Resultados para: "sinais indicam cesariana inflamada"

Você está a ver gravidez , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa sinais indicam cesariana inflamada. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Tenho uma pélvis pequena; não sou demasiado fraca para fazer força, mas dizem que preciso de cesariana. Isso está certo?

A desproporção cefalo-pélvica (DCP) é o termo utilizado para descrever um trabalho de parto que não está a progredir devido ao tamanho ou à forma da pélvis da mãe em relação ao tamanho e à posição do bebé. Podem surgir problemas se um bebé for invulgarmente grande ou uma mãe invulgarmente pequena. Uma verdadeira DCP é rara, e mesmo que seja uma preocupação na gravidez, por vezes julga-se melhor tentar o trabalho de parto, embora você seja avisada de que poderá ser possível uma cesariana. Certos sinais indicam a DCP durante o trabalho de parto: por exemplo, se o bebé não desce através da pélvis, ou se o colo do útero não dilata; em situações destas será necessária uma cesariana. Ler Mais...

Qual a diferença entre uma cesariana de emergência e uma cesariana eletiva?

As cesarianas são classificadas eletivas ou de emergência. Uma cesariana eletiva indica que foi tomada uma decisão pré-planeada durante a gravidez para dar à luz o bebé por cesariana antes do início do trabalho de parto. Uma cesariana de emergência é quando surge uma situação, em geral no trabalho de parto, que indica que a melhor opção para o parto é por cesariana. Ler Mais...

Porque podem ter de fazer uma cesariana de emergência?

As cesarianas de emergência são efetuadas por várias razões. O bebé pode estar a mostrar sinais de estar muito cansado, assinalado pelo monitor de batimentos cardíacos fetais ou por uma análise ao sangue feita durante o trabalho de parto, e isso pode levar a que o bebé entre em sofrimento, conhecido por sofrimento fetal, e nesse caso podem recomendar uma cesariana. Por vezes o cordão umbilical pode sair antes do bebé, uma situação conhecida por prolapso do cordão umbilical, e esta é uma emergência que requer uma cesariana imediata. Ler Mais...

Quais as razões para uma cesariana?

Há várias razões para se fazer uma cesariana. Você será aconselhada a fazer uma cesariana se o bebé não conseguir entrar na pélvis devido ao seu tamanho ou à posição ou ao formato e tamanho da pélvis. A cesariana também é aconselhada se tiver uma placenta descida, uma gravidez múltipla ou um bebé em posição pélvica, se o seu trabalho de parto não estiver a progredir, se teve uma cesariana anterior ou um parto traumático, se tiver uma pré-eclampsia grave, se o crescimento do bebé estiver gravemente reduzido, se tiver tido hemorragias graves na gravidez, e caso haja outros estados médicos. O médico informá-la-á das razões porque uma cesariana será a opção mais segura. Ler Mais...

Da última vez tive uma cesariana de emergência. Agora o médico diz que eu vou ter um parto de experiência, o que é isso?

Isso é um parto depois de uma cesariana. Por outros termos, PVDC (parto vaginal depois de cesariana). Até muito recentemente, os médicos aconselhavam as mulheres que tinham tido uma cesariana a fazer uma cesariana planeada no bebé seguinte para evitar ruptura uterina quando a cicatriz da cesariana se rompe na gravidez ou trabalho de parto. Embora isto seja grave, é raro, e hoje em dia julga-se ser preferível tanto para a mãe como para o bebé ter, se possível, um parto vaginal natural. Mesmo assim, se quiser um parto vaginal, será acertado optar por uma unidade que tenha monitorização cardíaca fetal e que possa fazer uma cesariana se vier a ser necessário. As suas hipóteses de ter um trabalho de parto com sucesso dependem da razão porque fez uma cesariana. Se foi porque o bebé estava de nádegas para baixo ou porque teve uma descida da placenta, desta vez, as suas probabilidades de ter um parto natural são maiores. Se foi devido a complicações no trabalho de parto como dilatação cervical lenta, então o problema pode voltar a acontecer. No total cerca de metade das mulheres têm um parto normal depois de uma cesariana. Ler Mais...

Há causas que possam tornar uma cesariana menos provável?

As pesquisas mostram que há certos fatores que diminuem o risco de cesariana e esses incluem: Ter um apoio personalizado de outra mulher durante o trabalho de parto, quer seja uma parteira, uma doula ou uma amiga ou familiar. Julga-se que isto diminui as suas hipóteses de precisar de uma cesariana. Esperar até depois das 41 semanas para ter um trabalho de parto induzido, se a sua gravidez não tiver tido complicações. Planear um parto em casa reduz o risco de uma cesariana, se tiver tido uma gravidez sem complicações. Fazer análises apropriadas durante o trabalho de parto, como análises ao sangue do feto ou monitorização fetal eletrónica para confirmar se o seu bebé está em sofrimento, antes de prosseguir com uma cesariana. Ler Mais...
Sinais indicam cesariana inflamada | Para Pais.