Resultados para: "mulher do tavaco cabeludo"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa mulher do tavaco cabeludo. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada.

O couro cabeludo do meu bebé está escamoso. Será crosta láctea? O que devo fazer?

A crosta láctea ou dermatite seborreica é um problema vulgar nos bebés pequeninos, que aparece como escamas amarelas no couro cabeludo. Este problema não é perigoso e desaparecerá com o tempo. Contudo, se estiver preocupada com o mau aspeto, massaje o couro cabeludo com azeite, deixe durante a noite e de manhã lave o cabelo do bebé com o champô suave de bebé; a maior parte das escamas deverá desaparecer. Não puxe as escamas pois isso poderia ferir a pele e aumentar a probabilidade de infeção. Ler Mais...

Como descobrir estes desagradáveis insectos

É difícil detectar um piolho vivo, porque estes insectos são ágeis e movem-se rapidamente. Se se extrair rapidamente um cabelo há por vezes a hipótese de os ver De qualquer forma, o diagnóstico faz-se geralmente através da existência de lêndeas que são, nem mais nem menos, as cascas dos ovos dos piolhos - de cor branco nacarado, brilhante, agarradas aos cabelos. Os ovos são postos ao nível do couro cabeludo e, como já se disse, quando a infestação é detetada já dura há muitas semanas. Os ovos, quando ainda têm o piolho lá dentro, são negros. Se, ao investigar-se a cabeça da criança, não se descobrirem piolhos vivos e as lêndeas estiverem a mais de 1 cm de distância do couro cabeludo, é sinal de que a criança já não está infestada. Os medicamentos que matam os piolhos matam geralmente também os ovos que contêm ainda animais, pelo que são extremamente eficazes. A acção dos piolhos é tão nefasta que podem inclusivamente causar insucesso na aprendizagem. Para além do mal-estar, como a criança passa a noite a coçar-se, dorme mal e vai para as aulas semi-adormecida. Quando a situação se mantém (e não se esqueçam de que as crianças já estão infestadas, em média, há quatro meses antes de se dar por isso), o rendimento baixa. Ler Mais...

A minha mulher quer fazer tudo sozinha – agora a minha mãe está ofendida. Como a posso ajudar a relaxar?

Muitas novas mães sentem-se assim, portanto a sua situação não é invulgar. Talvez a sua mulher sinta que deverá ser capaz de fazer tudo sozinha e ache que aceitar ajuda seja admitir uma derrota e que está a falhar no seu novo papel como mãe. Assegure-lhe que é uma ótima mãe e faça-lhe ver que há pessoas que querem ajudar e que ela também beneficiará se tiver algum tempo para relaxar. Explique à sua mãe como a sua mulher se está a sentir e tranquilize-a também, pois é provável que ela julgue que as suas ofertas de ajuda não são apreciadas. Talvez a sua mãe possa perguntar à sua mulher em que é que poderá ajudar. Por exemplo, provavelmente ela adoraria ter alguém que a ajudasse a lavar a roupa, a limpar o pó ou a passar a ferro. Ou poderá ficar contente se a sua mãe levar o bebé a dar um passeio para que ela possa tomar um banho ou descansar. Ler Mais...

Mãe de aluguer

Uma mãe de aluguer é uma mulher que chega a um acordo com outra mulher para gerar um filho para ela. Ela pode conceber o bebe com o esperma do companheiro da outra mulher ou o casal infértil pode fertilizar o seu próprio ovo através de um tratamento de fertilidade, sendo depois o embrião transferido para o útero da mãe de aluguer para ela transportar o bebé durante a gravidez e dar a luz. Este processo pode ser cheio de problemas: emoções conflituosas tanto da mãe de aluguer como do casal receptor, ou processos legais se, por exemplo, a mãe de aluguer mudar de opinião depois do parto e quiser conservar o bebé. Por esta razão, e importante que todas as partes que entram neste acordo tenham considerado audaciosamente as implicações e estejam confiantes e felizes com essas regras. Ler Mais...

Psoríase

A psoríase é uma doença crónica, que tem episódios de exacerbação, e que se caracteriza pelo aparecimento de escamas prateadas e placas de diversas dimensões, causadas por uma aceleração do crescimento das células da pele. É uma doença familiar, bastante comum, e pode surgir logo aos 4-5 anos. As placas vão e vêm, possivelmente ligadas a outros fatores que agem sobre a imunidade, como o stresse ou queimaduras solares. As zonas mais afetadas são os cotovelos, joelhos, costas, nádegas e couro cabeludo. O tratamento faz-se com a aplicação de pomadas com corticoides, seguida de cremes hidratantes, Se as lesões não passam ou se os episódios são muito frequentes, é aconselhável ouvir a opinião de um dermatologista. Ler Mais...

Tinha

Ao contrario do que algumas pessoas pensam, a tinha não é provocada por um parasita, mas sim por um fungo, que afeta o couro cabeludo, deixando uma marca redonda, acorderosada, com uma parte externa mais escamativa, e uma interna muito mais macia e regular. As lesões não são exclusivas do escalpe, podendo aparecer em qualquer local. Uma vez diagnosticada, o tratamento é feito com cremes antifúngicos, 2 a 3 x dia, durante duas a quatro semanas. Se o médico entender, poderá ter de se fazer medicação oral. A tinha não causa dor, mas pode dar irritação, com as consecutivas lesões de coceira e infeção bacteriana, isso sim já doloroso. Na escola é fundamental uma higiene estrita com os cabelos e os objetos pessoais (escovas, pentes). Ler Mais...
Mulher do tavaco cabeludo | Para Pais.