Resultados para: "sinais que sua bebe vai ficar morena"

Você está a ver criança , leite e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa sinais que sua bebe vai ficar morena. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesaria inflamada, cesariana inflamada, colo do utero dilatado fotos, bucentinha infantil.

Furúnculos

Os furúnculos são infeções da pele, provocadas por dois tipos de bactérias: estreptocosos e estafilococos. Estas bactérias estão na pele, mas quando encontram uma porta de entrada para tecidos mais profundos (como num corte, picada de inseto ou outra ferida semelhante), infetam e causam um abcesso com cavidades e produção de pus. Enquanto o abcesso não abre, dá sinais inflamatórios: calor, vermelhidão, tumefação e dor. A partir de determinada altura, começa a ficar mais mole e drena espontaneamente ou com uma pequena ajuda cirúrgica. O tratamento baseia-se em limpeza e antibióticos locais, e também por via oral. Frequentemente os furúnculos alastram, muitas vezes conduzidos pela própria criança que mexe num lado e coça no outro. A fase de cicatrização é importante - a aplicação de creme hidratante pode ajudar a reduzir o risco de ficar uma cicatriz marcada. O líquido dos furúnculos é muito infecioso. Ler Mais...

Sintomas e sinais de alarme

Em primeiro lugar, há que saber quais os sinais e sintomas que devem levar a criança IMEDIATAMENTE ao médico: - convulsões - cianose (a criança ficar arroxeada) - dificuldade a respirar (vêem-se as costelas a ir para dentro, e as «asas» do nariz a abrir. A criança tem «fome de ar», piora ou faz muito barulho a respirar) - choro prolongado, grito (diferente do choro forte) ou gemido - sonolência demasiada sem razão aparente - prostração -não responde a estímulos como sorrir -recusa repetida de mamar (em crianças pequenas) -hipotonia (moleza exagerada, sem força no corpo - segurando-se pela barriga, costas para cima, parece um «boneco de trapos») -dores de cabeça que interrompem as brincadeiras ou que acordam durante a noite - febre alta (superior a 40°C rectal ou 39,5°C axilar) há mais de 3 dias completos; -sinais de desidratação olhos encovados, fontanela deprimida, pele com perda de elasticidade (especialmente na barriga), sede intensa, boca seca, urinar pouco (menos número de fraldas molhadas do que o costume). Se não houver qualquer destes sintomas mas existir a combinação de dois ou mais dos sinais e sintomas que se listam seguidamente, então a criança deverá ser levada ao médico dentro das 24 HORAS seguintes: - sibilância a respirar (pieira) - tosse muito incomodativa - irritabilidade - vómitos - diarreia intensa - lesões cutâneas generalizadas (exantemas, borbulhas, babas) - febre mantida acima de 40° rectal ou 39,5° axilar Em caso de dúvida, é preferível a criança ser observada de imediato por um médico. Ler Mais...

Casa, ama, avós ou infantário?

Passados os pouco mais de cem dias de licença de maternidade, que muita gente, cinicamente, ainda designa por «férias de parto», e com a situação actual de a larguíssima maioria das mães trabalhar fora de casa, os pais têm que deixar o bebé com alguém ou em algum lado. Não podendo a criança ficar sozinha em casa levantam-se várias hipóteses, as quais deverão em boa verdade ser discutidas e analisadas bastante antes da hora. Até porque algumas das soluções, como infantários e creches, obrigam a inscrições precoces que chegam a ir até antes da criança ter nascido. Se bem que o ensino pré-escolar pareça estar a ganhar um incentivo razoável, subsiste o problema das crianças antes dessa fase, ou seja. com idade inferior a 3 anos completos. Existem, conforme os casos, diversas hipóteses: - ficar em casa com os pais (com a mãe, ou mais raramente com o pai); - ficar em casa com alguém (empregada, familiar); - ficar em casa de familiares (avós, tios, etc); - ir para uma ama; - ir para uma creche/infantário. Ler Mais...

Odeio a ideia de ficar no hospital muito tempo – quando posso regressar a casa com o meu bebé?

Na maior parte dos hospitais, há um certo grau de flexibilidade em relação ao tempo que permanece no hospital depois do parto. Se desejar ficar um período de tempo o mais curto possível, fale com a sua parteira sobre isso. As estadias pós-natais variam a sua duração conforme o tipo de parto. No caso de parto vaginal normal, pode ficar até 2 dias, e no caso de cesariana, pelo menos 3. Muitas mães ficam só durante a noite para descansar, recobrar as energias e ganhar confiança. Se quiser ter alta antes do tempo habitualmente aconselhado, ela não lhe será negada. Para ajudar a tornar o seu regresso a casa o mais agradável possível, planeie o regresso, assegurando-se de que tem apoio suficiente. O tempo da sua estadia no hospital poderá depender ainda do estado do seu bebé. Convém lembrar que, se ele nascer antes do tempo, ou não estiver bem, se tiver dificuldade em alimentar-se ou em manter a temperatura, então você será aconselhada a ficar no hospital até o seu bebé estar preparado. Quando os bebés são prematuros, as mães poderão ter de os deixar na unidade de cuidados especiais mas poderão, estar quase sempre com eles. Ler Mais...

Como avaliar as consequências de uma queda?

Sempre que um bebé sofre uma queda, e se existirem dúvidas sobre o modo como se deu a queda ou sobre o estado geral do bebé, ou mesmo sinais de o bebé estar mal, a criança deve SEMPRE ser levada a um serviço de urgência. No entanto, vale a pena referir dois ou três aspectos, para que os pais consigam, dentro da ansiedade da situação, proceder de modo mais adequado possível. A questão da energia é essencial. As quedas mais graves são: - quando ocorre aceleração linear, ou seja, nas quais a criança cai de uma certa altura ou um objeto cai sobre a criança, de uma certa altura também; -quando a superfície de impacto não é absorvente, como acontece com a pedra, mármore, tijoleira ou mosaico; - quando não têm «expressão exterior» do impacto: as quedas com grandes «galos» são melhores do que as mesmas em que a energia vai para dentro da cabeça integralmente, não fazendo qualquer lesão exterior Se não houve, pois, grande libertação de energia, mesmo que com um «galo» grande, o que há a fazer é ver como está a criança. É natural que esteja assustada, que chore e que até vomite (sobretudo se a queda se der perto ou durante a refeição). São sinais de alarme: -vómitos repetidos; - prostração; -obnubilação; -adormecimento constante ou mesmo perda de consciência; - grande lesão externa; - deterioração do estado geral ou manutenção ou agravamento dos parâmetros acima, com o tempo. Se o bebé está bem, mesmo que assustado e choroso, deve-se consolar, aplicar imediatamente uma superfície fria (o ideal são pacotes de pequenas ervilhas congeladas tudo o que seja aproximado serve) durante dois a três minutos, para estancar a hemorragia e diminuir a nódoa negra e o inchaço. Não se deve logo dar de comer, mas sim brincar com cuidado, estimular a rir e sorrir, ou seja, continuar a vida com calma mas sempre vigiando a criança, designadamente nessa noite, para ver se surge algum dos sinais descritos como «de alarme». Se tudo correr bem e o bebé ficar calmo, então poder-se-á alimentar. Ler Mais...

O que é uma “segunda fase prolongada”? Isso quererá dizer que o parto terá de ser assistido?

É difícil definir uma "segunda fase prolongada" pois depende de certos fatores, por exemplo se é o seu primeiro bebé, da posição e do tamanho dele, se tiver uma epidural, se as contrações são eficazes, a frequência a que surgem, da eficiência de fazer força e se a pélvis está com um tamanho adequado. Há algumas provas que sugerem que, se o bebé tiver descido bastante na pélvis e não houver sinais de sofrimento, então não há necessidade de pôr limite de tempo ao trabalho de parto. No entanto, os hospitais costumam ter diretrizes sobre durante quanto tempo permitem que a mulher faça força, antes de decidir que poderá ser necessária uma intervenção. Em geral, passado cerca de hora e meia, os médicos podem decidir pelo parto assistido para reduzir o risco de sofrimento fetal e de a mãe ficar exausta. Ler Mais...
Sinais que sua bebe vai ficar morena | Para Pais.