Resultados para: "porque a cesariana fica com tosse"

Você está a ver bebé , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa porque a cesariana fica com tosse. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesaria inflamada, cesariana inflamada, colo do utero dilatado fotos, bucentinha infantil.

Qual a diferença entre uma cesariana de emergência e uma cesariana eletiva?

As cesarianas são classificadas eletivas ou de emergência. Uma cesariana eletiva indica que foi tomada uma decisão pré-planeada durante a gravidez para dar à luz o bebé por cesariana antes do início do trabalho de parto. Uma cesariana de emergência é quando surge uma situação, em geral no trabalho de parto, que indica que a melhor opção para o parto é por cesariana. Ler Mais...

Da última vez tive uma cesariana de emergência. Agora o médico diz que eu vou ter um parto de experiência, o que é isso?

Isso é um parto depois de uma cesariana. Por outros termos, PVDC (parto vaginal depois de cesariana). Até muito recentemente, os médicos aconselhavam as mulheres que tinham tido uma cesariana a fazer uma cesariana planeada no bebé seguinte para evitar ruptura uterina quando a cicatriz da cesariana se rompe na gravidez ou trabalho de parto. Embora isto seja grave, é raro, e hoje em dia julga-se ser preferível tanto para a mãe como para o bebé ter, se possível, um parto vaginal natural. Mesmo assim, se quiser um parto vaginal, será acertado optar por uma unidade que tenha monitorização cardíaca fetal e que possa fazer uma cesariana se vier a ser necessário. As suas hipóteses de ter um trabalho de parto com sucesso dependem da razão porque fez uma cesariana. Se foi porque o bebé estava de nádegas para baixo ou porque teve uma descida da placenta, desta vez, as suas probabilidades de ter um parto natural são maiores. Se foi devido a complicações no trabalho de parto como dilatação cervical lenta, então o problema pode voltar a acontecer. No total cerca de metade das mulheres têm um parto normal depois de uma cesariana. Ler Mais...

Quais as razões para uma cesariana?

Há várias razões para se fazer uma cesariana. Você será aconselhada a fazer uma cesariana se o bebé não conseguir entrar na pélvis devido ao seu tamanho ou à posição ou ao formato e tamanho da pélvis. A cesariana também é aconselhada se tiver uma placenta descida, uma gravidez múltipla ou um bebé em posição pélvica, se o seu trabalho de parto não estiver a progredir, se teve uma cesariana anterior ou um parto traumático, se tiver uma pré-eclampsia grave, se o crescimento do bebé estiver gravemente reduzido, se tiver tido hemorragias graves na gravidez, e caso haja outros estados médicos. O médico informá-la-á das razões porque uma cesariana será a opção mais segura. Ler Mais...

Tosse

Uma criaa com tosse é uma situação aborrecida e causadora de ansiedade. Não há sintoma mais maçador, sobretudo a tosse irritativa, insistente, por ataques. Porém, ao contrário do que possa parecer, a maioria das tosses são uma defesa do organismo e, como tal, devem ser respeitadas, mesmo que possam durar bastante tempo. Outras vezes, sobretudo nos primeiros anos de vida, os episódios respiratórios repetem-se com tal frequência que, embora sejam casos agudos diferentes, a tosse parece nunca mais acabar. É bom termos a noção de que o reflexo da tosse porque de um reflexo se trata é um mecanismo de defesa do organismo e tem como objectivo expelir, com força acrescida, os micróbios, detritos, poluentes ou elementos que se encontram na árvore respiratória e que não deveriam lá estar. É por isso que a tosse deve ser encarada de uma maneira positiva, embora existam algumas tosses que resultam de outras situações «menos boas», e também a própria tosse «defesa» possa levar ao cansaço e à exaustão. Ler Mais...

Já fiz duas cesarianas e agora fui aconselhada a fazer uma eletiva. Isso será necessário?

É prática comum aconselhar as mulheres que já fizeram mais do que uma cesariana ou uma cirurgia que envolva o corte do útero a fazer uma cesariana eletiva. Isto porque o risco de rutura do útero durante o trabalho de parto é um pouco mais elevado com cada um destes processos. Em geral, as mulheres que já fizeram uma cesariana podem ter uma "tentativa de trabalho de parto", mas isso dependerá da causa da última cesariana e da forma como a sua gravidez atual está a decorrer. Se houver uma tentativa de trabalho de parto, esta será cuidadosamente monitorizada e qualquer indicação que sugira um começo de rutura resultará numa cesariana, sem mais questões. É normal preparar a mãe para uma cesariana, caso seja necessária uma de urgência, estando já colocada uma anestesia epidural, o que reduzirá o tempo de espera se a intervenção for necessária. Por último, optar por uma cesariana ou por uma tentativa de trabalho de parto é decisão sua, e o especialista deverá informá-la sobre os riscos e benefícios de cada método. Ler Mais...

Tosse

Uma criaa com tosse é uma situação aborrecida e causadora de ansiedade. Não há sintoma mais maçador, sobretudo a tosse irritativa, insistente, por ataques. Porém, ao contrário do que possa parecer, a maioria das tosses são uma defesa do organismo e, como tal, devem ser respeitadas, mesmo que possam durar bastante tempo. Outras vezes, sobretudo nos primeiros anos de vida, os episódios respiratórios repetem-se com tal frequência que, embora sejam casos agudos diferentes, a tosse parece «nunca mais acabar». É bom termos a noção de que o reflexo da tosse - porque de um reflexo se trata - é um mecanismo de defesa do organismo e tem como objetivo expelir, com força acrescida, os micróbios, detritos, poluentes ou elementos que se encontram na árvore respiratória e que não deveriam lá estar. É por isso que a tosse deve ser encarada de uma maneira positiva, embora existam algumas tosses que resultam de outras situações «menos boas», e também a própria tosse «defesa» possa levar ao cansaço e à exaustão. Fundamentalmente, há quatro tipos de tosse:
  • a tosse produtiva, com expetoração (embora a criaa não a deite fora, mas sim engula), com origem baixa (brônquios);
  • a tosse irritativa, que é provocada por agressões à árvore respiratória, e que é uma tosse seca, repetida, muitas vezes quase «ladrada» (tosse de «cão»);
  • a tosse de origem alérgica, semelhante à anterior, mas acompanhada de olhos a lacrimejar, sensação de «vontade de coçar a garganta», espirros, pieira, etc.;
  • a tosse sobretudo noturna, por acessos, que corresponde ao deslizar das secreções dos adenoides para os brônquios.
Ler Mais...
Porque a cesariana fica com tosse | Para Pais.