Resultados para: "o que acontece se a cesaria inflama por dentro"

Você está a ver leite , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa o que acontece se a cesaria inflama por dentro. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, parto normal video de frente.

Ansiedade da separação

Diz-se haver uma «ansiedade de separação» quando uma criaa fica perturbada no momento em que se separa dos pais ou dos cuidadores mais chegados. Acontece geralmente a partir dos 6-8 meses de idade e dura até cerca dos três anos. Por vezes esta fase pode prolongar-se quando houve um episódio traumático de separação anterior. Seo assume contornos exagerados ou até patológicos, como acontece com a maioria das criaas, a ansiedade da separação é uma forma de a criaa se agarrar ao que sente como seguro, num mundo que a ameaça, passando logo que cresça e se aperceba que «não precisa de andar com o "Credo na boca"», porque o mundo, afinal, ainda é um lugar bastante tranquilo. A ansiedade de separação representa também um sinal de que o bebé desenvolveu vínculos suficientemente fortes com algumas pessoas (geralmente, os pais) e queo encara a separação dado queo a consegue ainda abstrair e viver interiormente sem o estímulo da presea física como um evento agradável, securizante ou sem risco. A convicção dos pais (ou a falta dela!) no momento da despedida, a repetição dos eventos, a devida preparação dos mesmos e a progressiva aprendizagem do «carregar os nossos e vivê-los, dentro de nós», levaa que a criaa aceite, com uma crescente tranquilidade, a separação física dos seus queridos. Ler Mais...

Nunca sacudam um bebé!

Se, por um lado, os bebés são seres extraordinariamente resistentes, por outroo também muito frágeis, mesmo que pareça um paradoxo estas duas coisas tão contrárias na mesma pessoa. Mas afinal, não somos nós todos assim? E se isso acontece com os bebés, também acontece aos pais e ser pai pela primeira ou segunda vez, sem experiência anterior de filhos, com escasso passado de irmãos, primos e sobrinhos, e com a pressão do trabalho, do dia-a-dia e de tudo o que nos cai em cima, pode fazer com que a nossa paciência e a nossa resistência acabem por ser pequenas. E se, àquelas «pequenas criaturas», lhes dá para chorar intensamente ou proporcionar várias noites sem «pregar olho», então os pais podem ficar nervosos e sacudir os bebés, no intuito de os fazer calar. Mesmo queo seja propriamente num contexto de maus-tratos. Só que tal atitude é extremamente perigosa, podendo levar à cegueira ou mesmo à morte. A cabeça dos bebés é maior e mais pesada, comparativamente ao resto do corpo, do que a de um adulto. Seo tiver apoio a cabeça descai, porque os músculos do pescoçoo ainda frágeis e não conseguem sustentá-la por muito tempo. Abanar um bebé (ou pegar nos ombros e sacudi-lo) faz mover a cabeça para trás e para a frente, muito rapidamente e com uma foa muito grande. Isso leva a que os vasos sanguíneos se possam romper e causar hemorragias dentro da cabeça do bebé, como se se tratasse de um acidente vascular cerebral dos idosos, podendo levar a cegueira, surdez, convulsões, futuras dificuldades de aprendizagem, outras lesões cerebrais e da espinal medula (causa de paralisias) ou aa morte. O mesmo acontece quando o cérebro, que aindao está totalmente compartimentado dentro da cabeça (que tem a «moleirinha» aberta e está em crescimento), com a movimentação se desloca e bate contra a parede óssea do crânio (como a água dentro de um aquário), causando lesões de impacto muito semelhantes às que acontecem num desastre de automóvel. Outro tipo de acções, como brincadeiras em que se bate na cabeça ou aquele gestoo comum (quando os pais voltam para casa ao fim do dia de trabalho e reencontram o bebé) de os atirar ao ar, podem causar lesões semelhantes. Deve-se brincar com um bebé, mas as brincadeiras têm que ser suaves e cuidadosas. Muitos pais não estão cientes disto e, designadamente, sacodem a criaa quando estão irritados e a querem calar ou admoestar. Há outras maneiras e essa é muito perigosa. Nunca façam isso, nem a sério, nem a brincar. Ter ou cuidar de uma criaa nem sempre é fácil e um mar de rosas. E mesmo as melhores rosas têm espinhos. Ler Mais...

Sinusite

Os seios perinasais são um conjunto de espaços aéreos que ficam situados nos ossos da face. Tal como os pássaros, que têm os ossos ocos, também nós temos alguns espaços cheios de ar nos nossos ossos. Estes espaços encontram-se «atapetadopor dentro com o mesmo tipo de células respiratórias - cílios e células produtoras de secreções. Na criaa pequena, em que os ossos aindao também pequenos, os seios perinasais são espaços virtuais, ou potenciais – estão lá, mas não existem…os seios maxilares, que como o nome indica se situam nos ossos maxilares, ao lado do nariz, são os primeiros a ganhar algum espaço. Seguem-se os seios etmoidais, um autêntico labirinto de espaços aéreos, que fica na região à volta do olho - todos estes surgem no primeiro ano de vida. Depois os frontais, mais tardios, surgem pelos 5-6 anos, e correspondem à região frontal, ou seja, a testa. Os seios esfenoidais, situados dentro da cabeça, só se desenvolvem «a sério» mais na adolescência. Todos estes seios drenam as suas secreções através de pequenos orifícios que se localizam na parede do nariz - chamam-se tecnicamente os «ostia». É claro que qualquer infeção nasal ou da região próxima pode estender-se a qualquer dos seios perinasais. Por outro lado, nas situações em que o nariz está entupido, os ostia podem ficar, eles próprios, entupidos também e não deixar as secreções saírem, o que leva à sua acumulação dentro dos seios. Quando isso acontece e há inflamação e infeção dentro dos seios, estamos perante uma «sinusite». Todos os fatores que ocasionem infeções locais, promovam crescimento bacteriano próximo (como as cáries), tenham alterações anatómicas a esse nível (como os desvios do septo nasal ou como sequência de um traumatismo dessa parte da face) contribuem para maiores probabilidades de sinusite. Certas doenças crónicas, como a diabetes, a fibrose quística ou imunodeficiências, podem aumentar a incidência de sinusite. Ler Mais...

O que acontece à placenta?

A placenta sustentou o seu bebé durante os nove meses no útero e o que lhe acontece depois da expulsão é uma pergunta comum. A placenta seobservada para se comprovar que está completa e que foi expulsa com sucesso. Se parecer saudável, será deitada fora no hospital. Poderá ser levada para análises num laboratório se houver alguma coisa anormal na sua aparência. Em algumas culturas faz-se uma cerimónia com a placenta; e em algumas partes do mundo há mesmo a tradição de a comer. Ler Mais...

O meu bebé deverá usar o gorro dentro de casa?

Um dos fatores que se sabe que pode aumentar o risco de morte súbita é o sobreaquecimento. Embora os bebés percam o excesso de calor pela cabeça, e seja importante cobrir-lhes a cabeça no exterior, se estiver frio ou vento, o gorro do bebé deverá ser retirado dentro de casa ou quando entrar num local aquecido, como um autocarro ou uma loja, mesmo que tenha de o acordar. Há algumas exceções. Se um bebé tiver nascido prematuro, se tiver um baixo peso à nascença, ou se tiver dificuldade em manter a sua temperatura, então poderá precisar de usar o gorro dentro de casa. Contudo, logo que estes bebés tenham um peso saudável, ou consigam manter a temperatura do corpo, isso já não se justifica. Ler Mais...

Estou com 25 semanas de gravidez e o meu bebé parece que “salta” quando ouve ruídos altos – isso é normal?

Os bebés prematuros reagem aos sons e os sons altos produzem-lhes um “reflexo de susto”, portanto isto é uma prova evidente de que os bebés dentro do útero, durante a gestação, também ouvem e reagem aos sons altos, possivelmente com movimentos repentinos. Como mencionado acima, estudos demonstraram que os bebés podem reagir a sons dentro do útero desde as nove semanas de gestação. Conforme o feto vai crescendo, a audição desenvolve-se com os bebés a responder a uma maior variedade de sons. Ler Mais...
O que acontece se a cesaria inflama por dentro | Para Pais.