Resultados para: "o bebe cresce por dia"

Você está a ver grávida , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa o bebe cresce por dia. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Que acontece nos dois primeiros trimestres?

Nas primeiras 12 semanas de vida, o primeiro trimestre, o seu bebé muda rapidamente de um indistinto grupo de células para um ser humano. Durante esse tempo, o corpo começa a formar-se e todos os órgãos principais estão em desenvolvimento. Pelas oito semanas, as quatro cavidades do coração estão formadas e podem ver-se batimentos numa ecografia. O seu bebé, agora chamado feto, perde a cauda e os membros começam a formar-se. Pelo fim do primeiro trimestre, o bebé está completamente formado; estão a desenvolver-se as feições e os órgãos principais começam a funcionar. O segundo trimestre, da semana 13 à 27, é um período de crescimento rápido pois o bebé cresce cerca de 6 cm por mês. O bebé começa a movimentar-se e pode engolir e ouvir sons fora do útero. Pela semana 24, a maior parte dos sistemas está formada e, fora os pulmões, os órgãos principais estão a funcionar. Ler Mais...

O que é a síndroma da transfusão feto-fetal?

É um problema raro mas grave que ocorre só nos gémeos idênticos que partilham a mesma placenta. É causado por um fornecimento insuficiente de sangue e por um vaso sanguíneo que liga os gémeos directamente. Um dos gémeos bombeia sangue à volta do seu próprio corpo e do seu gémeo e, como resultado, não cresce devidamente. Em geral e necessário um parto antecipado para salvar o gémeo mais pequeno. Ler Mais...

Berços e camas

Nas primeiras semanas o bebé deverá dormir num berço, dado que a cama é demasiado grande e pode provocar um sentimento de «perdido». Uma hipótese, para quem não tem berço, é colocar a alcofa do bebé dentro da cama. Um pequeno truque, para habituar o bebé à cama dele, é deitar umas gotas do perfume da mãe na cama do bebé, ou deixar uma peça de roupa da mãe. Quando o bebé cresce, ter um elemento de pertença e de orientação é importante. Uma fotografia dos pais colocada à altura do olhar do bebé ou pendurada na cama pode servir para acalmar um bebé que se sente angustiado e só. Muitos bebés acordam com frio. Não um frio intenso, mas o suficiente para se sentirem mal. Por isso é mais importante aquecer o bebé do que a cama. A partir dos 5 meses, mais coisa menos coisa, os bebé vira-se, dá voltas na cama, acorda com a cabeça para o lado dos pés e atira com os cobertores. É indispensável, no tempo mais frio, assegurar que o bebé está quente, independentemente dos cobertores e lençóis. Existem uns «macacões» que têm pés, tipo «fato de astronauta», e depois bastará colcoar uma mantinha para o bebé estar sempre quente e, porventura, acordar menos vezes. É natural um bebé, nas primeiras semanas, ter as mãos frias. Isso tem a ver com o mecanismo de auto-regulação da circulação sanguínea. Se quiser ter a certeza de que o seu filho está bem, passe a mão no pescoço - se estiver quentinho, está tudo bem! Ler Mais...

A mudança corporal até aos 3-4 anos

Um dos fenómenos que inquieta os pais e põe à beira de um ataque de pânico é a mudança no feitio do corpo, que ocorre até aos 3-4 anos, e que transforma o bebé rechonchudo numa criança esguia. A criança estiliza o corpo e perde os refegos da barriga, coxas e queixo. Cresce «para cima-. Surge o pescoço, escondido pelos duplos e triplos queixos Os braços tornam-se mais finos. As curvaturas da barriga desaparecem. A tudo isso se junta a perda do «ar de bebé» para, juntamente com a autonomia e poder de decisão, passar a ter um aspeto de «mais velho». Oo entendimento deste fenómeno leva a que pais e avós pensem que está a emagrecer, mesmo que continue a pular e a saltar, cheia de energia. Há que entender este percurso - que não se reflete na evolução do peso e da estatura como um fenómeno normal e desejável, porque corresponde a um alongar do corpo e à perda de massa adiposa que não interessa mais ao corpo manter. Ler Mais...

O tamanho da cabeça…

O tamanho da cabeça depende, em parte, do crescimento do cérebro. Em parte, ou seja, há cabeças de tamanhos grandes e pequenos que têm a ver com uma herança familiar, há cabeças com formatos «esquisitos», algumas mais arredondadas, outras mais em forma de «bola de râguebi», mas dentro de parâmetros normais, o crescimento da cabeça é necessário para que o cérebro, que está dentro dela, bem como as demais estruturas, também aumentam regularmente. E, claro, o tamanho da cabeça deve ser sempre relativizado ao tamanho do corpo: um bebé grande terá maiores probabilidades de ter uma cabeça grande, enquanto num bebé pequeno será o contrário. Como o cérebro cresce e se desenvolve muito precocemente, a medição do perímetro cefálico (o maior diâmetro do crânio possível de obter numa determinada idade) é essencial para entender como este crescimento se está a fazer. A medição do perímetro cefálico no primeiro ano de vida é essencial para a vigilância do crescimento cerebral. As causas mais comuns de uma «cabeça pequena» sâo: - criança de tamanho pequeno - padrão normal familiar - atraso mental (incluindo doenças congénitas) - craniossinostose (encerramento precoce dos ossos do crânio com cérebro normal) As causas mais comuns de uma «cabeça grande» são: - criança grande - padrão normal familiar - cérebro grande (megalencefalia normal) - líquido dentro da cabeça (hidrocefalia ou derrame subdural) - sólidos dentro da cabeça (tumores) As causas patológicas são francamente minoritárias, e expressam-se geralmente por sinais e sintomas de doença. Quando a cabeça cresce, de forma patológica, abaixo do que devia, dizemos estar na presença de uma microcefalia. São muitas as causas que podem estar por detrás deste facto, umas correspondendo a situações mais graves, outras menos, mas geralmente situações em que, por alguma razão «doença genética, infecção, atuação de um tóxico, etc.» o cérebroo se está a desenvolver com a velocidade que deveria. Um aspecto importante do crescimento diz respeito às alterações das proporções dos diversos segmentos do corpo. A cabeça tem, na infância, uma dimensão proporcionalmente superior, comparativamente com a idade adulta. Isto deve-se ao facto de o cérebro ser um dos órgãos de crescimento mais rápido. Depois dos 4-5 anos, os membros crescem mais rapidamente que a cabeça e o tronco: se se proceder à medição dos segmentos superior e inferior do corpo, tendo como ponto médio a sínfise pública (o osso, ao meio, abaixo da barriga), a relação é de 1,7 ao nascer, 1,0 aos 10 anos, 0,9 nos adolescentes do sexo masculino e 0,8 nos adultos. Ler Mais...

A minha barriga tem a pele muito irritada. É seguro usar hidratantes na pele durante a gravidez?

Conforme o seu abdómen cresce pode tornar-se irritado pois a pele estica. Pode usar hidratantes no seu corpo na gravidez e isso pode aliviar o desconforto. Escolha loções, óleos ou cremes sem perfume para evitar alergias. Também pode ajudar esfregar o abdómen com óleo de amêndoas doces, vitamina E ou óleo de gérmen de trigo. Fazer uma dieta saudável com frutas e legumes e beber muitos líquidos para se manter bem hidratada também irá ajudar ao estado da sua pele. Ler Mais...
O bebe cresce por dia | Para Pais.