Resultados para: "mulher retirando droga davajina no oslital"

Você está a ver bebé , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa mulher retirando droga davajina no oslital. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada.

Sou toxicodependente. Os serviços sociais podem tirar-me o meu bebé?

Essa não é uma questão a que eu possa dar uma resposta direta, pois as políticas variam conforme as zonas do país e devem ser tidas em conta as circunstâncias individuais. Em algumas áreas, o vício de uma substância, quer seja relacionado com droga ou álcool não significa que seja automaticamente remetida aos serviços sociais enquanto noutras áreas, o uso da droga é uma razão automática para remeterem imediatamente os doentes para os serviços sociais. Se for este o caso na sua região, seguir-se-á uma avaliação detalhada da sua situação, pois retirar um bebé da sua casa não é uma decisão que seja tomada de ânimo leve e julga-se preferível oferecer ajuda e serviços extra para manter a família unida sempre que possível. Tenha também em consideração o facto de que a saúde e a segurança do seu bebé são extremamente importantes. Você deverá ser o mais honesta e aberta que puder com todas as instituições envolvidas no seu tratamento para demonstrar a sua responsabilidade pelo bem-estar do seu bebé enquanto estiver grávida e participar no plano de parto e cuidados do seu bebé. É importante que vá a todas as consultas pré-natais e pós-natais. Outros fatores a considerar são o tipo de drogas que usa, se pode reduzir ou parar a sua utilização ou participar num programa de reabilitação e o tipo de ajuda e apoio que tem e de que poderá precisar para conviver com um bebé. Os efeitos físicos e emocionais de ter um bebé são enormes, mas também tem a considerar as implicações sociais e financeiras. Um passo positivo será ver o seu bebé como uma razão para alterar e melhorar a sua vida. Pode ainda procurar serviços especializados para mães grávidas com problemas de droga, o que poderá ser benéfico. Peça detalhes à sua parteira e médico de família. Ler Mais...

Ouvi dizer que a petidina pode causar enjoos e o bebé pode, ficar sonolento depois do parto. É verdade?

A petidina é duma família de drogas chamadas opiáceos e é a droga mais usada durante o trabalho de parto. Em geral é dada por injeção e os seus efeitos secundários incluem náuseas, vómitos, tonturas ou sonolência; também pode atrasar a respiração do bebé. Para combater as náuseas e os vómitos em geral dá-se uma droga anti enjoo juntamente com a petidina. Se a respiração do bebé for bastante afetada, por vezes dá-se uma injeção de um antídoto para reverter os efeitos da petidina, embora em geral isto não seja necessário e só será dada se o bebé não responder bem a outro tipo de estímulos, como esfregar-lhe as costas suavemente com uma toalha quente, ou estimular e esfregar os pés do bebé, o que poderá ser suficiente para o fazer inalar. A capacidade do seu bebé para mamar pode ser afetada se ele estiver sonolento e as parteiras serão encorajadas a dar apoio às mães que escolhem amamentar se tiverem tido petidina durante o trabalho de parto, numa tentativa de ultrapassar este efeito secundário. Ler Mais...

A minha mulher quer fazer tudo sozinha – agora a minha mãe está ofendida. Como a posso ajudar a relaxar?

Muitas novas mães sentem-se assim, portanto a sua situação não é invulgar. Talvez a sua mulher sinta que deverá ser capaz de fazer tudo sozinha e ache que aceitar ajuda seja admitir uma derrota e que está a falhar no seu novo papel como mãe. Assegure-lhe que é uma ótima mãe e faça-lhe ver que há pessoas que querem ajudar e que ela também beneficiará se tiver algum tempo para relaxar. Explique à sua mãe como a sua mulher se está a sentir e tranquilize-a também, pois é provável que ela julgue que as suas ofertas de ajuda não são apreciadas. Talvez a sua mãe possa perguntar à sua mulher em que é que poderá ajudar. Por exemplo, provavelmente ela adoraria ter alguém que a ajudasse a lavar a roupa, a limpar o pó ou a passar a ferro. Ou poderá ficar contente se a sua mãe levar o bebé a dar um passeio para que ela possa tomar um banho ou descansar. Ler Mais...

Mãe de aluguer

Uma mãe de aluguer é uma mulher que chega a um acordo com outra mulher para gerar um filho para ela. Ela pode conceber o bebe com o esperma do companheiro da outra mulher ou o casal infértil pode fertilizar o seu próprio ovo através de um tratamento de fertilidade, sendo depois o embrião transferido para o útero da mãe de aluguer para ela transportar o bebé durante a gravidez e dar a luz. Este processo pode ser cheio de problemas: emoções conflituosas tanto da mãe de aluguer como do casal receptor, ou processos legais se, por exemplo, a mãe de aluguer mudar de opinião depois do parto e quiser conservar o bebé. Por esta razão, e importante que todas as partes que entram neste acordo tenham considerado audaciosamente as implicações e estejam confiantes e felizes com essas regras. Ler Mais...

Tenho ajudado a minha mulher a tratar do bebé durante a noite, mas no trabalho sinto-me exausto. O que posso fazer?

Este não é um cenário fora do normal e você poderá beneficiar se puder discutir isso com o seu patrão e com o departamento de recursos humanos. Antes de falar com o seu patrão, pense no que quer e procure saber quais as suas opções: quer tempo livre, mais flexibilidade, ou só abrandar um pouco? Os seus pedidos afetarão o seu trabalho, outros empregados, ou o seu desempenho? Lembre-se de que a exaustão não será um problema permanente, portanto negociar as opções por um mês pode ser melhor para o seu patrão. Se já trabalhava para ele antes da gravidez da sua mulher, provavelmente tem direito a licença de paternidade paga se já não a tiver tirado Também vale a pena considerar a licença parental. Dentro de certos critérios, o pai de uma criança com menos de seis anos tem o direito legal de tirar uma licença de trabalho não paga para tratar deles. Pode pedir no emprego para ficar alguns dias de férias. Mas tenha também em conta que muitas destas opções afetarão o seu salário e a sua mulher pode estar em licença de maternidade ou pode ter parado de trabalhar. Outra opção é negociar uma "manhã de repouso" com a sua mulher, para que, por exemplo, cada sábado repouse você e ela repouse aos domingos, não importa como tenha corrido a noite. Aos fins-de-semana, não há problema em fazer uma sesta durante o dia, quando o bebé dormir. Ler Mais...

Vamos ter trigémeos. Socorro! A minha mulher está nas nuvens mas eu sinto-me atordoado. Onde podemos obter aconselhamento?

Como ter trigémeos é relativamente raro - só houve 38 partos de trigémeos em Portugal em 2005 - a maioria das informações e apoio diz respeito a 2 gémeos. Contudo, tem havido cada vez mais pesquisas para saber como ajudar e apoiar os pais que vão ter mais de dois filhos. A sua parteira e o seu obstetra serão óptimas fontes de informação e serão capazes de a pôr em contacto com outros pais de gémeos múltiplos. Há também várias organizações que oferecem apoio e informação aos pais de gémeos múltiplos. Conforme você e a sua mulher forem aprendendo mais sobre trigémeos, esperamos que a vossa ansiedade comece a diminuir. Ler Mais...
Mulher retirando droga davajina no oslital | Para Pais.