Resultados para: "quais os sintomas causados pelo perineo feminino"

Você está a ver gravidez , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa quais os sintomas causados pelo perineo feminino. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que é uma massagem do períneo?

Uma massagem do períneo é a prática de massajar o períneo, a pele entre a vagina e o ânus, para a tornar mais flexível em preparação para o parto. A intenção é evitar o rasgar do períneo durante o parto e a necessidade de uma episiotomia ou um parto assistido (fórceps ou extracção por ventosa) pois a pele nesta zona pode tomar-se mais flexível devido à massagem. Experiências clínicas indicam que a massagem do períneo e a massagem vaginal podem reduzir a gravidade de rasgar e que portanto alguns consideram-nas benéficas. Use um gel lubrificante com manteiga de cacau, azeite, óleo de vitamina E ou óleo vegetal puro nos seus polegares e massaje à volta do períneo. Coloque os seus polegares cerca de 3-4 cm dentro da sua vagina e pressione para baixo e para os lados ao mesmo tempo. Gentil e firmemente continue a esticar até sentir uma leve sensação de ardência ou formigueiro. Com os polegares mantenha a pressão durante cerca de dois minutos ou até essa zona se tornar um pouco dormente e não sentir tanto o formigueiro. Enquanto faz pressão com os seus polegares massaje lenta e suavemente a parte de baixo da sua vagina, evitando a abertura urinária, e ao longo do períneo introduzindo o lubrificante no tecido durante 3-4 minutos, Isto ajuda a esticar a pele da mesma forma que a cabeça do bebé a irá esticar durante o parto. Faça esta massagem uma ou duas vezes por dia começando por volta das 34 semanas de gravidez. Depois de cerca de uma semana deverá notar um aumento de flexibilidade. Ler Mais...

Os meus enjoos matinais vão provocar falta de alimento ao meu bebé?

Os enjoos matinais são dos sintomas mais comuns da gravidez e julga-se que são causados pelas hormonas da gravidez. É fácil entrar em pânico se vomitar todas as manhãs e parecer que não está a aumentar de peso, mas tente não se preocupar – na realidade não irá começar a ganhar peso até a gravidez estar mais avançada. Desde que esteja de boa saúde antes de engravidar, o seu bebé será adequadamente alimentado. Contudo, é possível que enjoos graves na gravidez (hiperémese) possam pôr em risco o seu bebé. Diga ao seu obstetra ou parteira se não conseguir reter nenhum líquido ou alimento. Ler Mais...

Quais são os sintomas?

Os sintomas têm a ver principalmente com a lesão que os vírus provocam ao nível do nariz a parede nasal fica inchada, o que faz aumentar a obstrução e a sensação de -nariz cheio-, e o nariz produz também mais muco, que ó uma forma de combater os agressores. Isso ainda aumenta mais a oclusão nasal. Primeiro as secreções são claras, tipo «aguadilha», mas podem depois tornar-se mais espessas e brancas ou amareladas. Finalmente, poderão ficar esverdeadas, o que em alguns casos indica já um envolvimento também de bactérias, mas nestes casos a constipação também se acompanha de outros sintomas (febre alta, por exemplo) e dura mais do que os dois, três dias «da praxe» é sinal que a constipação se quer instalar para ficar». Os sintomas gerais, que não chegam a ser muito fortes mas podem ser suficientemente incomodativos mal-estar, febre muito baixa, vontade de descansar, resultam da passagem de alguns vírus pelo sangue, mas são de curta duração - ao fim de dois dias, se tudo correr bem, a pessoa melhora. Ler Mais...

Rubéola, Quais os sintomas e o tratamento a seguir?

A rubéola pode ou não dar febre, e dá uma borbulhagem pelo corpo todo, geralmente sem comichão, e com aumento dos gânglios do pescoço, cabeça (zona occipital) e virilhas. O estado geral raramente é afectado e o tratamento é apenas sintomático. Convém, evidentemente, manter o bebé afastado de quem esteja ou possa estar grávida, a manos que essa pessoa saiba de certeza que está imunizada para a rubéola. Ler Mais...

Sintomas e sinais

Os sintomas e sinais da doença dependem da idade da criança e também do agente causador. Na criança com mais de ano e meio, a doença começa de forma brusca, com febre, vómitos, dores de cabeça, aversão à luz e grande prostração. A primeira manifestação pode, por exemplo, ser uma convulsão ou perda de consciência. Na observação médica ressaltam os chamados sinais meníngeos, entre os quais a rigidez dos músculos da nuca quando se flete a cabeça. Nas crianças mais jovens há febre, gemido, vómitos, irritabilidade ou prostração, palidez e frequentemente convulsões. O achado médico mais significativo é a chamada hipertensão da fontanela, ou seja, a «moleirinha» está abaulada e proeminente. Em algumas meningites, especialmente as provocadas pelo meningococo, podem aparecer lesões da pele - hemorragias (tipo picada de alfinete, que são chamadas «petéquias», ou maiores, tipo nódoa negra, que se designam por «equimoses»), queixas gastrointestinais ou outras. Ler Mais...

Quais são os sintomas?

Há vários graus de pré-eclampsia, desde uma pequena subida da sua tensão arterial para o fim da gravidez e um pequeno aumento de proteína detectado na sua urina (o que afecta cerca de 1 em cada 10 mulheres grávidas), até uma grande subida da tensão arterial e uma grande quantidade de proteína encontrada na urina (afectando 1 em cada 50 mulheres grávidas). A sua tensão arterial e a sua urina serão analisadas (e será medido o tamanho do bebé) nas consultas pré-natais para procurar sinais de pré-eclampsia e deverá contactar a sua parteira ou o seu médico de imediato se experimentar qualquer destes sintomas. Ler Mais...
Quais os sintomas causados pelo perineo feminino | Para Pais.