Resultados para: "qual o sintomas de quem esta ganhando nene"

Você está a ver grávida , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa qual o sintomas de quem esta ganhando nene. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Sinais e sintomas

A hepatite A é uma doença autolimitada, ou seja, cura espontaneamente e nunca evolui para a cronicidade. O período de incubação, que medeia entre o contacto com a pessoa ou com a fonte de infeção e o aparecimento dos sintomas, varia entre duas e quatro semanas. Como o contágio se faz numa fase anterior ao aparecimento de sintomas, é muitas vezes difícil conhecer com exatidão quem infecto quem. Clinicamente a hepatite A típica (em muitos dos casos, nas crianças, não há nada) revela-se por um período inicial semelhante a uma gripe, com alguns sintomas gastrointestinais - náuseas, vómitos, diarreia, dores abdominais -, cansaço, falta de apetite. Estes sintomas inespecíficos são geralmente uma fonte de preocupação para os pais. Numa segunda fase aparecem os sintomas e sinais que todos conhecem como «sintomas de hepatite» - icterícia (pele e olhos amarelos), urina cor de «vinho do Porto» e fezes claras (cor de «massa de vidraceiro»). Em geral, ao 3.°-5.° dia da icterícia, o estado geral da criança começa a melhora muito e ela recupera o apetite, ficando por vezes com um verdadeiro «apetite de leão». Os pais ficam mais aliviados, sobretudo porque a maioria das crianças emagrece na fase anterior a esta. Ler Mais...

Conselho sobre amigdalites

Por vezes as amigdalites repetem-se porque o tratamento antibióticoo é totalmente eficaz. Podem existir micróbios semi-resistentes aos antibióticos normalmente utilizados e, após o tratamento, estes decrescem (melhorando os sintomas) mas nunca chegam a desaparecer por completo. Passados uns dias já recrudesceram novamente e voltam a dar sintomas. Esta situação é, muitas vezes, consequência de tratamentos com antibióticos feitos sem critérios, por tempo inadequado, com doses incorretas e sem uma verdadeira avaliação da necessidade. Se uma criança tiver amigdalites de repetição, é conveniente fazer uma análise ao exsudado («pontos brancos») das amígdalas, antes do antibiótico, para perceber qual o micróbio que por lá anda e qual a sua sensibilidade em relação aos antimicrobianos. Ler Mais...

Qual é a razão para as cólicas?

Muito se tem debatido sobre a origem das chamadas «cólicas do latente». Há quem as atribua ao ar que o bebé engole, quem diga que a origem está numa certa reação de intolerância ao leite de vaca (visto serem mais frequentes nas crianças alimentadas com substitutos do leite materno), ou quem defenda tratar-se de uma reação natural ao stresse do parto e dos primeiras semanas de vida. E ainda temos que contar com a imaturidade intestinal que faz com que certos segmentos intestinais se «fechem», de vez em quando, provocando dilatação nos anteriores e causando dor. Provavelmente toda a gente tem a sua parte de razão, ou seja, haverá certamente vários mecanismos envolvidos, embora o motivo predominante varie de criança para criança. Ler Mais...

Quinta doença – Como e em quem aparece a doença?

Qualquer pessoa pode infectar-se, mas a doença surge mais frequentemente nas crianças. O vírus passa das pessoas infectadas para as outras, através da saliva, das secreções nasais e dos «perdigotos», ou seja, tal e qual como uma banal constipação. A pessoa infectada é contagiosa desde a semana antes de aparecerem os sintomas até ao início do exantema, ou seja, é muito difícil isolar os infectados porque não aparentam qualquer doença. Portanto, na fase de «cara em bofetada» a criança já não é contagiosa, podendo frequentar a escola, se estiver bem. A infecção pelo parvovírus humano B19 parece dar imunidade vitalícia e cerca de 50% dos adultos têm anticorpos contra o vírus, o que significa que já tiveram a infecção (provavelmente em crianças). Ler Mais...

Como suspeitar?

As dificuldades podem ser grandes, pela falta de caraterização específica dos sintomas. O conjunto de sintomas e sinais nas áreas mencionadas devem fazer, pelo menos, quandoo consistentes e prolongados no tempo, debater o assunto com o médico-assistente: • Não tem amigos, nem está preocupado com o facto; • Não se interessa em conversar com ninguém; • Não inventa jogos nem usa qualquer criatividade para imaginar novas situações; • Repete sempre as mesmas coisas, até arranja uma linguagem própria, repetitiva, sem acrescentar nada de novo; • Tudo o que seja novidade ou desafio é visto com rejeição e desinteresse; • De repente parece preocupar-se com umas coisas, mas que nada têm a ver com o que se está a passar na vida real; • Tudo o que sai da rotina parece pô-lo em completo desalinho; • Não chora se cai e se magoa, mas repele quem tente dar-lhe mimo ou fazer-lhe uma festinha. Face a um leque de sintomas desta ordem, há depois testes mais específicos que podem auxiliar ao diagnóstico - mas impõe-se uma visão multidisciplinar, que passa pelos neuro pediatras, neuropsicólogos e psicólogos. A intervenção, depois, de um terapeuta da fala, de especialistas de psicomotricidade e outros técnicos destas áreas é essencial. Ler Mais...

Rubéola, Quais os sintomas e o tratamento a seguir?

A rubéola pode ou não dar febre, e dá uma borbulhagem pelo corpo todo, geralmente sem comichão, e com aumento dos gânglios do pescoço, cabeça (zona occipital) e virilhas. O estado geral raramente é afectado e o tratamento é apenas sintomático. Convém, evidentemente, manter o bebé afastado de quem esteja ou possa estar grávida, a manos que essa pessoa saiba de certeza que está imunizada para a rubéola. Ler Mais...
Qual o sintomas de quem esta ganhando nene | Para Pais.