Resultados para: "petequias na gravidez"

Você está a ver bebé , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa petequias na gravidez. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Vomitar sangue

Alguns bebés vomitam e o conteúdo do vómito está raiado de sangue. Isto pode acontecer essencialmente por duas razões: nos bebés que estão ao peito, sobretudo nos primeiros dias, pode ser sangue do mamilo da mãe, que eles engolem e que causa irritação gástrica. Quando bolçam nota-se o sangue da mãe. Outras vezes, quando o vómito é repetido e intenso, o sangue vem da faringe e da garganta, e não do estômago, devido ao esforço. É possível, quando os vómitos são violentos (tal como certos acessos de tosse), a cara e o pescoço do bebé ficarem com pintinhas de sangue que não desaparecem à pressão do dedo. Chamam-se petéquias mas não têm a ver com as petéquias das septicemias, por exemplo, que são espalhadas pelo corpo todo. Neste caso, são muito «territoriais», exactamente na região que sofreu o aumento de pressão pelo esforço do vómito ou da tosse, saindo alguns glóbulos dos pequenos vasos que ficaram com alta pressão. Ler Mais...

Estou grávida através da FIV. Farei mais ecografias do que o normal?

É normal ter de fazer uma ecografia extra numa gravidez por FIV. Em geral feria no centro onde fez a fertilização. Esta ecografia é em geral feita cerca de duas semanas depois de o embrião ter sido transferido, para confirmar a gravidez e ter a certeza de que a gravidez está dentro do útero e não nas trompas de Falópio. Logo que a sua gravidez seja confirmada, podes continuar com os cuidados pré-natais de rotina como em qualquer outra gravidez. Ler Mais...

Sintomas e sinais

Os sintomas e sinais da doença dependem da idade da criança e também do agente causador. Na criança com mais de ano e meio, a doença começa de forma brusca, com febre, vómitos, dores de cabeça, aversão à luz e grande prostração. A primeira manifestação pode, por exemplo, ser uma convulsão ou perda de consciência. Na observação médica ressaltam os chamados sinais meníngeos, entre os quais a rigidez dos músculos da nuca quando se flete a cabeça. Nas crianças mais jovens há febre, gemido, vómitos, irritabilidade ou prostração, palidez e frequentemente convulsões. O achado médico mais significativo é a chamada hipertensão da fontanela, ou seja, a «moleirinha» está abaulada e proeminente. Em algumas meningites, especialmente as provocadas pelo meningococo, podem aparecer lesões da pele - hemorragias (tipo picada de alfinete, que são chamadas «petéquias», ou maiores, tipo nódoa negra, que se designam por «equimoses»), queixas gastrointestinais ou outras. Ler Mais...

Sangrar na gravidez significa que o aborto é inevitável?

Não, muitas mulheres têm sangramentos no início da gravidez e depois desenvolvem uma gravidez e dão à luz. No entanto, algumas mulheres tem sangramentos intermitentes durante a gravidez. Apesar disso, qualquer sangramento deverá ser investigado. Por norma isso faz-se com uma ecografia para determinar se a gravidez é viável (vai continuar) e para averiguar a causa do sangramento. Numa fase muito inicial pode ser difícil confirmar a gravidez numa ecografia e deve fazer-se uma análise ao sangue para determinar os níveis da hormona humana da gravidez gonadotrofina coriónica (HCG), principalmente para excluir a possibilidade de uma gravidez ectópica. Infelizmente, este é um tempo de espera: a altura para futuras ecografias é, em geral determinada pelos resultados da ecografia inicial, pelas análises ao sangue e pelos sintomas que está a ter. Ler Mais...

Sinais e sintomas

  • febre (de início súbito, em «picos»»);
  • arrepios;
  • aspeto tóxico (ar gravemente doente);
  • alterações do estado mental;
  • irritabilidade;
  • letargia;
  • ansiedade e agitação;
  • má resposta a estímulos;
  • coma;
  • choque;
  • pele fria;
  • palidez;
  • cianose;
  • sinais na pele (hemorragias) – petéquias («picadas de alfinete»), equimoses («nódoas negras), gangrena (por falta de oxigenação).
O exame aponta para o diagnóstico embora, muitas vezes, a ausência das lesões da pele possa atrasar o diagnóstico. Por vezes há sinais e sintomas das doenças associadas (meningite, epiglotite, pneumonia, celulite, artrite ou outros). Os testes que se efetuam incluem a hemocultura, a punção lombar, a análise das lesões da pele, análises ao sangue (designadamente para ver como está a coagulação a funcionar), etc. Uma septicemia exige imediato internamento hospitalar, numa unidade de cuidados intensivos ou de infeciologia especializada. O choque séptico tem uma mortalidade muito elevada (superior a 50%), estando muito dependente da precocidade do início do tratamento e da sua adequação. Ler Mais...

Antibióticos

Há antibióticos que podem ser tomados com segurança durante a gravidez. Em geral receitam-se os que incluem penicilina, ou, se for alérgica a esses, há outras alternativas seguras. Devera evitar os seguintes na gravidez: * Tetracilinas podem afectar o desenvolvimento dos ossos e dos dentes do bebé e podem causar descoloração dos dentes. * Streptomicina pode causar danos nas orelhas do feto em crescimento que resultará em perda de audição e assim deve ser evitada na gravidez. * Sulfamidas causam icterícia no bebé e não deverão ser dadas na gravidez. Ler Mais...
Petequias na gravidez | Para Pais.