Resultados para: "pe amarelado na sola do pe"

Você está a ver alimentação , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa pe amarelado na sola do pe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Urticária

A urticária é uma reação da pele, de tipo alérgico, que se caracteriza pelo aparecimento, rápido e às vezes mudando de sítio, de manchas grandes, avermelhadas, com um centro amarelado e ligeiramente elevadas. As causas podem ser alimentares, picadas de inseto, detergentes e tintas ou corantes, e a dimensão da reação não está relacionada com a quantidade do agente. Pode não haver comichão, mas a situação assusta os pais. O tratamento reside na administração de um anti-histamínico (ou eventualmente de corticoides) e de dieta sem alimentos alergénicos. E importante a vigilância, para se identificar precocemente a extensão a camadas mais profundas da pele (angioedema) ou à glote (com dificuldade respiratória e rouquidão) - nestes dois casos, é urgente a criança ser observada. Ler Mais...

Os meus seios estão sempre a “pingar”. Isto deveria acontecer agora?

Na gravidez, o seu corpo prepara-se para a amamentação e algumas mulheres descobrem que pingam colostro, o primeiro leite aguado e amarelado, já na 16ª semana. Em algumas escorre em grandes quantidades, noutras em pequenas e noutras nada. A quantidade que escorre não tem nada a ver com a quantidade de leite produzido depois do parto ou com a sua capacidade para amamentar. Se se sentir embaraçada, use um disco de amamentação para proteger a roupa. Pode pingar mais quando estiver sexualmente excitada pois a oxitocina, uma das hormonas responsáveis pelo reflexo de "descida" do leite nos seios, é libertada nessa altura. Ler Mais...

Ranho

As secreções nasais são uma defesa do nariz, quando agredido por micróbios, poluição ou qualquer outro agente. É muito comum as crianças com menos de 4 anos andarem constantemente ranhosas, especialmente se frequentam infantário ou jardim-de-infância. Na maioria dos casos o tratamento é o da obstrução nasal. Contudo, quando o «ranho» é amarelado ou esverdeado, poderá ser necessária a aplicação de outros medicamentos, quer a nível local, quer a administração de um antibiótico por via oral (sobretudo se há febre alta durante três ou mais dias, mas isso deverá ficar ao critério do médico-assistente). Se a situação permanece e não melhora, poderá ser necessário fazer uma análise bacteriológica às secreções para descobrir se por lá anda algum micróbio mais agressivo e, em caso positivo, a que antibióticos ele é sensível ou resistente. Ler Mais...

Balanite

Chama-se balanite à inflamação ou infeção da glande, que é a zona que está debaixo do prepúcio (pele da pilinha). Pode ocorrer em qualquer idade. O aspeto é de uma pilinha com a ponta inchada, vermelha, com corrimento que pode ter várias cores: branco, amarelado ou esverdeado, mas que é geralmente espesso. Por vezes há queixa de dor ao fazer xixi. A balanite é muito comum - na idade das fraldas, há fatores que podem aumentar a frequência da infeção, como o ambiente quente, húmido e escuro da região genital, com a proximidade das fezes. A fimose (aperto da pilinha) é outro fator que ajuda. O tratamento da balanite assenta na aplicação de uma pomada com antibiótico durante 4 ou 5 dias, e limpeza (depois de passar a fase de maior inchaço). Em casos de repetição, ou naqueles em que a criança fica com dificuldade a fazer xixi, poderá ser necessária a circuncisão. Ler Mais...

Como se revela?

A sinusite pode aparecer em crianças de pouca idade. Os agentes que causam sinusite com sintomas são as bactérias, porque produzem pus, o qual enche a cavidade dos seios perinasais. São geralmente as mesmas bactérias que habitam ou infetam o nariz e a orofaringe. A sinusite dá dor, porque há um aumento da pressão resultante do enchimento demasia- do num espaço de dimensões não elásticas - a dor pode ser ao nível do próprio seio: na região à volta do nariz, na zona malar, à volta dos olhos, no alto da cabeça ou na testa, em um ou de ambos os lados, conforme estiverem mais ou menos afetados. O outro tipo de dor é mais uma sensação de «enchimento», de uma parte da cara que supostamente tem ar e que sentimos como -preenchida», embora possa não ser uma verdadeira dor. No entanto, a dor da sinusite pode ser tremenda - imaginem o que é a pressão sobre o osso, por dentro, quando o seio perinasal está cheio e não consegue drenar cá para fora. E o osso dói muito. Como algumas secreções sempre vão saindo, o nariz enche-se de corrimento amarelado ou esverdeado, espesso. Os seios etmoidais, quando se infetam numa criança pequena (primeiro, segundo ano de vida), podem dar uma inflamação à volta dos olhos, com inchaço e vermelhidão, e é uma situação que, se se acompanhar de dor e de febre, deverá ser vista pelo médico com alguma brevidade. Ler Mais...

Cera no ouvido

A cera produzida no canal auditivo externo é um mecanismo de limpeza, ao contrário do que algumas pessoas pensam. A função do cerúmen é captar as partículas que entram no canal (pelo ar ou água do banho, por exemplo) e evitar que progridam, podendo eventualmente lesar o tímpano. A cera produz-se, seca, e sai pela orelha, levando consigo os agentes indesejados. Por vezes a cera acumula-se (por exemplo, porque os pais insistem em limpar com cotonetes, empurrando-a e compactando-a). No caso de se formarem rolhões de cerúmen, a audição pode ficar comprometida, porque o rolhão, se bloquear completamente o canal, funciona como um tampão. Em excesso, a cera também pode provocar dor, por distensão do canal auditivo, mas há que ter o cuidado de pensar nesta situação antes de avançar com tratamentos de «otite». A dor do rolhão de cerúmen não acorda a criança de noite. Por vezes os pais notam a saída de um líquido pelo ouvido - pode ser uma otite supurada, mas se for amarelado ou acastanhado, sem o caracter de «cola de contacto», é mais provável que seja cera. A observação pelo médico dirá. Como referi no capítulo da «Higiene», não se deve limpar o canal auditivo externo. Se a criança tiver um rolhão de cera grande poderá, a partir dos 3 anos, fazer uma lavagem dos ouvidos, que não magoa, depois de certificar que não se trata de uma otite. Ler Mais...
Pe amarelado na sola do pe | Para Pais.