Resultados para: "pelo inflamado na cicatriz da cesarea"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa pelo inflamado na cicatriz da cesarea. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Vómitos

Felizmente, a larga maioria das situações de «vómito» nos bebés não passam de bolçar, sem a gravidade e o aparato que um verdadeiro vómito pode ter. Por outro lado, há vómitos ocasionais que não se enquadram propriamente em nenhuma doença, mas que apenas correspondem a uma rejeição, pelo estômago, do que lá entrou. O aparelho digestivo (como, aliás, o respiratório), tem a particularidade de expulsar as substâncias, poluentes, micróbios e tóxicos que são indesejáveis. Como o estômago é um músculo, ao sentir que há algo de indesejável dentro dele, contrai-se e expulsa com força esses elementos daí a violência do vómito e a sensação de não se ter o controlo sobre o órgão. A contracção pode ser tão grande, especialmente nos vómitos repetidos, que se fica com dores musculares. Por outro lado, como o esófago é atravessado pelos ácidos do estômago, pode ficar inflamado, contribuindo para a dor e desconforto. Nos bebés pequenos isso é patente quando o leite passa pelo esófago contraem-se e choram porque têm dor, se o leite estiver quente. Há muitas razões para um bebé vomitar esporadicamente, desde excesso de comida, não arrotar, intolerância ao leite ou exposição ao fumo de tabaco. Os vómitos mais prolongados costumam dever-se a uma infecção virai, que depois dará a sua componente intestinal, com diarreia, mas no fundo qualquer infecção de um bebé (amigdalite, otite, infecção urinária) pode ter no vómito um dos seus sintomas. Ler Mais...

A minha parteira escreveu CIT nas minhas notas – o que é que isso significa?

O tipo mais comum de cesariana é de incisão transversal (CIT). Isso refere-se a um corte de 12-15 cm feito ao longo da linha do biquíni. O outro tipo de incisão é o corte "clássico" ou vertical, embora hoje em dia seja muito raro e só seja utilizado se, por exemplo, houver uma cicatriz vertical de uma cesariana anterior, ou numa situação de emergência, como uma hemorragia, embora mesmo assim seja raro. Ler Mais...

Limpar o nariz

O nariz do bebé é extremamente sensível. Vem preparado para um ar que não é o nosso (sem poluição, com temperaturas e humidade naturais, sem ares condicionados e aquecimentos... enfim, uma realidade de há muitos milhares de anos...), e por isso, até se adaptar, fica inflamado e com secreções. Todos os bebés passam por isto. Deve ter-se muito cuidado ao limpar o nariz do bebé. O nariz é um órgão muito vascularizado, porque uma das suas funções é assegurar um aquecimento do ar, mesmo nos dias frios. As paredes do nariz são formadas por ossos, os cornetos, que são autênticos aquecedores de resistência. É por isso que, quando fazemos um traumatismo nasal, mesmo que pequeno, sangramos logo e o nariz incha. Se se magoar as narinas do bebé com cotonetes ou aspiradores de sucção (que fazem «chupões»), passados alguns minutos em que parece que as coisas melhoram, as narinas vão ficar mais entupidas e o bebé respirará pior, além de se encher de ar quando mama, aumentando os soluços e cólicas. Deve-se utilizar soro fisiológico e, quanto muito, para aquelas secreções que estão mesmo à belinha, pode-se encostar um cotonete e fazer movimentos lentos, circulatórios, para as apanhar. Devagarinho. E nada mais...

A questão do umbigo

O umbigo é um local do corpo com um significado muito especial na representação humana, física e mental, por ser a prova da ligação intima e biológica, entre a mãe e o filho, a qual se traduz por uma relação de enorme dependência - por isso se utiliza a frase cortar o cordão umbilical», não apenas para o ato concreto em si, durante o parto, mas para todas as situações em que alguém, que depende de outrem ou de qualquer contexto, decide autonomizar-se dessa ligação. É pelo cordão umbilical que o embrião e o feto se alimentam. Quando o bebé nasce há que cortar o cordão para que o cérebro do bebé sinta a falta de oxigénio e ordene a expansão dos pulmões - é o primeiro choro do bebé. Os choros seguintes servirão para continuar a expandir os pulmões. O cordão umbilical é composto por três vasos sanguíneos, e depois de cortado é clampado com uma espécie de mola, para que não saia sangue. Com o tempo, o resto do cordão sofre um processo de -necrose asséptica», ou seja, morre sem se infecta. É por isso que perde aquele aspeto «gordo» e azulado, e começa a ficar preto e seco. O dia em que o umbigo cai é muito variável - mas geralmente é entre o 5.° e o 10.° dia, podendo contudo ser mais cedo ou mais tarde sem que isso tenha qualquer significa do patológico. Quando o cordão umbilical cai fica a sua cicatriz, a que chamamos umbigo.

«Os cuidados a ter com o cordão resumem-se a deixa-lo sacar e a evitar a infeção.»

Atualmente pensa-se que a melhor maneira de evitar a contaminação e infeção bacteriana é deixar o cordão ao ar (não o tapar nem enfaixar), lavá-lo desde o primeiro dia (banho total) e aplicar álcool a 70°. Por vezes recomenda-se a aplicação de um anti-séptico. Quando o cordão cai, pode sair um pouco de sangue, durante uns dias, pelo umbigo - não há problema, desde que seja apenas uma pequena quantidade. O umbigo não fica logo com o aspeto definitivo - podem existir hérnias que geralmente se reduzem ao fim do primeiro ano, e podem ficar manchas acastanhadas que desaparecem com os meses. Ler Mais...

Manter a calma voltar a pôr-se de pé

Movimentar-se nos dois primeiros dias depois de uma cesariana é bastante desconfortável, mas quanto mais depressa se movimentar, mais rápida será a recuperação. Contudo, é necessário ter cautela e movimentar-se com cuidado. Quando sair da cama, vire-se de lado e use o cotovelo para se elevar; depois, desça as pernas para o chão lentamente. Quando estiver de pé, ou se tossir ou espirrar, coloque as mãos no local da cicatriz para evitar desconforto. De início, caminhe só um pouco e evite degraus. Se se sentir com vertigens, sente-se e descanse. Volte a tentar mais tarde. Ler Mais...

Como serei cosida e como será a minha cicatriz?

Se fizer o tipo mais comum de cesariana de incisão transversal, é feito um corte de 12-15 cm ao longo da linha do biquíni. O outro, menos comum, é o tipo "clássico" ou incisão vertical. Durante a cesariana, o cirurgião precisa de cortar através de várias camadas de gordura e tecido antes de fazer uma incisão no útero. Essas camadas internas serão cosidas depois da operação utilizando pontos absorventes e então a camada da pele será cosida ou agrafada no fim. Os agrafes são em geral retirados três dias depois da operação, enquanto os pontos são deixados cerca de cinco dias. Geralmente, retirar os agrafes ou os pontos não causa dor. Ler Mais...

Amamentar depois de uma cesariana

Amamentar depois de uma cesariana pode ser um desafio maior do que depois de um parto vaginal, pois o seu bebé pode estar sonolento devido às drogas e você estará desconfortável devido aos pontos. Se o seu bebé dormir a maior parte do tempo, tente acordá-lo para mamar de duas em duas horas. Encontrar uma posição confortável para amamentar é importante para o reflexo da descida do leite. Pode achar mais fácil estar deitada de lado voltada para o seu bebé e esta é uma posição recomendada para depois de uma cesariana. Nos dias seguintes à operação, quando se movimentar melhor, pode tentar dar de mamar sentada, com o bebé deitado numa almofada para aliviar a pressão na sua cicatriz. Ler Mais...
Pelo inflamado na cicatriz da cesarea | Para Pais.