Resultados para: "videos de mae ganhando bebe"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa videos de mae ganhando bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Tenho visto muitos laboratórios fezerem publicidade de ecografias e vídeos de ecografias – são seguros?

Há muitos laboratórios que fazem ecografias 3D e ecografias 4D e os detalhes podem ser muito bons. Se fizer uma ecografia num laboratório privado deverá verificar a capacidade da pessoa que a fizer. Convém ainda informar-se sobre se o laboratório tem algum protocolo com um obstetra em caso de se descobrir alguma coisa imprópria, pois nem todos os laboratórios utilizam os serviços de obstetras ou parteiras. Ler Mais...

Quero recordar-me de todo o meu parto – como posso conseguir isso?

Provavelmente a forma mais eficaz de recordar o mais possível o seu trabalho de parto e o nascimento do seu bebé é tentar manter-se o mais saudável e descansada possível antes do início do trabalho de parto, o que lhe dará a melhor possibilidade de se manter forte e lúcida durante o trabalho de parto Sentir-se forte e cheia de energia também pode ajudá-la a manter-se de pé e ativa durante o seu trabalho de parto, reduzindo a necessidade de opiáceos, como a petidina, que pode criar um leve estado de amnésia, significando que você pode ter alguma dificuldade em recordar-se de detalhes mais pequenos do parto. Também será útil ter um companheiro ou amiga íntima consigo durante todo o seu trabalho de parto para que eles também possam preencher algumas falhas mais tarde; as fotografias e os vídeos também são bons auxiliares. Se depois do parto descobrir que há partes de que não consegue lembrar-se, pode pedir à sua parteira para a deixar ver as suas notas de parto. Ou pode tentar escrever um diário de parto entre as contrações! Ler Mais...

O meu companheiro está preocupado com a sua análise ao esperma. Como posso tranquilizá-lo?

Estima-se que em Portugal haja 500 000 casais inférteis por isso pode tranquilizar o seu companheiro dizendo-lhe que não é um caso único. Poderá tentar deixar-lhe um panfleto sobre problemas de fertilidade para ele ler e obter mais informações Tente identificar-se com ele o mais possível partilhando as suas experiências e os exames por que já passou. O seu companheiro pode estar preocupado em ejacular num momento certo, quando já está ansioso e no ambiente da clinica. Alguns homens pedem um objecto erótico, revistas ou vídeos para ajudar. Para outros, absterem-se de sexo durante alguns dias pode fazê-los ejacular com mais facilidade. Se morar bastante perto da clínica, o seu companheiro pode produzir a amostra em casa e levá-la para a clínica. Por vezes, uma doença como a diabetes impede que um homem ejacule. Se for esse o caso, o esperma pode ser obtido através de “uma recolha de esperma”, na qual uma pequena agulha é passada através da pele do escroto para os testículos e o esperma é retirado. Ler Mais...

A autonomia e a vontade de dominar tudo e todos

Depois de nascer, a criança vai ganhando autonomia progressiva, pese embora a enorme dependência dos outros, designadamente dos pais. E vai descobrindo o mundo, em esferas sucessivas cada vez mais alargadas. Descobre o seu corpo, começando pelas mãos até chegar à extremidade oposta - os pés. Descobre os pais, os irmãos, os familiares e os amigos. Descobre o berço, a cadeirinha, o espaço onde está no chão, o parque, os seus pequenos territórios. Mas depois dessas descobertas, o apetite insaciável que fez da espécie humana o que é, para o bem e para o mal, nunca pára. Mais e mais. Querem tudo e agora! E ainda por cima a natureza, que nestas coisas joga sempre ao lado da sobrevivência, dá o complemento físico e logístico necessário para que esta ânsia psicológica e intelectual se concretize. Não serão as asas de ícaro, mas a capacidade de gatinhar, andar, trepar, correr, fugir, investigar, empoleirar, pôr um banco em cima de outro, agarrar em tudo e levar esse mesmo «tudo» à exploração pelos cinco sentidos. Paralelamente ao domínio dos objetos e das coisas inertes, surge também, por volta dos 7/8 meses, a vontade que já vinha de trás, mas até então mais instintiva, menos consciente de controlar as pessoas. Ter o «mundo a seus pés», os pais e os avós numa roda viva a atenderem os pedidos (leia-se exigências) do menino ou da menina. Mas pais, é nos primeiros anos de vida que se aprende a viver com limites. Assim como é nos primeiros meses e anos de vida que se aprende a gerir a contrariedade, a adversidade, o stresse e o fato de não podermos fazer sempre o que queremos (o que nos traria também muito tédio e muito desencanto). Claro que estes conceitos se sedimentam nas idades posteriores, até à idade adulta e mesmo nesta. Mas os primeiros anos de vida são essenciais. Ler Mais...

Electricidade

Serão raras as casas, em Portugal, que não têm eletricidade. Não se trata apenas da iluminação substituível por candeeiros a petróleo ou até por velas , mas de todos os outros aparelhos que nos aumentam o conforto ou facilitam a vida: aquecedores, ventoinhas, aparelhos de ar condicionado, secadores de cabelo ou de roupa, máquinas de lavar loiça ou roupa, fornos de microondas, batedeiras, máquinas de café, etc, já sem falar na televisão, nos vídeos ou na aparelhagem de som (e os computadores, claro...). Se somos tão exaustivos na exemplificação, é exatamente para relembrar o enorme número de eletrodomésticos que existem em casa e que, por vezes, são «eléctricos» mas estão muito pouco «domesticados»... e às vezes podem dar problemas aos habitantes da casa, principalmente às crianças. Muito mais se poderá dizer cada pai poderá imaginar as possíveis «patifarias» que faria se fosse uma criança na sua própria casa, no que respeita à eletricidade já sem falar da curiosidade que é para os mais pequenos ver os aparelhos a funcionar: uns a girar, outros a cortar, a mexer, afazer barulho. Também ela, criança, terá vontade de accionar os botões e «ajudar» no trabalho doméstico. Uma vez despertos para as potencialidades e a criatividade dos vossos filhos, já estarão certamente sensibilizados para o assunto de forma a podermos falar de algumas medidas para evitar as eletrocussões, acidentes estes que têm um grau de gravidade muito grande, podendo causar queimaduras, paragem cardíaca e muitas vezes a morte. Ler Mais...

Ensinar a domar a televisão

Mais importante do que assumir atitudes fundamentalistas, seja de restrição ou de laxismo, mais importante é aprender a usar a televisão. Ficam aqui algumas dicas, que devem ser implementadas sem receio: • limitar o tempo que a criança vê televisão (incluindo DVD's e vídeos); • colocar outros centros de interesse - livros, brinquedos, puzzles, etc. - na sala onde está a televisão, mas bem evidentes, para a criança se entusiasmar por eles; • desligar a televisão durante a refeição - se estiver a dar um programa interessante para qualquer membro da família, então esperar pelo final para jantar ou almoçar; • não ter televisão no quarto da criança; • desligar a televisão quando a criança está noutra atividade; • combinar com a criança que programa ou filme vai ver, e fazer com que seja ela a ligar e a desligar o aparelho; • fazer ver que a televisão é um privilégio e não um direito; • insitituir um dia por semana sem televisão (será bom para toda a família); • ser um bom exemplo, utilizando também moderada e criteriosamente a televisão; • inteirar-se do que a televisão vai passar, nas horas em que a criança irá ver, para saber de que se trata e, também, se vão passar anúncios e promos de filmes violentos ou com cenas impróprias para crianças; • habituar a criança a negociar com os outros membros da família, e não ceder sempre aos seus caprichos ou às suas escolhas, mostrando que os outros também querem ver programas ao seu gosto (ou ouvir música e ter outras actividades sem TV); • estar disponível para explicar alguma coisa que a criança não tenha compreendido ou que lhe cause perplexidade e confusão; • arranjar alternativas engraçadas e criativas. Ler Mais...
Videos de mae ganhando bebe | Para Pais.