótima mãe e faça-lhe ver que há pessoas que querem ajudar e que ela também beneficiará se tiver algum tempo para relaxar. Explique à sua mãe como a sua mulher se está a sentir e tranquilize-a também, pois é provável que ela julgue que as suas ofertas de ajuda não são apreciadas. Talvez a sua mãe possa perguntar à sua mulher em que é que poderá ajudar. Por exemplo, provavelmente ela adoraria ter alguém que a ajudasse a lavar a roupa, a limpar o pó ou a passar a ferro. Ou poderá ficar contente se a sua mãe levar o bebé a dar um passeio para que ela possa tomar um banho ou descansar. Ler Mais...

Quando voltar para casa vou estar sozinha e receio não me conseguir arranjar.

É natural sentir-se ansiosa com as suas novas responsabilidades ao regressar a casa com o seu bebé. Ser mãe sozinha é muito comum, portanto não tenha receio de pedir ajuda. Há centros de saúde que têm serviço domiciliário de parteiras para resolver qualquer problema com os cuidados do bebé, e antes de sair do hospital dar-lhe-ão contactos telefónicos para o caso de surgir qualquer problema ou de precisar de conselhos entre as visitas e os exames pós-natais. Quando se está sozinha, é boa ideia combinar com amigos ou familiares que queiram ajudá-la a tratar do bebé, dar-lhe apoio moral e providenciar todo o apoio necessário nos primeiros dias. Com o tempo, poderá estabelecer contacto com outras mães sozinhas da sua área, com quem poderá partilhar problemas e soluções. Peça também à sua parteira e ao seu médico contactos de grupos de apoio e organizações pós-natais locais. Ler Mais...

Quero fazer o parto em casa. Isso fará diferença para as minhas consultas pré-natais?

Em geral, as mulheres que planeiam o parto em casa irão ter o mesmo tipo de cuidados pré-natais que qualquer outra mulher grávida saudável, no que se refere à frequência e local das consultas pré-natais. Em algumas zonas, as parteiras podem fazer uma visita domiciliária para o fim da gravidez, se uma mulher estiver a planear um parto em casa. Isto ajuda pois oferece uma oportunidade de discutir os preparativos do trabalho de parto e do parto, tais como qual o equipamento que deverá estar preparado e o lugar onde se espera fazer o parto. Embora ainda não seja muito comum, já existem muitas mulheres em Portugal a querer fazer partos em casa. Há parteiras especializadas neste tipo de partos. Ler Mais...

Mãe de aluguer

Uma mãe de aluguer é uma mulher que chega a um acordo com outra mulher para gerar um filho para ela. Ela pode conceber o bebe com o esperma do companheiro da outra mulher ou o casal infértil pode fertilizar o seu próprio ovo através de um tratamento de fertilidade, sendo depois o embrião transferido para o útero da mãe de aluguer para ela transportar o bebé durante a gravidez e dar a luz. Este processo pode ser cheio de problemas: emoções conflituosas tanto da mãe de aluguer como do casal receptor, ou processos legais se, por exemplo, a mãe de aluguer mudar de opinião depois do parto e quiser conservar o bebé. Por esta razão, e importante que todas as partes que entram neste acordo tenham considerado audaciosamente as implicações e estejam confiantes e felizes com essas regras. Ler Mais...

Casa, ama, avós ou infantário?

Passados os pouco mais de cem dias de licença de maternidade, que muita gente, cinicamente, ainda designa por «férias de parto», e com a situação actual de a larguíssima maioria das mães trabalhar fora de casa, os pais têm que deixar o bebé com alguém ou em algum lado. Não podendo a criança ficar sozinha em casa levantam-se várias hipóteses, as quais deverão em boa verdade ser discutidas e analisadas bastante antes da hora. Até porque algumas das soluções, como infantários e creches, obrigam a inscrições precoces que chegam a ir até antes da criança ter nascido. Se bem que o ensino pré-escolar pareça estar a ganhar um incentivo razoável, subsiste o problema das crianças antes dessa fase, ou seja. com idade inferior a 3 anos completos. Existem, conforme os casos, diversas hipóteses: - ficar em casa com os pais (com a mãe, ou mais raramente com o pai); - ficar em casa com alguém (empregada, familiar); - ficar em casa de familiares (avós, tios, etc); - ir para uma ama; - ir para uma creche/infantário. Ler Mais...

Electricidade

Serão raras as casas, em Portugal, que não têm eletricidade. Não se trata apenas da iluminação substituível por candeeiros a petróleo ou até por velas , mas de todos os outros aparelhos que nos aumentam o conforto ou facilitam a vida: aquecedores, ventoinhas, aparelhos de ar condicionado, secadores de cabelo ou de roupa, máquinas de lavar loiça ou roupa, fornos de microondas, batedeiras, máquinas de café, etc, já sem falar na televisão, nos vídeos ou na aparelhagem de som (e os computadores, claro...). Se somos tão exaustivos na exemplificação, é exatamente para relembrar o enorme número de eletrodomésticos que existem em casa e que, por vezes, são «eléctricos» mas estão muito pouco «domesticados»... e às vezes podem dar problemas aos habitantes da casa, principalmente às crianças. Muito mais se poderá dizer cada pai poderá imaginar as possíveis «patifarias» que faria se fosse uma criança na sua própria casa, no que respeita à eletricidade já sem falar da curiosidade que é para os mais pequenos ver os aparelhos a funcionar: uns a girar, outros a cortar, a mexer, afazer barulho. Também ela, criança, terá vontade de accionar os botões e «ajudar» no trabalho doméstico. Uma vez despertos para as potencialidades e a criatividade dos vossos filhos, já estarão certamente sensibilizados para o assunto de forma a podermos falar de algumas medidas para evitar as eletrocussões, acidentes estes que têm um grau de gravidade muito grande, podendo causar queimaduras, paragem cardíaca e muitas vezes a morte. Ler Mais...
Videos de mulher teno filho em casa sozinha | Para Pais.