Resultados para: "operacao de perini"

Você está a ver bebé , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa operacao de perini. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Quero adormecer durante a cesariana. Posso ter essa opção?

É preferível estar acordada na operação pois a maior parte dos cirurgiões e anestesistas concordam que é mais seguro para as mães e para os bebés fazer uma epidural ou anestesia na espinha. Também poderá ter o seu companheiro consigo e poderá segurar no bebé logo de seguida. Além disso, algumas mulheres até conseguem amamentar enquanto a operação prossegue, ou depois da operação, enquanto descansam. Há também maiores riscos pós-operatórios, para a mãe e para o bebé, com uma anestesia geral, incluindo problemas respiratórios. Se estiver com medo da operação, fale com a sua parteira ou o seu médico. Poderá ser possível visitar uma sala de operações e discutir os procedimentos. Ler Mais...

O meu companheiro fez uma vasectomia – pode ser reversível?

Embora a decisão de fazer uma vasectomia seja em geral considerada irreversível, em alguns casos pode ser reversível. Se a reversão for pedida, será feita uma operação por um urologista que a fará através de uma microcirurgia. O sucesso da operação depende de muitos factores, mas principalmente do período de tempo desde a vasectomia decorrente, pois a probabilidade de os canais bloquearem aumenta a cada ano que passa. Contudo, a operação é bem sucedida em mais de 80 por cento dos homens que fazem a reversão no espaço de 10 anos depois da vasectomia. Mesmo que a vasectomia tenha sido feita há mais de 10 anos, há ainda uma probabilidade razoável de sucesso. Ler Mais...

Se eu quiser poderei ver a minha cesariana?

Em geral, a mãe está completamente acordada durante a cesariana, com a exceção de algumas situações de emergência em que levaria demasiado tempo ao anestesista inserir a anestesia na espinha, e nesse caso é-lhe dada uma anestesia geral. Contudo, se a mãe poderá literalmente ver a cesariana é outro assunto. Durante uma cesariana em que a mãe está acordada, é normal erguer-se um pano para evitar que ela e o seu companheiro vejam alguma coisa. Para ver a operação, o pano teria de ser retirado. Também precisaria de ter a sua cabeça erguida, o que causaria dificuldades ao cirurgião, pois a operação exige que a mãe esteja deitada ao comprido para que o cirurgião possa chegar ao bebé e ao abdómen. Embora a operação em si possa parecer excitante, você poderá não pensar assim quando ela realmente lhe estiver a acontecer a si. Por vezes, até uma cesariana planeada pode ter algumas dificuldades e no pior caso terá de ser dada à mãe uma anestesia geral. Contudo, muitos obstetras retiram o pano se você desejar, na altura em que o bebé está a ser retirado do abdómen, e o bebé é mostrado aos pais para que eles possam ver como ele é e o seu sexo. Depois voltam a pôr o pano para retirar a placenta e coser a incisão. Se quiser ver mais da operação, deverá discutir isso com o cirurgião e o anestesista antes da operação. Da mesma forma, se não quiser que o pano seja descido, deve deixar isso claro à equipa cirúrgica com antecedência. Ler Mais...

Que alívio para a dor será dado depois de uma cesariana?

Desde que você não seja asmática, não tenha pré-eclampsia e não tenha sangrado muito durante a operação, dar-lhe-ão um supositório analgésico logo depois da operação. Se tiver algum destes problemas, dar-lhe-ão uma alternativa, como codeína e paracetamol. Se tiver feito uma cesariana com anestesia epidural, esta continuará a ter efeito durante uma ou duas horas depois da operação. Se estiver a sair de uma anestesia geral, a dor poderá ser maior e nesse caso o cirurgião poderá injetar uma anestesia local na fenda para reduzir a dor. Depois da operação, dar-lhe-ão analgésicos com regularidade, que poderão ser paracetamol quatro vezes por dia e diclofenac três vezes por dia. Se estiver a amamentar, muitos médicos estão agora mais relutantes em dar codeína ou medicamentos à base de codeína, pois podem passar para o leite. Em vez disso, a codeína pode ser dada só para "quebrar" a dor, quando a anestesia inicial desaparece, embora muitos médicos possam dar um analgésico líquido à base de morfina ou injeções de morfina, a qual provavelmente não causará dependência pois é dada de forma irregular e em pequenas quantidades. A melhor forma de conseguir alívio para a dor é informar a sua parteira logo que sentir alguma dor, pois quanto mais cedo a dor for controlada, mais rapidamente se poderá movimentar, e isso irá apressar a recuperação e reduzir os riscos resultantes da imobilidade, como uma trombose das veias. Ler Mais...

Como serei cosida e como será a minha cicatriz?

Se fizer o tipo mais comum de cesariana de incisão transversal, é feito um corte de 12-15 cm ao longo da linha do biquíni. O outro, menos comum, é o tipo "clássico" ou incisão vertical. Durante a cesariana, o cirurgião precisa de cortar através de várias camadas de gordura e tecido antes de fazer uma incisão no útero. Essas camadas internas serão cosidas depois da operação utilizando pontos absorventes e então a camada da pele será cosida ou agrafada no fim. Os agrafes são em geral retirados três dias depois da operação, enquanto os pontos são deixados cerca de cinco dias. Geralmente, retirar os agrafes ou os pontos não causa dor. Ler Mais...

Que tipo de analgésico me darão antes da operação?

Há duas espécies principais de anestesia ou alívio de dor a serem dados antes de uma cesariana: geral e local. Uma anestesia geral é um processo em que a mãe é posta a dormir antes da cesariana. Embora seja um método relativamente rápido e seguro para a mãe e para o bebé, já não é muito comum, pois julga-se que é preferível a mãe estar acordada durante a operação para que possa ter a experiência do parto do seu bebé, em vez de ter de esperar a recuperação da anestesia e estar provavelmente demasiado zonza para reagir ao seu bebé. Há também um leve risco de a mãe engolir vómito durante a operação e a possibilidade de a anestesia afetar as reações do bebé depois do parto. Há dois tipos de anestesia local: a analgesia e a anestesia epidurais. Ambas as técnicas se iniciam do mesmo modo, sendo o processo de introdução idêntico. O que difere são os fármacos tanto na concentração como no volume. Em ambos os casos, é inserida uma agulha nas costas e a medicação é dada através de um tubo estreito para adormecer do abdómen para baixo. Embora isto leve mais tempo a efetuar do que uma anestesia geral, os anestesistas terão muita prática em inserir a agulha. Utilizarão um spray frio para se assegurarem de que você está completamente adormecida e o processo não começará até o anestesista estar convencido de que é esse o caso. Em muito raras ocasiões, quando o processo pode ser sentido, dar-se-á uma anestesia geral de imediato. A opção local é mais segura e não se perde a experiência do parto. A última decisão será sua a não ser que certas condições exijam a opção mais segura. Ler Mais...
Operacao de perini | Para Pais.