Resultados para: "quantos dedos de dilatacao para o parto"

Você está a ver criança , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa quantos dedos de dilatacao para o parto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada.

Dilatação

Nas fases iniciais do trabalho de parto, o colo do útero começa a amaciar, e depois começa a dilatar para que o bebé possa passar através dele e sair pela vagina. A cabeça do bebé não pode passar pelo colo do útero até ele estar completamente dilatado. O tempo que isso demora varia: algumas mulheres já têm alguns centímetros de dilatação no início do trabalho de parto, enquanto outras levam várias horas a atingir essa fase. ong>2 CM de dilatação:ong> Na primeira fase, o colo do útero começa a amaciar e a abrir gradualmente. ong>6 CM DE DILATAÇÃO:ong> O colo do útero está a cerca de metade da dilatação e agora as contrações são mais fortes. ong>10 CM DE DILATAÇÃO:ong> O colo do útero alargou o suficiente para o útero poder empurrar o bebé para fora. Ler Mais...

Quanto tempo durará a primeira fase do trabalho de parto?

A primeira fase do trabalho de parto dura até o colo do útero estar completamente dilatado. As mulheres têm tendência a começar a contar o tempo do trabalho de parto desde as primeiras contrações, mas as parteiras e outros profissionais de saúde só começam a contar quando este está confirmado, quando as contrações se tornam regulares, a cerca de cada três ou quatro minutos, e duram cerca de 45 segundos a um minuto e o colo do útero tem cerca de três centímetros de dilatação. Devido à diferença com que os trabalhos de partoo cronometrados, você pode ouvir falar de trabalhos de parto que duraram 50 horas e de outros que duraram duas. Em média, os trabalhos de parto das mães pela primeira vez duram cerca de 12-14 horas. Se continuar depois desse tempo, o médico poderá querer investigar porque é que o trabalho de partoo está a progredir. Logo que o trabalho de parto esteja confirmado, os profissionais de saúde geralmente esperam que o colo do útero dilate a uma média de meio centímetro por hora. Contudo, há enormes variantes nesta média e um trabalho de parto pode assim progredir normalmente com uma proporção de dilatação mais lenta ou mais rápida. A sua parteira mantê-la-á informada sobre os acontecimentos durante o trabalho de parto e não tenha medo de perguntar como é que as coisas estão a progredir. Ler Mais...

Como poderei saber se já estou realmente em trabalho de parto?

O sinal completamente seguro de que está em trabalho de parto é estar com contrações regulares que causam a dilatação e a abertura do colo do útero, e isso só pode ser determinado pela sua parteira ou pelo seu médico durante um exame interno. As contrações do trabalho de partoo em geral dolorosas, ocorrem com muita regularidade e tornam-se cada vez mais fortes e frequentes. Há outros sinais de que o trabalho de parto pode estar a caminho, como o aparecimento ou descarga de muco vaginal, mas estes nãoo verdadeiros indicadores de que o trabalho de parto está realmente a caminho. Se não tem a certeza se está ou não em trabalho de parto, pode tentar cronometrar as suas contrações desde o início de uma até ao início da seguinte e anotar a frequência com que ocorrem. Se estiver em trabalho de parto, então notará que elas se tornam mais seguidas e aumentam de duração. Se achar que está em trabalho de parto ligue à sua parteira ou ao seu médico. Ler Mais...

Da última vez tive uma cesariana de emergência. Agora o médico diz que eu vou ter um parto de experiência, o que é isso?

Isso é um parto depois de uma cesariana. Por outros termos, PVDC (parto vaginal depois de cesariana). Até muito recentemente, os médicos aconselhavam as mulheres que tinham tido uma cesariana a fazer uma cesariana planeada no bebé seguinte para evitar ruptura uterina quando a cicatriz da cesariana se rompe na gravidez ou trabalho de parto. Embora isto seja grave, é raro, e hoje em dia julga-se ser preferível tanto para a mãe como para o bebé ter, se possível, um parto vaginal natural. Mesmo assim, se quiser um parto vaginal, será acertado optar por uma unidade que tenha monitorização cardíaca fetal e que possa fazer uma cesariana se vier a ser necessário. As suas hipóteses de ter um trabalho de parto com sucesso dependem da razão porque fez uma cesariana. Se foi porque o bebé estava dedegas para baixo ou porque teve uma descida da placenta, desta vez, as suas probabilidades de ter um parto natural são maiores. Se foi devido a complicações no trabalho de parto como dilatação cervical lenta, então o problema pode voltar a acontecer. No total cerca de metade das mulheres têm um parto normal depois de uma cesariana. Ler Mais...

Gosto de saber com o que contar. O que é que acontecerá quando eu chegar ao hospital?

As rotinas dos hospitais variam, mas em geral será enviada para o serviço de ginecologia e obstetrícia e uma das parteiras de serviço virá observá-la. Além de fazer perguntas sobre o seu trabalho de parto até esse momento, ela provavelmente medirá a sua temperatura, as pulsações e a tensão arterial e ouvirá o batimento cardíaco do bebé. Também apalpará a sua barriga para determinar a posição do bebé e se a cabeça já encaixou ou se desceu para a pélvis. Se as suas contrações forem regulares, poderá ser feito um exame interno para revelar qual a dilatação do colo do útero e assim qual a fase do trabalho de parto. Esta informação dará à parteira uma visão do seu bem-estar e do bebé e ajudará as duas a decidir qual o próximo passo. Se o seu trabalho de parto estiver numa fase muito inicial, a sua parteira poderá sugerir que regresse a casa por mais algum tempo ou que passe algum tempo na enfermaria. Se o seu trabalho de parto já estiver confirmado, procurarão uma sala de partos para si. Ler Mais...

Estou grávida de trigémeos – os meus bebés irão precisar de nascer mais cedo?

Uma gravidez múltipla tem mais probabilidades de resultar num parto pré-termo e quantos mais bebés tiver, maior o risco de isso acontecer. O parto de trigémeos com menor risco (embora haja sempre um risco com todos os procedimentos médicos) é uma cesariana facultativa e, se isso for acordado com a sua parteira e o seu médico, será decidida uma data de parto de acordo com o que for melhor para si e para os seus bebés. Os médicos tentarão encontrar um equilíbrio entre os riscos associados ao parto prematuro, como o desenvolvimento dos bebés não estar completo, e o aumento de possibilidades de entrar em trabalho de parto natural conforme se aproxima da sua data de parto prevista. O seu especialista deverá discutir a altura certa para isso consigo e vodeverá estar envolvida em todas as decisões. Cada unidade materna tem as suas próprias diretrizes, mas a decisão final será baseada não só na sua saúde mas também na saúde dos seus bebés. Isto assegura o nascimento dos bebés na altura ideal e reduz a possibilidade de ocorrerem problemas associados aos partos pré-termo. Ler Mais...
Quantos dedos de dilatacao para o parto | Para Pais.