Resultados para: "supositorio depois do parto"

Você está a ver gravidez , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa supositorio depois do parto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Quando o seu bebé não quiser tomar os medicamentos

Arranje uma seringa (sem agulha) ou um dispensador, dos que se vendem nas farmácias e lojas de produtos para criança (ou que, por vezes, acompanham os medicamentos), e dê pelo lado da boca. O bebé irá engolindo, mesmo que entre dois choros, e não correrá o risco de se engasgar, cuspir ou vomitar. Se o bebé fechar a boca, deixe passar um bocadinho e aproveite um momento de choro. Não o violente, como por exemplo apertando o nariz ou assustando. Mas seja firme, fazendo entender que tem mesmo que dar o medicamento. Há momentos em que podemos transigir, outros não. Nenhuma criança aceita de bom grado, especialmente estando doente, tomar medicamentos, sobretudo à noite ou quando está a dormir. Tem que ser um exercício de paciência, mas também de querer. É para bem deles! Os supositórios são geralmente bem tolerados em bebés com menos de um ano, e não havendo diarreia, são sempre uma boa solução porque podem ser postos na muda da fralda; aos bebés com mais de 4-6 meses, dê um brinquedo para ele se relaxar. Uma coisa que o pode entreter é colar um adesivo no dedo. Ele tentará tirá-lo e o adesivo vai-se colando de dedo para dedo, entretendo-o; molhe sempre a ponta do supositório ou ponha um pouco de vaselina. Depois de empurrar o supositório e de o ver desaparecer, mantenha o ânus apertado durante uns momentos, para o supositório subir até à ampola rectal. Caso contrário sairá com o mínimo de força (como a que o bebé faz a chorar). As gotas ou pomada dos olhos têm mesmo que ser colocadas dentro dos olhos, e não «a fugir», deixando o produto cá fora. Ler Mais...

Da última vez tive uma cesariana de emergência. Agora o médico diz que eu vou ter um parto de experiência, o que é isso?

Isso é um parto depois de uma cesariana. Por outros termos, PVDC (parto vaginal depois de cesariana). Até muito recentemente, os médicos aconselhavam as mulheres que tinham tido uma cesariana a fazer uma cesariana planeada no bebé seguinte para evitar ruptura uterina quando a cicatriz da cesariana se rompe na gravidez ou trabalho de parto. Embora isto seja grave, é raro, e hoje em dia julga-se ser preferível tanto para a mãe como para o bebé ter, se possível, um parto vaginal natural. Mesmo assim, se quiser um parto vaginal, será acertado optar por uma unidade que tenha monitorização cardíaca fetal e que possa fazer uma cesariana se vier a ser necessário. As suas hipóteses de ter um trabalho de parto com sucesso dependem da razão porque fez uma cesariana. Se foi porque o bebé estava de nádegas para baixo ou porque teve uma descida da placenta, desta vez, as suas probabilidades de ter um parto natural são maiores. Se foi devido a complicações no trabalho de parto como dilatação cervical lenta, então o problema pode voltar a acontecer. No total cerca de metade das mulheres têm um parto normal depois de uma cesariana. Ler Mais...

Posso utilizar a piscina de parto para o trabalho de parto e parto se já tiver tido uma cesariana anteriormente?

Infelizmente, recomenda-se que se tiver tido anteriormente uma cesariana, os batimentos cardíacos do seu bebé e as suas contrações precisarão de ser monitorizados continuamente durante o subsequente trabalho de parto e parto, o que não pode ser feito numa piscina de parto. A razão para uma monitorização contínua nesta situação é que há uma probabilidade, embora bastante pequena, de uma rutura do útero. Isso por vezes não causa dor e a única indicação pode ser a alteração dos batimentos cardíacos do bebé. Se decidir que quer um trabalho de parto e um parto na água depois de ter tido uma cesariana, a escolha é sua, mas deve estar completamente consciente dos riscos. Ler Mais...

O que é o mecónio?

O mecónio são as secreções dos intestinos do seu bebé. É castanho-escuro ou esverdeado e de textura pegajosa e granular. O mecónio começa a formar-se logo às 12 semanas de gestação e contém células mortas da pele e restos do líquido amniótico que o bebé engole e digere durante a gravidez. Em geral é expelido depois do parto, com as primeiras fezes, mas pode sair na gravidez ou no trabalho de parto, podendo ser um sinal de que o bebé está em sofrimento. Se for visto mecónio antes do parto, o bebé será cuidadosamente monitorizado durante o trabalho de parto e parto. Ler Mais...

Quanto tempo dura a depressão pós-parto?

A depressão pós-parto é a doença pós-natal menos grave. Em geral não dura muito tempo - por vezes só umas horas, começando por volta do terceiro dia depois do parto e não durando mais do que o décimo dia. Durante esse tempo, pode sentir-se chorosa e irritável, mas não é necessário nenhum tratamento médico. Embora muitas mulheres ultrapassem a tristeza pós-parto com rapidez, algumas chegam a desenvolver uma depressão pós-natal mais séria. Se achar que se sente em baixo e com vontade de chorar depois da primeira semana, deverá falar com a sua parteira, o seu médico de família ou o seu médico especialista, o mais depressa possível. Ler Mais...

Tenho dores de cabeça desde o parto. Será devido à epidural?

As dores de cabeça depois do parto são comuns e as causas podem ser cansaço, desidratação, stress e falta de ar fresco e exercício, assim como o aumento das hormonas depois do parto. Depois de uma epidural, tem algumas probabilidades de ter uma dor de cabeça "pós-epidural”. Isso ocorre entre um dia e uma semana depois da epidural, é pior quando está sentada ou de pé e alivia quando se deita ou toma alguma coisa para aliviar a dor, como paracetamol. Beber líquidos e evitar pegar em pesos também pode ajudar. Se julgar que essa é a causa, a parteira ou o médico podem enviá-la à equipa de anestesia para tratamento. Contudo, é muito provável que a sua dor de cabeça não esteja relacionada com a epidural. Ler Mais...
Supositorio depois do parto | Para Pais.