Resultados para: "o que pode ser usado para tirar resto de parto do bebe"

Você está a ver bebé , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa o que pode ser usado para tirar resto de parto do bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, cesaria inflamada, gemeos escondidos barriga, colo do utero dilatado fotos, cesariana inflamada, pontos parto normal coçando.

Licença de maternidade

Todas as trabalhadoras grávidas têm direito a tirar 120 dias de licença de maternidade, seja qual for o tempo que trabalharam para o empregador ou o seu salário. Pode começar a licença de maternidade até 30 dias antes do prazo previsto para o bebé nascer. Pode trabalhar até à data do parto, mas se tirar algum tempo por doença nas quatro semanas antes do parto, o seu empregador pode começar a contar a licença a partir dessa data. A trabalhadora pode optar por uma licença de 150 dias devendo este acréscimo de 30 dias ser gozado necessariamente a seguir ao parto. Deve informar a entidade patronal da opção pela licença superior até 7 dias após o parto terá de informar o seu empregador por escrito, sobre as intenções da sua licença. Informe-o da data prevista para o nascimento do seu bebé e da data em que pretende iniciar a sua licença de parto. Se você seguir certos critérios terá direito ao pagamento legal de 120 dias da sua licença de maternidade, e depois desse tempo a sua licença não será paga. Nos casos de nascimentos múltiplos o período de licença é acrescido de 30 dias por cada gemelar além do primeiro. Ler Mais...

Gostaria de comunicar e de criar laços com o meu bebé antes do nascimento. Há alguma coisa que eu possa fazer?

Com o progredir da sua gravidez, há muitas formas de se concentrar no seu bebé e de comunicar com ele e essas ocasiões são uma oportunidade para relaxar e também para tirar uma folga. * Relaxe num banho morno e concentre-se em sentir os movimentos do seu bebé, imaginando o que ele estará a fazer dentro de si. * Fale com o seu bebé. O seu bebé pode detectar sons fora do útero por volta do segundo trimestre e o mais provável é prestar atenção à sua voz. Pode ir comentando as suas actividades ou mesmo ler para o seu bebé. O seu companheiro também pode conversar com o bebé. * Esfregue ou massaje a barriga. Irá descobrir que o seu bebé responde com pontapés; é quase como estar a ter uma conversa! * Passe algum tempo a fazer planos para a chegada do bebé, por exemplo, escolhendo as cores para o quarto do bebé ou mesmo comprando alguns fatinhos. * Inscreva-se com o seu companheiro em aulas de preparação para o parto. Isso dará a ambos a oportunidade de pensar no trabalho de parto, no parto e no vosso bebé. * Consulte um livro de nomes de bebés e faça uma lista daqueles de que você e o seu companheiro gostam. * Alguns casais gostam de tirar fotografias com regularidade da barriga em crescimento. Ler Mais...

É-me permitido tirar tempo adicional não pago depois de terminar a minha licença de parto?

Pode tirar uma licença parental depois da licença de maternidade e tem direito aos mesmos termos e condições como se estivesse a tirar uma licença de maternidade “adicional”. Isto significa que pode voltar para o mesmo trabalho, se possível, ou para uma alternativa conveniente. A licença parental é um direito que pode ser gozado pelo pai ou pela mãe e deve ser usada para cuidar da criança ou para tomar as devidas providências para o tratamento da criança. Se tiver gémeos, tem direito a gozar um acréscimo da licença de maternidade de 30 dias por cada um sem contar o primeiro, ou seja 120 dias + 30 dias no caso de dois gémeos. Pode ainda tirar férias pagas ou pedir ao seu empregador uma licença sem vencimento. Também pode valer a pena discutir com ele opções de trabalho flexíveis. Ler Mais...

Entonox-Uma forma de controlar a dor no trabalho de parto

Uma mistura de oxigénio e de óxido nitroso que é autoadministrado no trabalho de parto. O entonox, também conhecido por gás, é tomado através de uma máscara ou de um bocal durante o trabalho de parto. Isso entorpece os centros de dor no cérebro e produz uma sensação de euforia. Precisa de ser cronometrado com as suas contrações pois os efeitos são de pouca duração, com o gás a ser inalado mesmo antes e durante a contração. Voltará ao normal logo que pare de o usar. O entonox tem tendência a ser a escolha preferida para controlar a dor das mulheres que querem um trabalho de parto o mais natural possível. A razão para isto é que o entonox tem várias vantagens, incluindo o facto de que vopode manter-se em movimento e ativa enquanto o utiliza, pode ser usado durante um parto na água, não afeta o bebé de forma alguma, e não a faz sentir-se sonolenta durante o trabalho de parto, o que lhe permite sentir-se mais consciente durante todo o tempo e manter-se concentrada o mais possível nas suas contrações. Contudo, embora seja uma escolha popular para aliviar a dor, nem todos os hospitais a disponibilizam. Ler Mais...

O que é um parto assistido?

Um parto assistido é quando se usam fórceps ou ventosas de aspiração, para ajudar a retirar o bebé do canal de parto, se o bebé não estiver a ter um bom progresso durante o trabalho de parto ou se houver complicações durante a segunda fase do trabalho de parto, num parto vaginal. Ainda assim, você continuará a ajudar a expulsar o bebé com as suas contrações, mas o instrumento utilizado ajudará a guiar o bebé através do canal de parto. Ler Mais...

Estou preocupada com o facto de ficar presa a uma cama e monitorizada. Isso é essencial?

Se não houver complicações ou razão para preocupações, por norma os batimentos cardíacos do seu bebé serão monitorizados utilizando um dispositivo manual, muito semelhante ao usado nas suas consultas pré-natais para ouvir os batimentos cardíacos do seu bebé. Logo que o seu trabalho de parto esteja bem encaminhado, a sua parteira ouvirá os batimentos cardíacos do bebé durante 30 segundos a um minuto, mais ou menos a intervalos de 15 minutos, o que significa que entretanto pode movimentar-se como quiser. Se tiver tido complicações na gravidez, ou se surgirem problemas durante o trabalho de parto, a parteira poderá recomendar que os batimentos cardíacos do bebé sejam monitorizados continuamente utilizando um CTG ou cardiotocógrafo. Isso significa que terá dois monitores presos à sua barriga por cintos elásticos fortes. Um mede o batimento cardíaco do bebé e o outro mede a frequência das contrações. Os monitores estão ligados a uma máquina que imprime as informações em forma de gráfico. Isto permite aos médicos e às parteiras manterem-se atentos ao seu bem-estar e ao do bebé e à forma como ele responde às contrações. Um CTG pode tornar a sua atividade um pouco mais difícil mas não impossível. Os fios podem ser afastados do caminho e ajustados, e algumas maternidades têm cardiotocógrafos sem fios. Pode falar com a sua parteira sobre a forma como isso será feito. Ler Mais...
O que pode ser usado para tirar resto de parto do bebe | Para Pais.