Resultados para: "rifocina na cesarea"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa rifocina na cesarea. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Quinta doença – Que sintomas?

Os sintomas aparecem cerca de uma a duas semanas depois do contágio e, essencialmente, são cansaço e febre ligeira que desaparece rapidamente. Depois destes sintomas (inespecíficos e que na maioria dos casos passam despercebidos), aparecem as manchas (exantema), geralmente ao nível das bochechas, dando o aspecto tradicionalmente descrito como «cara em bofetada» (nesta altura já sem febre). O exantema pode estender-se ao resto do corpo e murtas vezes vai e vem. Às vezes as manchas ficam mais claras na parte central. Por vezes podem causar comichão. Ler Mais...

Gaivotas

Há as que voam e há as outras, as de pedais, também existentes na maioria das praias  concessionadas. É um excelente exercício, não é caro e não é perigoso. Força nesses músculos! As crianças adoram - não se esqueçam do colete -, mas os pais é que terão de dar ao pedal. Vale a pena pelo gozo que elas têm e o que significa para elas ver a praia de longe. Uma aventura de que não se esquecem. Ler Mais...

O que causa a asma?

A asma é uma situação inflamatória das vias aéreas associada a hiper-reactividade brônquica, ou seja, os brônquios reagem «violentamente» quando agredidos por essa inflamação, a qual é provocada pelos agentes alergénicos que o organismo reconhece como indesejáveis - desde alimentos, pólenes ou pó da casa, ácaros, baratas ou animais de pêlo (vivos ou de peluche), até humidade, poluição, fumos, tabaco, esforço físico ou a ansiedade e o riso. Na maioria das pessoas, estes elementos ou situações não provocam qualquer alteração inflamatória nas vias aéreas. No asmático, podem desencadear uma crise. Quando esta reacção inflamatória se dá, os brônquios apertam-se e a criança tem dificuldade em respirar, principalmente em deitar o ar fora - aparece então a pieira. As crises podem começar em qualquer idade, mas já no primeiro ano de vida pode haver manifestações deste tipo, como algumas bronquiolites. As alergias, que não são sinónimo de asma, mas que lhe estão associadas na maioria dos casos, podem também atingir outros «órgãos-alvo», como a pele (eczemas e dermatites), o nariz (rinites alérgicas), o tubo digestivo (colites e diarreias) ou os olhos (lacrimejo e ardor nos olhos). Por vezes as crises repetem-se e a criança pode entrar num estado de quase permanente crise, com necessidade de ida à urgência ou até mesmo de hospitalização. Ler Mais...

Queimaduras e intoxicações

Valerá a pena lembrar que o tabaco é responsável indireto por queimaduras e incêndios, seja através do próprio cigarro, seja pelos isqueiros e fósforos. É de referir também as intoxicações, que podem ser muito graves, se um bebé ingerir uma beata. Um cigarro pode, literalmente, matar uma criança e ainda se vê pessoas que, na praia, fumam e depois enterram as beatas na areia, criando uma armadilha para os bebés que gatinham, designadamente os seus próprios filhos. Ler Mais...

Edema

Chama-se edema a acumulação de líquidos nos tecidos moles, ou seja, abaixo da pele, sobre os ossos. O edema na criança é muito mais raro do que nos adultos e quando ocorre corresponde, na maioria dos casos, a situações benignas. Mais raramente, contudo, o edema pode exigir uma atitude urgente do ponto de vista diagnóstico e terapêutico. O edema na criança pode ser causado por seis mecanismos, dos quais podem estar comprometidos vários: aumento da pressão hidrostática por falência da bomba cardíaca ou um impedimento à circulação normal do sangue; diminuição das proteínas do sangue, como em certas doenças renais ou hepáticas; aumento da permeabilidade dos vasos, como nas alergias; perturbações na drenagem linfática; ou alterações da água e do sódio que ocorrem nas doenças renais ou no tratamento prolongado com corticoides. Os edemas localizados são apenas reações dos tecidos a inflamação ou trauma. E sempre importante, quando os pais recorrem ao médico, saber caracterizar o edema quanto ao local envolvido ou preferencialmente envolvido, se o edema «vai e vem» (por exemplo ao longo do dia) ou não tem variações temporais, se a região está avermelhada ou dolorosa, se a criança está a fazer algum tratamento, e se tem comichão. Ler Mais...

Ir (e vir) da praia

O ir e o vir da praia podem transformar-se numa tortura se feitos em más condições: horas de fila, automóvel hiperaquecido, ambiente de irritabilidade, ou com as crianças cansadas. Para as crianças pequenas, o excesso de calor pode levar à desidratação. Às vezes mais vale mudar os planos e se for dia de grande trânsito, passear na cidade ou no campo são opções porventura mais sensatas. Pensem também que, sobretudo quando se volta da praia, as crianças estão física e emocionalmente cansadas, provavelmente não dormiram a sesta, estão moídas do sol e dos banhos, e o percurso da areia até ao carro pode ser doloroso. Fazem birras, sentam-se, não querem acompanhar o passo dos adultos, choram se têm de ir ao vosso lado, choram se os pais as deixam para trás. Não vociferem e acompanhem o seu ritmo - de nada adianta estar a tentar que se despachem. A luz é intensa, o calor também e estão esbodegadas. E ao chegar ao carro não vão provavelmente cumprir todas as regras de tirarem a areia dos pés ou colocarem uma toalha por baixo do rabo se estiverem molhadas. São muito pequeninas... Ler Mais...
Rifocina na cesarea | Para Pais.