Resultados para: "sinto minha barriga esquentar"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa sinto minha barriga esquentar. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Gosto de acariciar a minha barriga e de falar com o meu bebé, pois mesmo agora sinto que o meu bebé está aqui – isto é idiota?

Não, isso é perfeitamente normal e pode acalmá-lo pois os bebés podem distinguir a voz da mãe no útero e por vezes os seus batimentos cardíacos diminuem em resposta. Contudo, não recomendaria que esfregasse a sua barriga com muita força ou muitas vezes pois, em alguns casos, isso pode causar contracções e pode estimular um trabalho de parto pré-termo se estiver por volta das 37 semanas de gestação. Muitas mulheres acham que os laços mãe-filho já existem antes de o bebé nascer. É bom que tenha esses pensamentos positivos durante a gravidez, pois podem ser uma base excelente para o seu futuro relacionamento com o seu bebé. Ler Mais...

A minha barriga é descida portanto deve ser um rapaz?

Isso não é provável! Diz-se que se a barriga é baixa vai ter um rapaz, e se é alta, então vai ter uma menina. A verdade é que a forma da sua barriga provavelmente é determinada pelo músculo e tonicidade uterinos assim como pela posição do seu bebé. Há imensos mitos menina - menino: se tiver as mãos macias vai ter uma rapariga, se tiver as mãos ásperas será um rapaz; se o futuro pai andar nervoso é uma menina, se andar relaxado é um rapaz; se a mãe pegar na chávena de café com as duas mãos é uma menina se pegar pela asa é um rapaz; se tiver o umbigo muito sensível é uma menina, se tiver os pés frios é rapaz... a lista não tem fim! Ler Mais...

Sinto-me em pânico por ter de levar a minha companheira para o hospital a horas. Como me posso acalmar?

A sua ansiedade é compreensível. Contudo, não há muitos bebés a nascerem na berma da estrada ou nos parques de estacionamento dos hospitais - razão por que estas histórias fazem notícia nos jornais! É difícil aconselhar qual a altura apropriada para ir para o hospital, pois cada trabalho de parto é diferente e segue um padrão ligeiramente diferente. Contudo, regra geral, deverá pensar em ir para o hospital se: A sua companheira tiver sangramento vaginal. As águas da sua companheira rebentaram. Ela pode dar conta disso se jorrar líquido da vagina ou pingar mais gradualmente. As contrações da sua companheira (que por vezes são descritas como dores fortes tipo período acompanhadas por um endurecer da barriga) estiverem a durar há cerca de 45 segundos cada e a recomeçar a intervalos de, pelo menos, cinco minutos. Se você e a sua companheira não souberem bem como proceder, não hesitem em ligar para o médico ou para o hospital. Uma parteira pode dizer muito sobre em que fase do trabalho de parto uma mulher se encontra só por falar com ela sobre o que está a acontecer. Ler Mais...

Sinto-me tão zangado que nem consigo chorar. Está a afetar a minha relação com a minha mulher – isto faz parte da dor?

Sim, é uma parte normal do processo de luto, o qual é um processo natural que nos ajuda a seguir em frente e que pode incluir tristeza, culpa, zanga, censura e depressão. E muito comum os homens mostrarem as suas emoções de forma diferente das mulheres, sentindo por vezes que não é "de homem" chorar e que têm de ser o mais forte dos dois. Vocês irão ambos fazer o vosso luto de forma diferente e irão entrar e sair de algumas ou de todas as fazes do luto em alturas diferentes, e o mais provável é que toda a experiência venha a causar uma forte tensão no vosso relacionamento, pois as vossas diferentes reações emocionais podem conduzir a incompreensão e ressentimento. Podem achar vantajoso para ambos ir a um psicológico, pois uma pessoa treinada e independente poderá oferecer-vos o apoio adicional de que precisam. Também podem precisar de alguma ajuda específica para vos ajudar a lidar com a vossa zanga e poderá ser sugerido um curso apropriado. Ler Mais...

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...

Vamos ter trigémeos. Socorro! A minha mulher está nas nuvens mas eu sinto-me atordoado. Onde podemos obter aconselhamento?

Como ter trigémeos é relativamente raro - só houve 38 partos de trigémeos em Portugal em 2005 - a maioria das informações e apoio diz respeito a 2 gémeos. Contudo, tem havido cada vez mais pesquisas para saber como ajudar e apoiar os pais que vão ter mais de dois filhos. A sua parteira e o seu obstetra serão óptimas fontes de informação e serão capazes de a pôr em contacto com outros pais de gémeos múltiplos. Há também várias organizações que oferecem apoio e informação aos pais de gémeos múltiplos. Conforme você e a sua mulher forem aprendendo mais sobre trigémeos, esperamos que a vossa ansiedade comece a diminuir. Ler Mais...
Sinto minha barriga esquentar | Para Pais.