Resultados para: "para que serve as toucas no bebe"

Você está a ver criança , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa para que serve as toucas no bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Perturbações do sono

A desgraça dos outros nunca serve de consolo às nossas, mas pelo menos serve para relativizar as coisas e pensar que não estamos sós, quando os nossos filhos têm problemas, designadamente do sono. Os chamados «problemas do sono» são vários e com diversas expressões. Quando falamos neles, referimo-nos geralmente a: • dificuldade em adormecer; • acordar frequentemente durante a noite; • chorar durante a noite; • terrores nocturnos; • pesadelos (sonhos «maus); • sonambulismo; • falar a dormir; • agitação a dormir; • bruxismo; • só querer dormir na cama dos pais. Já desenvolvi alguns deles. Para além do que mencionei, como todas as rotinas e ansiedades no momento do ir para a cama e adormecer, há um grupo de situações que se englobam nas -perturbações do sono» e que já expressam mais do que puramente gestões difíceis das relações interpessoais e do receio da separação Ler Mais...

Linguagem

Para além de tudo o que está referido no capítulo da linguagem, vale a pena sublinhar, neste resumo das competências da criança, o que os adultos por vezes classificam de «egoísmo», mas que não tem a ver com o que moralmente existe nesta classificação, mas sim com a não distinção entre o próprio e os outros, o pessoal e o social, o subjetivo e o objetivo. O discurso serve para acertar o mundo segundo a bitola do próprio, dando-lhe o toque pessoal, mesmo com deturpação dos factos, e colocando-o no umbigo do mundo, o que o securiza e ainda está inferente à omnipotência em que viveu. Ler Mais...

Conselho sobre maus-tratos

Os maus-tratos sempre existiram, e em muito maior quantidade do que atualmente. De qualquer modo, isso não serve de argumento para tolerarmos mais um só que seja. Por outro lado, a sociedade evoluiu, num caminho de promoção do bem-estar e de defesa dos direitos das pessoas, sendo, todos nós, cada vez mais sensíveis a estes assuntos. E mesmo que as vitimas se remetam ao silêncio, por medo dos agressores ou de não serem escutadas ou entendidas - basta ver a facilidade e leviandade com que se afirma que as crianças «mentem» -, os crimes de maus-tratos (porque se trata de verdadeiros crimes à face da lei) têm de ser denunciados e corrigidos, sob pena de sermos coniventes ou ate cúmplices. Ler Mais...

Ensinar a não desperdiçar

A relação entre as coisas é fundamental. As crianças gostam de entender os ciclos da natureza e habituam-se a não desperdiçar As questões ecológicas que vão enfrentar são enormes, como já é previsível. A escassez e qualidade da água será uma delas. É funda- mental ensiná-las que a água respeita-se, não se desperdiça. E que serve para tantos fins que qualquer gota é importante. Uma criança pequena adorará histórias que a façam ver que, desde as células aos oceanos, a água está presente, passando pelos rios, fontes, lagos, torneiras e jarros. Ensinar a não deixar a torneira aberta quando não se está a usar, a servir-se da quantidade de que necessita, a não a sujar ou inquinar, faz parte da educação mais básica. E essa educação passa pela mesa e pelas conversas que um copo de água pode suscitar. Ler Mais...

Algumas regras para o uso da chupeta

Caso os pais optem por dar uma chupeta: - Deverão colocá-la apenas quando o bebé vai dormir, e não depois de adormecer ou quando estiver acordado. - Se o bebé a recusar não deverá haver demasiadas insistências. Nos bebés amamentados ao peito, esta prática deverá iniciar-se apenas depois do primeiro mês de vida. - As chupetas devem ser limpas e substituídas regularmente. Para evitar desenvolvimento de fungos, recomenda-se que se ponha a chupeta numa solução que tenha metade de água, metade de vinagre, durante cerca de dez minutos, todos os dias, deixando depois secar bem ao ar antes de dar ao bebé. Uma coisa que não deverá ser feita (e que se vê com alguma frequência, por exemplo quando a chupeta cai ao chão) é «lavá-la» na boca da mãe - muitas mães fazem isso: primeiro passam-na na sua própria boca e depois introduzem na boca do bebé. Esta prática não tem qualquer vantagem e só serve para transmitir micróbios da mãe para o filho. - Nunca se deve, igualmente, colocar açúcar, mel ou outras substâncias doces na chupeta, porque causará, com elevada probabilidade, cárie dentária nos futuros dentes. - Há que estar atento a sinais de deterioração da chupeta, pois se se quebrar ou fragmentar pode causar asfixia. Há chupetas no mercado que têm menos probabilidade de ocorrer esta deterioração. Também há que escolher uma chupeta que tenha orifício para a entrada de ar, no caso (mesmo raro) de o bebé poder engolir a chupeta ou aspirá-la. - Algumas crianças gostam de várias chupetas e, identificando-se com ela através do tacto e do olfacto, rejeitam outras. Convém por isso ter duas ou três e ir alternando, para o caso de se perder uma. Por vezes afeiçoam-se tanto à sua chupeta que a querem, mesmo que gasta mas cuidado que pode ser perigoso, se houver o risco de se fragmentar. Ler Mais...

Pneumotórax

O pneumotórax é uma situação relativamente frequente, e atinge todas as idades. Consiste na passagem de ar dos brônquios ou dos pulmões para o espaço da pleura que, habitualmente, não tem qualquer ar nem líquido. O ar vai entrando e, muitas vezes, por se criar um mecanismo de válvula, não sai. Assim, o tórax vai-se enchendo de ar o que, por um lado prejudica a respiração (o ar que entra não serve para as trocas gasosas com o sangue) e, por outro lado, por um mecanismo de pressão, causa desvios nas outras estruturas do tórax - vasos sanguíneos, nervos, pulmão do outro lado, coração, etc. A situação pode ser grave e, nos casos em que há uma entrada de ar grande, é necessário inserir uma agulha entre as costelas para o ar sair e ser drenado. A maior parte dos pneumotórax das crianças são espontâneos e não se sabe muito bem porque é que acontecem. Por vezes repetem-se na mesma pessoa e não está necessariamente associado ao esforço - muitas vezes até é durante o repouso. Em alguns casos, quando se repetem, poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica. Ler Mais...
Para que serve as toucas no bebe | Para Pais.