Resultados para: "olho de crianca inchado em baixo"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa olho de crianca inchado em baixo. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Conselho sobre acidentes oculares

Incline a criança sobre o lavatório, com o olho virado para baixo, puxe com suavidade e sem pressas a pálpebra inferior, peça à criança para abrir o olho (para isso tem de a acalmar e dizer que vai tudo passar), e lave com água morna (quente, nunca! e fria faz retrair a criança) ou soro fisiológico, durante cerca de 15 minutos, interrompendo de 5 em 5 para ver se já está tudo bem. Se ao fim desse tempo a ir a um serviço de urgência. Ler Mais...

«Olho negro» (contusão)

O olho negro não corresponde geralmente a uma lesão grave. No entanto, se o trauma foi violento, pode haver lesão óssea ou das estruturas internas do olho. Devem aplicar-se compressas frias ou material gelado (mas não gelo diretamente) de modo intermitente - 5 minutos sim, 10 minutos não. Se houver dor, apenas o paracetamol está indicado. Se a lesão for ligeira, há no entanto que ter em atenção o conforto da criança ao dormir, designadamente o encostar do olho à almofada que pode aumentara dor e o inchaço. Os sinais de alarme são: aumento da vermelhidão, secreções ou pus, dor persistente, alterações da visão ou sinais de que o globo ocular possa estar lesado. As crianças que usam óculos podem ser lesadas pelos estilhaços de vidro. Neste caso devem ser imediatamente levadas ao serviço de urgência, sem que os pais tentem retirar qualquer fragmento. Ler Mais...

Hidrocelo

O hidrocelo é a acumulação de líquido à volta dos testículos, nas bolsas escrotais. Muitas crianças nascem com um certo grau de hidrocelo, que depois vai-se absorvendo. Noutras o hidrocelo mantém-se ou aumenta, e noutras ainda, tem períodos de intensidade muito variável. Chega por vezes a parecer pedra. O hidrocelo não provoca dor, mas pode ser desconfortável e causar receio na criança. Se o escroto estiver muito encarnado, quente e inchado, com dor violenta, pode ter havido uma torção do cordão espermático, que segura o testículo, e é uma emergência médica. Alguns hidrocelos estão associados a hérnia inguinal. Se a tendência é não passar ou agravar-se, a criança deverá ser examinada por um cirurgião pediatra. Quando tudo se resolver, também é bom ver se não ficou alguma hérnia residual - a ecografia pode permitir esse diagnóstico. Ler Mais...

Estrabismo e ambliopia

Diz-se que uma criança tem estrabismo quando existe um problema na fusão cerebral das duas imagens que provêm dos dois olhos. Na criança sem problemas, essas duas imagens são transformadas numa só, a nível do cérebro. Na criança com estrabismo isso não acontece e o cérebro, num esforço para corrigir essa mensagem luminosa dupla, faz com que os músculos de um dos olhos o entorte, de forma a poder fundir as duas imagens numa só. É este mecanismo corretor dos músculos oculares, por ordem do cérebro, que faz com que a criança tenha os olhos tortos. Nesta fase ainda a situação é corrigível. Se o estrabismo não for tratado - e é importante que o seja a partir do primeiro ano de vida -, o cérebro irá cansar-se desse esforço e optará por ignorar a imagem que vem do olho doente, não a processando e servindo-se apenas da imagem que vem do olho saudável. A criança melhora esteticamente, os olhos ficam menos tortos (porque os músculos já não precisam de o entortar, ou seja, de fazer correção) mas isso corresponderá à perda da visão no olho doente - a situação a que se chama «ambliopia» e que já é, na maioria dos casos, irreversível. Neste caso, melhoria estética é muitas vezes um sinal de má evolução. Qualquer suspeita de estrabismo deverá ser referida pelos pais, observada pelo médico-assistente e, se essas suspeitas se mantiverem, a criança deverá ser observada por um oftalmologista. Ler Mais...

Olhos

O que são as conjuntivites? As conjuntivites são inflamações ou infecções das conjuntivas oculares, ou seja, da mucosa dos olhos. Geralmente são benignas e manifestam-se por «ramelas», «olhos pegados» (especialmente de manhã) e por vezes vermelhidão, intolerância à luz e inchaço. As conjuntivites são muito comuns nos primeiros meses, porque o canal que drena as secreções e as lágrimas (canal lacrimal, que vai do canto do olho, junto ao nariz, para dentro do nariz) é muito pequeno e pode facilmente entupir (chama-se, a esta situação, «dacriostenose»), acumulando-se então as secreções, que são colonizadas por bactérias ou vírus. É importante a limpeza cios olhos ser feita regularmente, e procurando levar as secreções a não se acumularem no canal é melhor então limpar de dentro para fora (no sentido do nariz para a orelha), sem as pressionar. Quando existem «ramelas» é necessário aplicar um colírio que tenha antibiótico, geralmente duas gotas em cada olho, várias vezes ao dia (cinco ou seis, pelo menos). Outras vezes poderá ser uma pomada ou um gel, embora os bebés gostem menos porque ficam com a visão turva durante uns momentos. A pomada tem a vantagem de durar mais tempo e permitir não incomodar a criança (e os pais) durante a noite. O colírio é de mais fácil aplicação. Há pomadas em gel que só necessitam de duas aplicações diárias, mas o importante é colocar o medicamento mesmo dentro dos olhos, e não na pálpebra, dado que as secreções e a infecção estão lá dentro. Se não passar com estas medidas, ou se houver grande inchaço e vermelhidão, com o olho quase fechado, ou se existir dor ou perturbações da visão, é melhor consultar o médico porque o caso pode ser mais grave ou corresponder a uma situação chamada etmoidite, em que existe uma infecção óssea, ou uma celulite da órbita, em que se infectam a pele e os tecidos por baixo dela, e que têm que ser tratadas no hospital. Ler Mais...

Acidentes oculares

As pequenas lesões oculares, como irritações ligeiras, podem ser tratadas em casa, com lavagem e a aplicação de um colírio descongestionante, mas sendo o globo ocular um órgão tão sensível e complexo, na dúvida é sempre melhor a criança ser vista por um médico. As lesões oculares são as causas mais evitáveis de cegueira, e entre elas as queimaduras da retina pelos ultravioletas da luz solar. Irritações comuns Os olhos das crianças, estando mais perto do chão do que os dos adultos, podem ser contaminados com areia, pó ou outros corpos estranhos. O olho fica vermelho, a irritação faz cócegas, dor e perturba a visão, e a criança tende a coçar, piorando a inflamação. Deve lavar-se as mãos cuidadosamente, antes de tocar nas pálpebras e observar o olho e lavá-lo com água corrente. Não se deve pressionar o globo ocular, nem tentar retirar manualmente algum corpo estranho, dado que pode riscar a córnea. Ler Mais...
Olho de crianca inchado em baixo | Para Pais.