Resultados para: "quais os sintomas do bebe morto dentro de uma mulher"

Você está a ver gravidez , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa quais os sintomas do bebe morto dentro de uma mulher. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que é um nado-morto?

Um nado-morto é quando um bebé morre no útero depois de 24 semanas de gestação, antes de nascer. Perder um bebé é muito diferente das outras perdas, o que se deve em parte ao facto de hoje em dia, com as tecnologias existentes e os avanços dos cuidados de saúde, não se julgar possível perder um bebé. O contraste cruel entre nascimento e morte, e o não se ficar com recordações físicas dessa personagem com quem criámos laços durante a gravidez e que tanto ansiávamos conhecer é muito difícil de compreender. Muitas vezes os pais procuram respostas para coisas inexplicáveis e isso pode, por vezes, atrasar todo o processo de luto. O mais importante para os casais que vivem tal perda é não ficar a pensar nos ses, nos mas e nos talvez e lembrarem-se de que não tiveram culpa. Ler Mais...

Tenho lúpus – como é que isso vai alterar os meus cuidados durante a gravidez?

O lúpus é uma doença auto-imune que causa inflamação nas articulações dos ossos, no sangue, rins, e pele e os doentes por vezes descobrem que os sintomas se agravam devido a certos acontecimentos. A doença é mais comum nas mulheres do que nos homens, em especial nas mulheres em idade de dar à luz. Algumas mulheres acham que a gravidez agrava o lúpus, provavelmente devido às alterações hormonais que ocorrem, enquanto que outras acham que a gravidez alivia os sintomas. Como o lúpus pode afectar o feto, aumentando o risco de nado-morto aborto, trabalho de parto pré-termo e crescimento lento, a sua gravidez será vigiada de muito perto, em especial quando se medir a sua tensão arterial e analisar a urina. Contudo, a probabilidade é que venha a ter uma gravidez e um bebé completamente saudáveis. Pode contactar a Associação de Doentes com Lúpus para apoio e informação. Ler Mais...

Tenho ajudado a minha mulher a tratar do bebé durante a noite, mas no trabalho sinto-me exausto. O que posso fazer?

Este não é um cenário fora do normal e você poderá beneficiar se puder discutir isso com o seu patrão e com o departamento de recursos humanos. Antes de falar com o seu patrão, pense no que quer e procure saber quais as suas opções: quer tempo livre, mais flexibilidade, ou só abrandar um pouco? Os seus pedidos afetarão o seu trabalho, outros empregados, ou o seu desempenho? Lembre-se de que a exaustão não será um problema permanente, portanto negociar as opções por um mês pode ser melhor para o seu patrão. Se já trabalhava para ele antes da gravidez da sua mulher, provavelmente tem direito a licença de paternidade paga se já não a tiver tirado Também vale a pena considerar a licença parental. Dentro de certos critérios, o pai de uma criança com menos de seis anos tem o direito legal de tirar uma licença de trabalho não paga para tratar deles. Pode pedir no emprego para ficar alguns dias de férias. Mas tenha também em conta que muitas destas opções afetarão o seu salário e a sua mulher pode estar em licença de maternidade ou pode ter parado de trabalhar. Outra opção é negociar uma "manhã de repouso" com a sua mulher, para que, por exemplo, cada sábado repouse você e ela repouse aos domingos, não importa como tenha corrido a noite. Aos fins-de-semana, não há problema em fazer uma sesta durante o dia, quando o bebé dormir. Ler Mais...

Sintomas e sinais de alarme

Em primeiro lugar, há que saber quais os sinais e sintomas que devem levar a criança IMEDIATAMENTE ao médico: - convulsões - cianose (a criança ficar arroxeada) - dificuldade a respirar (vêem-se as costelas a ir para dentro, e as «asas» do nariz a abrir. A criança tem «fome de ar», piora ou faz muito barulho a respirar) - choro prolongado, grito (diferente do choro forte) ou gemido - sonolência demasiada sem razão aparente - prostração -não responde a estímulos como sorrir -recusa repetida de mamar (em crianças pequenas) -hipotonia (moleza exagerada, sem força no corpo - segurando-se pela barriga, costas para cima, parece um «boneco de trapos») -dores de cabeça que interrompem as brincadeiras ou que acordam durante a noite - febre alta (superior a 40°C rectal ou 39,5°C axilar) há mais de 3 dias completos; -sinais de desidratação olhos encovados, fontanela deprimida, pele com perda de elasticidade (especialmente na barriga), sede intensa, boca seca, urinar pouco (menos número de fraldas molhadas do que o costume). Se não houver qualquer destes sintomas mas existir a combinação de dois ou mais dos sinais e sintomas que se listam seguidamente, então a criança deverá ser levada ao médico dentro das 24 HORAS seguintes: - sibilância a respirar (pieira) - tosse muito incomodativa - irritabilidade - vómitos - diarreia intensa - lesões cutâneas generalizadas (exantemas, borbulhas, babas) - febre mantida acima de 40° rectal ou 39,5° axilar Em caso de dúvida, é preferível a criança ser observada de imediato por um médico. Ler Mais...

Estou com peso a mais – isso pode afectar a minha gravidez?

O consenso médico é que uma mulher com um índice alto de massa corporal antes da gravidez deverá tentar limitar o peso que vai ganhar, pois aumentar demasiado aumenta o risco de desenvolver tensão alta, diabetes e de ter um bebé grande. O peso recomendado a ganhar na gravidez é 10-12,5 kg. Se aumentar dentro desta margem, tem um risco diminuído de complicações diante o trabalho de parto e o parto. Contudo, a gravidez não é a altura para uma dieta. As pesquisas mostram que, para uma mulher grávida com excesso de peso, uma dieta de baixas calorias não reduz as probabilidades de desenvolver tensão alta ou pré-eclampsia e não beneficia o bebé. Em vez disso, deverá pedir conselho à sua parteira ou médico sobre uma alimentação saudável e uma dieta bem equilibrada que evite que acumule quilos, mas que a mantenha a si e ao seu bebé saudáveis. Ler Mais...
Quais os sintomas do bebe morto dentro de uma mulher | Para Pais.