Resultados para: "ponto no parto e com anestesia"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa ponto no parto e com anestesia. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. cesaria inflamada por dentro, cesaria inflamada, gemeos escondidos barriga, mulheres parindo dentro do hospital, colo do utero dilatado fotos, pontos parto normal coçando, tive dengue posso engravidar.

Que tipo de analgésico me darão antes da operação?

Há duas espécies principais de anestesia ou alívio de dor a serem dados antes de uma cesariana: geral e local. Uma anestesia geral é um processo em que a mãe é posta a dormir antes da cesariana. Embora seja um método relativamente rápido e seguro para a mãe e para o bebé, já não é muito comum, pois julga-se que é preferível a mãe estar acordada durante a operação para que possa ter a experiência do parto do seu bebé, em vez de ter de esperar a recuperação da anestesia e estar provavelmente demasiado zonza para reagir ao seu bebé. Há também um leve risco de a mãe engolir vómito durante a operação e a possibilidade de a anestesia afetar as reações do bebé depois do parto. Há dois tipos de anestesia local: a analgesia e a anestesia epidurais. Ambas as técnicas se iniciam do mesmo modo, sendo o processo de introdução idêntico. O que difere são os fármacos tanto na concentração como no volume. Em ambos os casos, é inserida uma agulha nas costas e a medicação é dada através de um tubo estreito para adormecer do abdómen para baixo. Embora isto leve mais tempo a efetuar do que uma anestesia geral, os anestesistas terão muita prática em inserir a agulha. Utilizarão um spray frio para se assegurarem de que você está completamente adormecida e o processo não começará até o anestesista estar convencido de que é esse o caso. Em muito raras ocasiões, quando o processo pode ser sentido, dar-se-á uma anestesia geral de imediato. A opção local é mais segura e não se perde a experiência do parto. A última decisão será sua a não ser que certas condições exijam a opção mais segura. Ler Mais...

Há situações em que não se pode comer ou beber durante o trabalho de parto?

Atualmente pensa-se que deverá ser permitido a todas as mulheres beber água durante o trabalho de parto, e que as bebidas isotónicas podem ser um pouco mais benéficas devido ao seu alto valor calórico e à rápida absorção pelo organismo. Recomenda-se comer snacks leves, mesmo no trabalho de parto confirmado, desde que não tenha tomado analgésicos com opióides, os quais incluem peudina e diamorfina e não há outros fatores de risco que tornariam uma anestesia geral mais plausível. A maior parte das mulheres tem vontade de comer no início do trabalho de parto, mas descobrem que mais tarde, na primeira fase, já não conseguem ver comida, embora sintam vontade de beber. Ler Mais...

Levar uma epidural atrasa o meu trabalho de parto?

As epidurais adormecem as sensações, o que pode tornar difícil saber quando fazer força. Como resultado, pode atrasar o trabalho de parto ou aumentar levemente o risco de parto com fórceps ou ventosas. Contudo, se isso ocorrer, o médico ou a parteira colocarão suavemente uma mão no seu abdómen e poderão sentir quando uma contração começa no seu útero. Isto será para eles um sinal para a encorajar a fazer força, mesmo que não tenha a sensação da contração devido à anestesia epidural. Seguir desta forma o conselho da parteira poderá reduzir a necessidade de um parto assistido, pois fazer força ao mesmo tempo que a contração é mais seguro e mais eficaz em termos de facilitar a passagem do seu bebé através do canal de parto. Ler Mais...

Tenho dores de cabeça desde o parto. Será devido à epidural?

As dores de cabeça depois do parto são comuns e as causas podem ser cansaço, desidratação, stress e falta de ar fresco e exercício, assim como o aumento das hormonas depois do parto. Depois de uma epidural, tem algumas probabilidades de ter uma dor de cabeça "pós-epidural”. Isso ocorre entre um dia e uma semana depois da epidural, é pior quando está sentada ou dee alivia quando se deita ou toma alguma coisa para aliviar a dor, como paracetamol. Beber líquidos e evitar pegar em pesos também pode ajudar. Se julgar que essa é a causa, a parteira ou o médico podem enviá-la à equipa de anestesia para tratamento. Contudo, é muito provável que a sua dor de cabeça não esteja relacionada com a epidural. Ler Mais...

Quero adormecer durante a cesariana. Posso ter essa opção?

É preferível estar acordada na operação pois a maior parte dos cirurgiões e anestesistas concordam que é mais seguro para as mães e para os bebés fazer uma epidural ou anestesia na espinha. Também poderá ter o seu companheiro consigo e poderá segurar no bebé logo de seguida. Além disso, algumas mulheres até conseguem amamentar enquanto a operação prossegue, ou depois da operação, enquanto descansam. Há também maiores riscos pós-operatórios, para a mãe e para o bebé, com uma anestesia geral, incluindo problemas respiratórios. Se estiver com medo da operação, fale com a sua parteira ou o seu médico. Poderá ser possível visitar uma sala de operações e discutir os procedimentos. Ler Mais...

Que alívio para a dor será dado depois de uma cesariana?

Desde que você não seja asmática, não tenha pré-eclampsia e não tenha sangrado muito durante a operação, dar-lhe-ão um supositório analgésico logo depois da operação. Se tiver algum destes problemas, dar-lhe-ão uma alternativa, como codeína e paracetamol. Se tiver feito uma cesariana com anestesia epidural, esta continuará a ter efeito durante uma ou duas horas depois da operação. Se estiver a sair de uma anestesia geral, a dor poderá ser maior e nesse caso o cirurgião poderá injetar uma anestesia local na fenda para reduzir a dor. Depois da operação, dar-lhe-ão analgésicos com regularidade, que poderão ser paracetamol quatro vezes por dia e diclofenac três vezes por dia. Se estiver a amamentar, muitos médicos estão agora mais relutantes em dar codeína ou medicamentos à base de codeína, pois podem passar para o leite. Em vez disso, a codeína pode ser dada só para "quebrar" a dor, quando a anestesia inicial desaparece, embora muitos médicos possam dar um analgésico líquido à base de morfina ou injeções de morfina, a qual provavelmente não causará dependência pois é dada de forma irregular e em pequenas quantidades. A melhor forma de conseguir alívio para a dor é informar a sua parteira logo que sentir alguma dor, pois quanto mais cedo a dor for controlada, mais rapidamente se poderá movimentar, e isso irá apressar a recuperação e reduzir os riscos resultantes da imobilidade, como uma trombose das veias. Ler Mais...
Ponto no parto e com anestesia | Para Pais.