Resultados para: "o que tira dor de gengiva"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa o que tira dor de gengiva. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Técnica de escovagem

A criança deve ser ensinada a escovar de maneira ordenada e sistematizada, para queo se esqueça de nenhuma superfície. A escovagem deve começar sempre pelo mesmo lado e seguir sempre a mesma ordem. Na zona dos dentes que mastigam podemos dizer para a criança fazer um movimento do «comboio», ou seja, um movimento de vaivém, para a frente e para trás, em cada dois dentes e contando até 10. Nas outras superfícies lisas dos dentes o movimento deve ser de «bolinha», como se estivesse a desenhar bolinhas com a mão que tem a escova. É importante escovar junto à gengiva para evitar inflamações nessa área. A escova pode e deve tocar e escovar a gengiva. Normalmente, quando só estão presentes os dentes de leite (até cerca dos 5-6 anos de idade), estes apresentam espaços entre si. Se for o caso, o fio dentárioo será necessário. Por vezes existe já na dentição de leite um certo apinhamento dentário e o médico dentista poderá recomendar o uso do fio. Nesta idade, os pais devem passar o fio nos dentes da criança, pois esta não tem ainda coordenação para o fazer. A escovagem da noite é muito importante, porque é a altura em que se criam as condições ideais para a formação de cáries, porque a criança não come nem fala e, portanto: • Há uma diminuição da saliva, que é protetora contra as bactérias; • Os dentes não batem uns nos outros, o que leva a diminuir a autolimpeza; • A língua está parada e não ajuda na limpeza. Ler Mais...

Que tóxicos?

Em relação aos tipos de tóxico, os medicamentos vêm em primeiro lugar, sendo responsáveis por um pouco mais de metade dos casos. Seguem-se os produtos de uso doméstico lexívia, tira-nódoas, petróleo, limpa metais, sprays, etc. e os raticidas, insecticidas e pesticicias. As bebidas alcoólicas são também um problema. Em termos de mortalidade os pesticidas ocupam o primeiro lugar, ou seja, são os mais mortais. Em relação ao ambiente, a maioria das intoxicações dão-se em casa ou nas imediações quintais, jardins e a maior parte das vezes com um adulto presente. Presente fisicamente mas ausente, pois ou é uma mãe que está ocupada com mais mil e uma tarefas da vida doméstica, ou é um pai que está a tratar da horta ou dos pomares, enfim, o adulto está presente mas ocupado e distraído. Ler Mais...

Dentes pigmentados de preto

A chamada pigmentação cromo génica, que é o nome que tem esta coloração preta nos dentes, formando uma linha preta junto à gengiva, uniforme, em toda a roda dos dentes, por dentro e por fora, não tem nada a ver com a cárie. Todavia, muitas crianças são discriminadas e humilhadas por isso. Esta pigmentação deve-se a uma bactéria, chamada cromo génica, que forma esse pigmento nos dentes - e esta bactéria existe em algumas bocas e noutras não. Não há absolutamente nenhuma relação com cárie ou má higiene oral. O único problema desta pigmentação é a questão estética, mas curiosamente até parece haver uma relação entre esta pigmentação e um menor número de cáries nas crianças que a possuem, provavelmente por concorrência desta bactéria com as que causam a cárie. Esta pigmentação é difícil de remover em casa e, normalmente para o fazer é necessário ir ao médico dentista ou à higienista. Com a erupção dos dentes definitivos tende a desaparecer. Ler Mais...

Conselho sobre as crianças Parte II

O ritmo de desenvolvimentoo é sempre igual. Por isso, quando um bebé de 9 meses entra em pleno big bang evolutivo, o irmão de 2 ou 3 anos pode sentir que «vem atrás de si um tsunami». Há idades em que o ritmo de aquisições é mais lento. Se um bebé de 12 meses «tira coelhos da cartola- quase todos os dias, o mesmoo acontece com uma criança mais velha, a quem só sucedem estes êxitos com regularidade muito inferior. É por isso bom estar atento ao facto - o roubo de palco é uma das grandes causas dos ciúmes, e sem menos- prezar o que o bebé faz, porqueo deve ser inferiorizando os outros que se aumenta a autoestima, pode-se elogiar a criança pelo que vai fazendo e, principalmente, pela consistência e maturidade do que vai fazendo e do que sabe - se não é possível dizer «começas- te a fazer desenhos», pode dizer-se que «os desenhos estão cada vez mais bem feitos e cuidados». Ler Mais...

A escovagem dos dentes

A escovagem dos dentes é um dos métodos mais fáceis de prevenção da cárie e a limpeza da boca da criança deve começar o mais cedo possível, como referimos n'O Grande Livro do Bebé. Mesmo quando ainda não nasceram os dentes - ou mesmo tendo nascido alguns ainda há «muita gengiva» livre -, os pais devem passar com o dedo nas gengivas do bebé para que ele se habitue à manipulação da boca e, mais tarde, não estranhe a escova. A altura do banho é ideal para esta primeira abordagem. Enquanto só estão presentes os dentes da frente, a limpeza pode ser realizada com uma compressa molhada em água morna e enrolada no dedo da mãe (ou a ponta de uma fralda de pano). Nesta idade, a altura ideal é depois da última mamada, antes do intervalo noturno. Quando nascem os molares de leite (cerca dos 12-18 meses), deve iniciar-se a escovagem, duas vezes por dia – de manhã após o pequeno-almoço e à noite antes de ir dormir. A escovagem da noite é a mais importante, e depois dela a criança não deve comer nenhum alimento (nem mesmo leite que também contém açúcar), caso contrário ter-se-á que reiniciar o processo e repetir a escovagem. Ler Mais...

E se eles «não querem»?

Atendendo às consequências graves que podem acontecer, não pode haver transigências, nem pensar que «coitadinho», fica «desconfortável» ou que «se sente mal». Ficará mais desconfortável e sentir-se-á pior ligado a um ventilador, se tiver de utilizar uma cadeira de rodas para o resto da sua vida, ou se vir a qualidade da sua vida ceifada por um acidente estúpido de consequências evitáveis. Por vezes a criança não quer usar a cadeira e tira o cinto, sobretudo se não se habituou a ela desde a nascença. Sabemos também que os 3-4 anos são uma fase de grande negativismo, afirmação da personalidade e espírito de contradição. Mas os pais querem o melhor para ela. Se se tratar duma vacina, não desistem de lha dar mesmo que chore. Sejam portanto firmes. Usar o cinto ou uma cadeira de segurança é a «vacina» mais eficaz contra os efeitos dum acidente de automóvel. E a educação que damos aos nossos filhos em casa, à mesa, nos modos sociais e nas relações entre as pessoas deve também ser incluída nas regras que lhes transmitimos quando estamos dentro de um automóvel. Além disso, a experiência mostra que as crianças que se habituam desde cedo a utilizar cadeiras e cintos de segurança não se importam com isso e até se sentem mais protegidas e mais confortáveis. Ler Mais...
O que tira dor de gengiva | Para Pais.