Resultados para: "ovo faz mal para garganta inflamada"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa ovo faz mal para garganta inflamada. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que são as amígdalas?

As amígdalas são umas formações do chamado tecido linfoide, especializado em defesa contra as diversas agressões, microbiológicas ou não, e que se situam em ambos os lados da garganta. A sua função é semelhante à dos adenoides: porteiro que evita a entrada de agentes nocivos. Quando as amígdalas se infetam, incham e causam os sintomas que mencionei. No fundo, o que a criança sente vem essencialmente de duas origens: os sinais de infeção (febre, mal-estar. falta de apetite) e os sinais locais que estão associados ao aumento dessas estruturas (dor a engolir, dificuldade em respirar e falar, tosse, vómitos). Os vómitos, por exemplo, são fáceis de explicar porque, além do quadro infecioso geral que os pode causar, o facto de as amígdalas estarem junto à faringe - e esta também estar inflamada, por continuidade - faz com que o aumento do seu tamanho induza o vómito, quase como se alguém estivesse a meter uma colher pela boca abaixo. O aumento dos gânglios debaixo da mandíbula representa a entrada destas estruturas (também elas formadas por tecido linfoide) na luta contra as bactérias. Os gânglios são como filtros que, do mesmo modo, têm por missão limitar a infeção e não a deixar progredir. Muita gente pensa, como a mãe do Rui, que ao palpar os gânglios da criança está a palpar as amígdalas. Não. Não é a mesma coisa e esses gânglios podem também estar volumosos no decurso de outras infeções - nasais, da pele, dos dentes -, e permanecem aumentados muito para lá do período agudo de infeção. Ler Mais...

Sinais e sintomas

Os sintomas típicos de amigdalite são:
  • febre (pode ser baixa, mais característica das amigdalites virais, ou alta, mais frequente nas bacterianas);
  • dor de garganta, especialmente a engolir e com alimentos ácidos, quentes ou duros, podendo ser uma dor de tal modo intensa que a criança não come praticamente nada;
  • tosse seca, vómitos, dores de barriga, inchaço dos gânglios debaixo da mandíbula;
  • dores de cabeça e sensação geral de mal-estar.
Se se pedir à criança para abrir a boca e se ao apontar uma luz, virem as amígdalas, elas estarão aumentadas de volume, vermelhas e, às vezes, com pontos brancos (mesmo nos casos em que sim, é geralmente apenas depois de dois dias de doença). Ler Mais...

Alergias

Com a floração e a polinização das árvores e das plantas, o ar enche-se de pequenos grânulos de pólenes e de outros agentes que podem aumentar a ocorrência de alergias. O vento, que em certas zonas do país é bastante intenso ao fim da tarde, ajuda a que esses pólenes circulem e entrem nas nossas narinas. Os pais de crianças alérgicas bem sabem o que isto é. Espirros, olhos chorosos, nariz tapado ou a escorrer água, tosse seca, impressão na garganta...enfim, muita coisa desagradável que pode incluir um ataque de asma ou borbulhas na pele. Talvez seja uma boa altura de fazer uma visita ao médico-assistente para ver se está tudo bem e se a criança eventualmente necessita de algum tratamento preventivo. Ler Mais...

Prevenção

As vacinas de que falámos são a única maneira eficiente de evitar as meningites, embora nem todas infelizmente possam ser prevenidas desta forma, como a provocada pelo meningococo B. Outra forma de evitar parcialmente as meningites reside na prevenção quando de surtos, por exemplo em jardins-de-infância. A doença pode prevenir-se administrando antibióticos que eliminam a bactéria da garganta das pessoas infetadas. Assim, os contactos íntimos de crianças com infeções causadas pelo meningococo deverão tomar esse antibiótico durante 3 dias. O tratamento correto e atempado das otites e de outras infeções da cabeça também permitem reduzir o número de potenciais focos de infeção das meninges, bem como a prevenção dos traumatismos cranianos. Ler Mais...

Gripe

A gripe é uma doença viral, causada por um agente específico - o vírus da gripe, de que existem algumas variedades (designadas por estirpes) - e causa uma doença típica: febre, dores musculares, mal-estar, quebra do estado geral, tosse seca, irritativa e dores de garganta, dores de cabeça, e perda de apetite, dores abdominais e vómitos, entre outros sintomas. Aparece sobretudo nos meses de Inverno e propaga-se de pessoa para pessoa, principalmente através da tosse e dos espirros. A gripe, enquanto tal, não é a mesma doença que as constipações banais, também causadas por vírus, e que «atacam» as crianças também nos meses de Inverno. Estas são situações muito mais «breves e leves», passando em dois ou três dias. Ler Mais...

Torcicolo

O torcicolo é um espasmo do músculo esternocleidomastóideo ou, mais raramente, de outros grupos musculares do pescoço, causados por maus jeitos, inflamações da garganta, traumatismos, esforços quando de atividades desportivas ou golpes de frio. O espasmo muscular provoca a mudança de posição da cabeça, com inclinação para um dos lados. Repor a posição normal causa dor. Raramente o torcicolo pode ser uma tentativa de compensação de alterações visuais. O tratamento, além da correção da causa, se for possível, é à base de anti-inflamatórios e antiespasmódicos. Em alguns casos poderá ser necessária fisioterapia ou osteopatia. Se os movimentos do pescoço são muito dolorosos, pode colocar-se um colar cervical para o apoiar. Se a situação não melhorar em cerca de 3 dias, a criança deverá ser observada pelo médico-assistente. Ler Mais...
Ovo faz mal para garganta inflamada | Para Pais.