Resultados para: "o que tomar pra diarreia pos cesaria"

Você está a ver leite , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa o que tomar pra diarreia pos cesaria. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Estou a tomar a pílula mas o meu médico confirmou que estou grávida

A pílula contraceptiva oral tem uma eficácia de cerca de 92-99,7 por cento, dependendo da marca e da segurança com que é tomada. Embora os números indiquem que aproximadamente 8 em 100 mulheres possam engravidar durante o primeiro ano de uso da pílula, outros estudos indicam que quando a pílula é tomada devidamente de acordo com as instruções estes valores caem para menos de 1 em 100. O ideal seria tomar a pílula todos os dias á mesma hora, embora algumas marcas possam ser tornadas até 12 horas mais tarde Se se esquecer de tomar uma só pílula, aumenta as probabilidades de engravidar. Se deixar de tomar duas ou mais pílulas da mesma embalagem, isso pode aumentar imenso o risco de gravidez se não estiver a usar outro contraceptivo. Alguns medicamentos, como os antibióticos, algumas ervas medicinais e outros medicamentos, podem interferir com a eficiência da pílula. Também vómitos e diarreia podem diminuir os efeitos da pílula. Fale com o seu médico que poderá ajudá-la e aconselhá-la sobre as opções a tomar de seguida. Ler Mais...

Conselho sobre a diarreia

É corrente utilizarem-se os seguintes alimentos: banana, maçã, iogurte, arroz, cenoura. A restrição de outros frutos, legumes verdes e outros alimentos semelhantes corresponde a uma prática comum, associada ao grau de aceitação por parte da criança, mas não é tida como necessária. De qualquer forma, uma dieta com poucos resíduos e pouco teor em gordura, facilita a digestão e a absorção intestinal e não agrava as cólicas associadas à diarreia. As refeições deverão ser fracionadas e em maior número. Ler Mais...

Síndrome do cólon irritável

É uma doença relativamente frequente, que afeta o intestino grosso e manifesta-se por episódios repetidos de dores abdominais violentas, tipo cãibra, gases, e alternância de obstipação e diarreia. Está relacionado com situações de stresse e é mais frequente em crianças introvertidas e queo sabem gerir adequadamente os sentimentos. Não há tratamento específico, a não ser nas crises, procurando apaziguar os espasmos intestinais, através de medicamentos e de dieta (também dirigida à obstipação ou à diarreia). Em termos de prevenção, o ensino da gestão do stresse e da emotividade - designadamente com o recurso às medicinas complementares -, pode auxiliar a criança a ter menos crises. Ler Mais...

Gosto de alimentos condimentados mas disseram-me que podem estimular um parto pré-termo – é verdade?

Muitas pessoas acreditam que comer caril estimula o início do trabalho de parlo, mas issoo é verdade. Embora as razoes por trás disto tenham lógica, a teoria não funciona. Um dos primeiros sinais do trabalho de parto de que menos se fala, é ficar com os intestinos um pouco soltos ou mesmo diarreia. Isso acontece porque o colo do útero e parte do intestino têm um fornecimento nervoso comum. Quando o colo do útero começa a amolecer na preparação para o trabalho de parto, o intestino é estimulado. Isto pode causar um movimento mais rápido dos alimentos e os intestinos soltos com mais frequência. O trabalho de parto pode iniciar-se nas próximas horas ou dentro de um dia ou dois. Algumas pessoas pensam que se comer um caril picante, por exemplo, para ajudar a ter uma diarreia, poderá estimular o colo do útero e começar o trabalho de parto. Infelizmente, o processo parece não funcionar ao contrário. O trabalho de parto que se segue a uma diarreia induzida é provavelmente uma coincidência, e os efeitos laterais de dores abdominais, diarreia e dor são desagradáveis. Contudo, se comer caril e alimentos condimentados com regularidade e não ficar com azia ou indigestão, não há problema em facilitar de vez em quando. Ler Mais...

Como tratar a diarreia?

O tratamento da diarreia baseia-se fundamentalmente em: re-hidratação e re-alimentar precocemente. Não é necessária uma pausa alimentar, a não ser que a criança esteja a vomitar ou com grande quebra do estado geral. Se a criança está a ser submetida a tratamento com soro de re hidratação, dever-se-á interromper a alimentação com outros alimentos, durante as primeiras 4-6 horas. De qualquer modo, caso se faça pausa alimentar, a reintrodução dos alimentos deve ser precoce, o mais tardar às 6-12 horas. No tratamento das gastroenterites comuns não há necessidade de usar leites especiais ou outros alimentos especiais «para diarreias». De facto, a diarreia representa uma «vassourada» no intestino, destinada a «varrer» os micróbios ou os agentes tóxicos que irritaram e lesaram o intestino. De qualquer forma, essa mesma «varredela» pode também «riscar o verniz», ou seja, fazer algumas lesões na superfície celular intestinal. Neste caso, pode haver uma certa intolerância aos alimentos, especialmente aos açúcares, já passada a fase mais aguda. Essa fase pode manter-se até 10-12 dias. Nestes casos, é aconselhável recorrer à opinião do médico-assistente. Os antibióticos têm escassas indicações na diarreia aguda e não deverão ser usados, a não ser se houver prescrição do médico nesse sentido, pois atrasam a «varredela» dos micróbios pelo tubo digestivo. Outros medicamentos, como os medicamentos para os vómitos ou para as cólicas não têm geralmente qualquer indicação no tratamento da diarreia e da desidratação. De facto, os vómitos, que é habitual cederem quando se instala a diarreia, podem fazer parte do quadro inicial e funcionar como um mecanismo de proteção contra a entrada dos agentes infeciosos. As cólicas e respetivas «dores de barriga», por sua vez, são uma consequência natural das alterações que ocorrem a nível intestinal e permitem uma limpeza mais rápida dos micróbios. O iogurte fresco (feito «em casa») tem uma ação benéfica nos casos de diarreia aguda. As leveduras, das quais existem várias comercializadas, embora isento de efeitos colaterais, podem ajudar na recuperação. A sua utilização deverá ficar ao critério do médico, não esquecendo que a maioria delas são razoavelmente caras. Independentemente do grau de gravidade e da etiologia da diarreia, é indispensável proporcionar à criança o maior bem-estar e repouso. Ler Mais...
O que tomar pra diarreia pos cesaria | Para Pais.