Resultados para: "porque queima envolta dos olhos"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa porque queima envolta dos olhos. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Olhos

É preciso ter cuidado com os olhos das crianças e começar a protecção da acumulação da acção dos raios ultravioletas. Até aos 12-15 anos as crianças não têm um filtro suficientemente bom, no cristalino dos olhos, para que as radiações não passem. Assim como a pele se queima, também os olhos (porque as radiações estão na luz) se queimam. E os estudos que nos chegam dos países onde as crianças estão há mais tempo expostas à radiação ultravioleta aumentada da última década são muito preocupantes, no que diz respeito às queimaduras irreversíveis da retina. Proteger da luz é essencial - todas as crianças, desde sempre, deverão usar óculos escuros, dos que são adequados em termos de protecção UV - encontram-se nas farmácias, para farmácias e lojas de produtos de crianças. Outro aspecto; limpar a areia e o sal, sobretudo antes de dormir. As crianças têm por hábito atirar areia e água do mar à cara umas das outras e isso pode causar irritação. Lavem bem os olhos dos vossos filhos antes de deitar e sempre que necessário, e se estiverem muito irritados, podem aplicar um colírio descongestionante. Ler Mais...

Chapéu? E óculos escuros?

Sim. Quando o sol estiver mais alto e forte (de Maio a Setembro), é preciso pensar que os ultravioletas que queimam a pele também afetam os olhos. A luz entra pelos olhos e queima a retina. E pode deixar marcas. O chapéu protege a cabeça e os óculos evitam a agressão ocular (escolher óculos com lentes de qualidade). qwe Quando estiver frio, é conveniente usar gorro, porque a cabeça dos bebés é proporcionalmente maior (ainda por cima com pouco cabelo) e eles podem perder mais calor por aí.

Conselho

Há que ter cuidado em não usar meias que apertem (vê-se porque deixam marcas). A roupa deve ser suficientemente folgada para não apertar o bebé. Portanto, entre bodies, babygrowths, casaquinhos, casacos, jardineiras e tantas outras coisas... Há sempre muito por onde escolher. Pensem sempre que o essencial é ser confortável, não causar alergias, estar adequado ao ambiente. Ler Mais...

Aquecer demasiado os alimentos…

Quanto ao outro tipo de queimaduras, resultante do sobreaquecimento dos alimentos, tem aumentado paralelamente à crescente utilização dos fornos de micro-ondas. Há casos típicos que vale a pena referir:
  • o biberão: o vidro fica morno e a pessoa que administra o biberão pega-lhe, sente a temperatura exterior e esquece-se de verificar a temperatura do leite - a criança, geralmente esfomeada, abre a boca e mama com vontade: queima a língua e a mucosa oral e laríngea, por vezes de modo grave e extenso;
  • a papa ou o puré de legumes: o aquecimento não é homogéneo e alguns bocados ficam muito quentes, enquanto outros quase frios. Se não houver o cuidado de mexer muito bem a papa para misturar o seu conteúdo, a criança pode queimar-se;
  • alimentos que têm uma parte sólida e uma parte líquida. Exemplo típico: pastéis de nata e croissants com recheio. A massa fica morna, a boca abre-se para dar uma mordidela e o líquido fervente provoca queimaduras graves. Acresce que o líquido açucarado é mais difícil de retirar e o tempo de contacto com as mucosas (ou a pele) é superior, pelo que as queimaduras são mais graves;
  • recipiente tapado - quando se retira a tampa, o líquido fervente salta e queima a cara e as mãos.
Ler Mais...

Os olhos

Ao dar de mamar ao bebé verificará que ele tende a entortar os olhos, muitas vezes de forma bastante acentuada. Observar o rosto da mãe e, para ele, um esforço tão grande, que os músculos do globo ocular se relaxam. Ler Mais...

Conselho sobre eletricidade

As tomadas devem estar longe do alcance das crianças, sobretudo antes dos 2 anos idade (porque a criança tende a explorar o ambiente) e depois dos 4 (porque já querem ligar a televisão ou os leitores de DVD). Deverão estar sempre protegidas e há que limitar ao mínimo os fios soltos e extensões. É possível instalar, no quadro elétrico, um disjuntor de segurança que dispara e evita a eletrocussão. Todavia, há que ensinar a criança, dado que essa medida pode não existir noutras casas. Olhos e raios laser. Cuidado! A luz laser classifica-se em grupos, conforme a intensidade: 1, 2.3a, 3b e 4. As duas últimas são muito agressivas para os olhos e a última é tão forte que pode causar lesões da pele. Dado o risco, vale a pena relembrar algumas recomendações no uso desta fonte de luz, seja em brinquedos seja em ponteiros ou qualquer outro aparelho: ao comprar, convém ver se é inócuo para os olhos e a que classe pertence. Depois, há que seguir as instruções rigorosamente. Deve ensinar-se às crianças que nunca se aponta o laser para os olhos, mesmo que «por brincadeira», e também não se deve apontar para superfícies que refletem a luz (espelhos, por exemplo). Antes dos 5 anos é mais prudente não deixar as crianças manipular estas fontes de luz, a não ser com o apoio dos pais. Ler Mais...

Olhos

O que são as conjuntivites? As conjuntivites são inflamações ou infecções das conjuntivas oculares, ou seja, da mucosa dos olhos. Geralmente são benignas e manifestam-se por «ramelas», «olhos pegados» (especialmente de manhã) e por vezes vermelhidão, intolerância à luz e inchaço. As conjuntivites são muito comuns nos primeiros meses, porque o canal que drena as secreções e as lágrimas (canal lacrimal, que vai do canto do olho, junto ao nariz, para dentro do nariz) é muito pequeno e pode facilmente entupir (chama-se, a esta situação, «dacriostenose»), acumulando-se então as secreções, que são colonizadas por bactérias ou vírus. É importante a limpeza cios olhos ser feita regularmente, e procurando levar as secreções a não se acumularem no canal é melhor então limpar de dentro para fora (no sentido do nariz para a orelha), sem as pressionar. Quando existem «ramelas» é necessário aplicar um colírio que tenha antibiótico, geralmente duas gotas em cada olho, várias vezes ao dia (cinco ou seis, pelo menos). Outras vezes poderá ser uma pomada ou um gel, embora os bebés gostem menos porque ficam com a visão turva durante uns momentos. A pomada tem a vantagem de durar mais tempo e permitir não incomodar a criança (e os pais) durante a noite. O colírio é de mais fácil aplicação. Há pomadas em gel que só necessitam de duas aplicações diárias, mas o importante é colocar o medicamento mesmo dentro dos olhos, e não na pálpebra, dado que as secreções e a infecção estão lá dentro. Se não passar com estas medidas, ou se houver grande inchaço e vermelhidão, com o olho quase fechado, ou se existir dor ou perturbações da visão, é melhor consultar o médico porque o caso pode ser mais grave ou corresponder a uma situação chamada etmoidite, em que existe uma infecção óssea, ou uma celulite da órbita, em que se infectam a pele e os tecidos por baixo dela, e que têm que ser tratadas no hospital. Ler Mais...
Porque queima envolta dos olhos | Para Pais.