Resultados para: "pequnos cortes em baixo da orelha"

Você está a ver leite , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa pequnos cortes em baixo da orelha. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

As latas

São múltiplos os acidentes com latas: segundo os dados do sistema de controlo de acidentes domésticos, ocorrem em Portugal, por ano, cerca de quatrocentos acidentes com latas, suficientemente graves para justificar a ida à urgência de um hospital. Se adicionarmos todos os cortes e ferimentos que são tratados em casa ou que vão a um centro de saúde, centro de enfermagem ou consultório, este número será muitíssimo maior. As tampas e as superfícies das latas funcionam como autênticos bisturis, fazendo cortes finos, profundos e geralmente longos, que sangram bastante e que necessitam frequentemente de serem suturados («levarem pontos»). E os vossos bebés podem andar por ali, verem um saco de lixo que está à espera de ser levado, ou serem atraídos pelo brilho do metal da tampa. Já agora, convém que as latas sejam deitadas em recipientes que permitam reciclagem. Ler Mais...

Cortes com latas

Uma criança pode cortar-se com uma lata ao abri-la, a manipular uma lata já aberta, manipular a tampa da lata (por exemplo para a deitar para o lixo) ou mexer em sacos de lixo ou outros contentores onde está uma destas tampas cortantes. As tampas e as superfícies das latas funcionam como autênticos bisturis, fazendo cortes finos, profundos e geralmente longos, que sangram bastante e que necessitam frequentemente de serem suturados («levar pontos»). Há que ensinar as crianças a manipular corretamente as latas, e protegê-las dos perigos mais comuns:
  • escolher latas de «abertura fácil», com uma argola, tipo «borboleta», pela qual se puxa; abrir a lata devagar, segurando-a bem, e fazendo movimentos de «vai-vem», de forma a descolar lentamente a tampa da parte de baixo (além disso, ajuda a não entornar o conteúdo, o que poderá acontecer se fizermos movimentos rápidos);
  • nunca agarrar com os dedos na face lateral da tampa;
  • tirar todo o conteúdo da lata, mesmo que não se vá logo utilizar (e guardar numa caixa hermética ou noutro local), para evitar ter de a manipular mais. Não esquecer que os adultos abrem as latas mas que, se elas ficarem no frigorífico, muitas vezes são as crianças que depois as vão manipular para, por exemplo, preparar um lanche;
  • ao deitar uma lata e a respetiva tampa fora, há que ter o cuidado de não perfurar o saco do lixo de forma a poder cortar alguém que lhes mexa, e pode ser o nosso filho que, educadamente, foi deitar qualquer coisa no lixo. Melhor será deitar a lata nos contentores próprios para posterior reciclagem.
Ler Mais...

Que fazer em caso de corte

A maioria dos cortes podem ser tratados em casa. Se os cortes são mais profundos ou nos casos em que não se consegue estancar a hemorragia, é necessário tratamento médico de emergência.
  • limpe a ferida e pressione o corte, com gaze estéril ou uma toalha limpa;
  • se ainda aparecer sangue, coloque outra gaze e pressione;
  • depois, já na fase de cicatrização, deve aplicar-se um creme hidratante, ou vaselina, para evitar que fique uma cicatriz definitiva.
Contacte o médico se:
  • a ferida for profunda ou os bordos estiverem muito separados;
  • for no lábio e apanhar a transição para a pele;
  • continuar a sangrar mesmo sob pressão (deverá estancar depois de 5 minutos);
  • for devida a mordedura (de animal ou humana).
O corte requer um tratamento de emergência se:
  • houver uma parte que foi amputada, parcial ou totalmente (dedo, por exemplo);
  • o sangue sai, vermelho vivo, e em golfadas (significa que vem de uma artéria, que tem muito mais pressão);
  • não se consegue controlar (por exemplo, as toalhas ficam repletas de sangue);
  • a criança sente-se muito mal e o estado geral está a deteriorar-se.
Ler Mais...

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...
Pequnos cortes em baixo da orelha | Para Pais.