Resultados para: "varises no seio"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa varises no seio. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Evitar a mastite uma infeção do leite e do tecido envolvente

A mastite é uma infeção dolorosa do tecido dos seios que ocorre quando os seios estão ingurgitados (duros e inchados) e um canal fica bloqueado. Saber lidar com o congestionamento ajuda a prevenir a mastite. Não deixe de amamentar pois precisa de libertar o seu leite. Retire leite várias vezes para aliviar alguma pressão (e é mais fácil para o bebé agarrar) e amamente pouco e com frequência para esvaziar os seios. Coloque uma toalha quente no seio dorido. Comece a amamentar no seio mais cheio pois o bebé mama com mais força no início. Ler Mais...

Como se revela?

A sinusite pode aparecer em crianças de pouca idade. Os agentes que causam sinusite com sintomas são as bactérias, porque produzem pus, o qual enche a cavidade dos seios perinasais. São geralmente as mesmas bactérias que habitam ou infetam o nariz e a orofaringe. A sinusite dá dor, porque há um aumento da pressão resultante do enchimento demasia- do num espaço de dimensões não elásticas - a dor pode ser ao nível do próprio seio: na região à volta do nariz, na zona malar, à volta dos olhos, no alto da cabeça ou na testa, em um ou de ambos os lados, conforme estiverem mais ou menos afetados. O outro tipo de dor é mais uma sensação de «enchimento», de uma parte da cara que supostamente tem ar e que sentimos como -preenchida», embora possa não ser uma verdadeira dor. No entanto, a dor da sinusite pode ser tremenda - imaginem o que é a pressão sobre o osso, por dentro, quando o seio perinasal está cheio e não consegue drenar cá para fora. E o osso dói muito. Como algumas secreções sempre vão saindo, o nariz enche-se de corrimento amarelado ou esverdeado, espesso. Os seios etmoidais, quando se infetam numa criança pequena (primeiro, segundo ano de vida), podem dar uma inflamação à volta dos olhos, com inchaço e vermelhidão, e é uma situação que, se se acompanhar de dor e de febre, deverá ser vista pelo médico com alguma brevidade. Ler Mais...

Fico com manchas molhadas na minha roupa e acho o amamentar tão complicado. Pode-me dar algum conselho?

Os seus seios pingam quando estão cheios, e quando o reflexo da descida surge, por exemplo quando outro bebé na sala chora ou quando está a amamentar no outro seio. Para evitar isso, tente retirar leite para evitar que os seus seios fiquem demasiado cheios. Os discos podem ajudar; há à venda descartáveis e laváveis. Se um seio pingar quando o seu bebé está a mamar no outro, ponha um forro plástico lavável dentro do seu soutien antes de começar a amamentar. Se o forro estiver esterilizado, pode utilizar o leite que ele recolheu e congelá-lo. Este pode ser dado ao seu bebé mais tarde ou doado a um banco de leite (em alguns países já existem). Quando estiver fora, leve uma muda de roupa, soutien e discos. Se sentir uma descida de leite, cruze os braços e abrace-se pressionando suavemente os seus seios, o que pode parar o fluxo. O mais provável é pingar mais nas primeiras semanas de amamentação, enquanto está a regularizar o fornecimento conecto para o seu bebé. Muitas mulheres acham que o problema desaparece depois das primeiras seis semanas. Ler Mais...

Posso obter aconselhamento sobre amamentação antes do parto? Terei ajuda no hospital?

Se está a planear amamentar, procure saber se na sua área existe apoio específico à amamentação ou sessões, antes do parto, pois ter informações adicionais com antecedência é muito útil e ajudá-la-á durante as primeiras semanas enquanto estiver a tentar regularizar a amamentação. Deverá ter apoio na amamentação enquanto estiver no hospital, tanto na sala de partos como na enfermaria; este pode vir de várias fontes e não só da parteira. Muitas maternidades têm trabalhadores de apoio à maternidade que ajudam na amamentação. Outras unidades encorajam voluntários de apoio à amamentação enquanto estão no hospital e depois em casa. Alguns bebés mamarão bem e sem problemas, enquanto que outros levarão um pouco mais de tempo a aprender, portanto peça ajuda e assistência se e quando precisar. Há algumas dicas que a podem ajudar a ter um bom começo: O contacto pele com pele no parto é recomendado para encorajar a produção de leite. É muito importante uma boa posição e agarrar bem no peito. Segure o seu bebé junto a si e de frente para o seio, com a cabeça dele, os ombros e o corpo numa linha direita e certifique-se de que o nariz dele ou o lábio superior estão de frente para o seu mamilo, para que ele possa agarrar o seio com facilidade. Assegure-se de que o bebé pode alcançar o seio facilmente, sem ter de se esticar ou de se torcer. Leve sempre o bebé de encontro ao peito em vez de levar o peito de encontro ao bebé. Alimente o seu bebé quando ele pedir, permitindo-lhe alimentar-se as vezes que precisar e o tempo que quiser. Evite suplementos de água ou de leite de farmácia, a não ser que haja razões médicas para isso que lhe tenham sido devidamente explicadas. Evite dar ao seu bebé biberões ou chupetas enquanto estiver a regularizar a amamentação pois isso pode criar uma' 'confusão de mamilo" pois os mamilos e as tetinas requerem técnicas diferentes de sucção. Tente relaxar e apreciar a amamentação. Ler Mais...

Amamentar é uma luta. O que estamos a fazer errado?

Embora amamentar seja suposto ser um processo natural, para algumas mães e bebés pode ser um desafio. Há algumas diretrizes básicas para a ajudar a relaxar, a si e ao seu bebé, e para fazê-lo agarrar como deve ser. Primeiro, tente não forçar o mamilo para dentro da boca do bebé. Em vez disso, espere que o seu bebé se incline para o mamilo. Para isso acontecer, o seu bebé deverá estar voltado para si com a cabeça, os ombros e o corpo numa linha direita. O lábio inferior do bebé deverá estar por baixo do seu mamilo. Para acalmar o seu bebé deverá acariciar o lábio dele com o seu mamilo ou espremer umas gotas de leite para os lábios dele. Se o bebé quiser mamar, abrirá a boca para receber o mamilo. Se isso acontecer, encoste-o mais a si para que ele possa agarrar bem o mamilo e a aréola (a parte mais escura da pele à volta do mamilo). Logo que ele esteja na posição correta, você não deverá poder ver o seu mamilo, só uma pequena área da aréola. Também se deverá sentir confortável. Embora não deva levar o seu mamilo de encontro ao seu bebé, pode puxá-lo contra o seio para que a boca dele toque no mamilo e seja encorajado a abri-la. Evite inclinar-se para a frente, pois isso pode causar-lhe dores nas costas e pode forçar uma má técnica de amamentação. Há sinais de que o seu bebé está a agarrar corretamente. O lábio inferior deverá estar dobrado para trás, o queixo a tocar o seio, a boca bem aberta, a sua aréola deve ser mais visível acima do lábio superior do que por baixo do lábio inferior e o ritmo de sucção deve ser em sucções longas e profundas. Ler Mais...

Irei precisar de um soutien especial?

É importante que o seu seio esteja livre durante a amamentação. Com um soutien normal, terá de retirar a roupa, portanto, sim, é aconselhável comprar pelo menos dois soutiens de amamentação. Hoje em dia há muitos soutiens bonitos à venda. O soutien deverá ter um fecho que permita que cada copa fique solta em separado. Peça a uma empregada para a medir, pois um soutien que não, assente bem pode contribuir para problemas como mastite. Será melhor esperar até às 36 semanas antes de escolher um soutien, pois os seus seios continuam a crescer. A média de crescimento é de dois números acima. Ler Mais...
Varises no seio | Para Pais.