Resultados para: "quero ver os tipos de pererecas"

Você está a ver criança , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa quero ver os tipos de pererecas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Querer tudo

Quantas vezes já vos aconteceu, por exemplo, numa loja ou supermercado, o vosso filho agarrar-se a um brinquedo ou qualquer outro objeto, e não o querer largar Além dos olhares incómodos das outras pessoas, e do embaraço perante os empregados, o lampo também é sempre contado e o que fazer numa situação destas é duvidoso. Ralhar? Não ralhar? Ceder? Não ceder? Ignorar? Dar atenção e tentar explicar que a mãe não pode levar tudo o que ele quer? -Eu quero Eu quero Mas eu quero. Geralmente estas cenas acabam com os pais a largarem tudo e a saírem, recriminando a criança e com o dia estragado. Mas há que pensar em alguns aspetos: não dizemos nós que «É Natal todos os dias»? Não aparecem constantemente, na hora «das crianças», anúncios televisivos incitando ao consumo? Não são levados, às vezes, em passeio aos centros comerciais (são «centros de comércio», não esqueçamos)? Não digo que os nossos filhos tomem isso à letra, mas que desejam tudo e querem tudo o que desejam é um lacto. Quando uma criança começa a «querer», quer simplesmente porque quer, ou seja, se lhe dermos a coisa que ele deseja, larga-a e quer outra, e outra, e outra. Quer apenas porque quer. E se todos os seus desejos forem consubstanciados sem limites, aprenderá apenas a ser eterno insatisfeito – sempre que estiver num local, numa situação, numa viagem, desejará sempre o que não tem e sem ter o gozo dos momentos que vive. Ler Mais...

Tipos de vírus e vacina de gripe

Há três tipos de vírus da gripe: A, B e C. Este último dá uma doença muito leve e nem sequer se fabrica vacina para ele, tal a sua inocuidade. Os vírus A são os responsáveis pelas epidemias e surtos que todos os anos se estendem a nível mundial. Os vírus A dividem-se em vários subtipos, de acordo com duas das suas proteínas, designadas por hemaglutinina (H) e neuraminidade (N). Daí os vírus A serem distinguidos pela conjugação destas duas. Há 16 variantes N e 9 variantes H, o que dá múltiplas combinações possíveis. Os que habitualmente surgem nos seres humanos são os H1N1, H1N2 e H3N2. Como estas proteínas mudam facilmente, o vírus da gripe muda também praticamente todos os anos, embora algumas estirpes se mantenham em atividade durante vários anos seguidos. Estas mutações anuais do vírus explicam porque é que em alguns anos a gripe é mais agressiva e mais expansiva. Todos os anos é fabricada uma vacina (diferente da do ano anterior) que permite aos vacinados fabricarem anticorpos «atualizados» contra o vírus da gripe desse ano. As mudanças mais radicais são abruptas e geram vírus mais agressivos - a possibilidade de pandemia é muito maior. Ler Mais...

Quero amamentar, mas devo comprar biberões para o caso de ser necessário?

O problema dos biberões é que podem enfraquecer a sua decisão de amamentar e geralmente as mulheres tem mais hipóteses de continuar a amamentar se não tiverem alternativas disponíveis ã mão. No entanto, se quiser dar água ao seu bebé ou se quiser extrair leite, logo que esteja a amamentar com confiança, então irá precisar de biberões. Ler Mais...

Da última vez fiz uma figura completamente idiota. Não quero voltar a perder o controlo – o que me aconselha?

O melhor conselho é que conheça as suas opções, tenha um espírito aberto e se deixe conduzir pelo trabalho de parto e pela forma como se está a sentir. Ser positiva e ter um apoio apropriado pode não só resultar numa boa experiência como também reduzir a sua perceção de dor, e sentir-se fortalecida ajuda-a a manter-se em controlo. Ler Mais...
Quero ver os tipos de pererecas | Para Pais.