Resultados para: "quanto tempo o corpo deva pra expulsar um feto"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa quanto tempo o corpo deva pra expulsar um feto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que é um aborto?

Um aborto á a expulsão ou a extracção do útero de um embrião ou feto antes da 24ª semana de gravidez. Os sinais de um abortoo sangramento vaginal e dores semelhantes às menstruais. Como nem todos os abortos seguem o mesmo padrão, há várias formas de descrever o que acontece. * Ameaça de aborto ocorre quando há sangramento que pode ou não ser acompanhado de dor, mas o feto sobrevive. * Aborto incipiente ocorre quando há sangramento e dores devido a contracções do útero, o canal cervical dilata e o feio é expelido. * Aborto retido ocorre quando o feto morre mas mantém-se no útero e ou é expelido mais tarde naturalmente ou retirado por operação. Ler Mais...

Quanto tempo ficará o bebé no hospital? – A estadia do bebé na unidade de cuidados especiais

O tempo que cada bebé fica nos cuidados especiais depende das razões porque ele lá está: alguns bebés só precisam de algumas horas; outros bebés precisam de ficar até completar o tempo de termo no útero. Há certos critérios que orientam o regresso a casa: * Quando estão prontos a alimentar-se convenientemente ao peito ou com biberão. * Quando já aumentaram de peso e pesam um mínimo de dois quilos. * Quando conseguem controlar a temperatura do seu próprio corpo. Ler Mais...

O que é a síndroma da transfusão feto-fetal?

É um problema raro mas grave que ocorre só nos gémeos idênticos que partilham a mesma placenta. É causado por um fornecimento insuficiente de sangue e por um vaso sanguíneo que liga os gémeos directamente. Um dos gémeos bombeia sangue à volta do seu próprio corpo e do seu gémeo e, como resultado, não cresce devidamente. Em geral e necessário um parto antecipado para salvar o gémeo mais pequeno. Ler Mais...

O toque do afeto

Quantas vezes nos esquecemos deste sentido - o do tato. Sabe-se que o feto, ainda na vida intrauterina. é sensível aos estímulos táteis que lhe chegam a partir dos movimentos da mãe. A massagem suave do ventre materno provoca movimentos do feto. Por outro lado, movimentos «agressivos» da parede abdominal da mãe - como por exemplo espetar um dedo - levam o feto a adotar atitudes de defesa, como o sobressalto e a recua. E depois de nascer, muito gostam eles de ser acariciados ou simplesmente de se sentirem em contacto com o corpo e a pele dos pais. A pele é o órgão maior, e dos mais inervados. O toque e o contacto, quando meigos, afetivos e tranquilos, dão calma e prazer ao bebé, fazendo-o sentir-se amado e adorado. Pelo contrário, estímulos desagradáveis (calor, frio, toques «irritados», rápidos, bruscos) fazem-no infeliz e inseguro. A sociedade ocidental, por motivos vários que não importa discutir agora, tem remetido o estímulo tátil e o toque para as «coisas a abater». As pessoas distanciam-se, cumprimentam-se friamente e evitam tocar-se, nãoo ser acusadas de assédio ou de intenções menos claras. Ora, é necessário o toque e a estimulação do tacto. Como fazem as crianças entre si, ou os adolescentes, ou até os idosos. É pena que muitos adultos não assumam essa relação com o bebé de uma forma inteiramente descomplexada e livre. O estímulo tátil é fundamental durante toda a vida. Está intimamente relacionado com o afecto e a segurança. É necessário porque a interacção entre as pessoas não pode ser apenas longínqua e quase virtual. Em pleno século xxi, é altura de deixarmos de ter medo de abraçarmos os nossos filhos e de lhes fazermos festas e mimos.* Ler Mais...

O meu companheiro diz que as drogas leves não têm problema – mas deveremos parar, agora que estamos a planear ter um bebé?

Ao dizer drogas leves deve estar a referir-se à nicotina ou à haxixe. O fumo do tabaco e da haxixe também podem ser altamente prejudiciais para o desenvolvimento do feto e deve ser evitado por grávidas ou por qualquer mulher que possa engravidar ou queira engravidar num futuro próximo. Julga-se que um químico presente na haxixe conhecido como THC pode reduzir a hormona luteizante (HL) nos genitais. Esta hormona desencadeia a ovulação nas mulheres e está envolvida na produção de esperma nos homens. Assim, além de ser potencialmente prejudicial para o feto, fumar haxixe pode resultar num decréscimo a curto prazo da capacidade reprodutora. Ler Mais...

Que acontece nos dois primeiros trimestres?

Nas primeiras 12 semanas de vida, o primeiro trimestre, o seu bebé muda rapidamente de um indistinto grupo de células para um ser humano. Durante esse tempo, o corpo começa a formar-se e todos os órgãos principais estão em desenvolvimento. Pelas oito semanas, as quatro cavidades do coração estão formadas e podem ver-se batimentos numa ecografia. O seu bebé, agora chamado feto, perde a cauda e os membros começam a formar-se. Pelo fim do primeiro trimestre, o bebé está completamente formado; estão a desenvolver-se as feições e os órgãos principais começam a funcionar. O segundo trimestre, da semana 13 à 27, é um período de crescimento rápido pois o bebé cresce cerca de 6 cm por mês. O bebé começa a movimentar-se e pode engolir e ouvir sons fora do útero. Pela semana 24, a maior parte dos sistemas está formada e, fora os pulmões, os órgãos principais estão a funcionar. Ler Mais...
Quanto tempo o corpo deva pra expulsar um feto | Para Pais.