Resultados para: "meu bebe tem uma veia na testa muito visivel"

Você está a ver bebé , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa meu bebe tem uma veia na testa muito visivel. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, cesaria inflamada, gemeos escondidos barriga, colo do utero dilatado fotos, cesariana inflamada, pontos parto normal coçando.

A exploração dos limites físicos e relacionais

A exploração dos limites físicos e do corpo é uma vertente de toda a vida, não apenas do primeiro ano ou da adolescência. Quando subimos (ou não!) uma escada e reparamos que ficamos cansados ao fim de uns quantos lances estamos a experimentar os nossos limites, tanto quanto um bebé quando trepa para uma cadeira, mesmo com o risco de cair. Nas alturas em que o bebé sente uma maior variação do corpo, seja nas suas dimensões (períodos de maior crescimento), seja nas suas competências (períodos de exercitação e aprendizagem com possibilidade de «fazer»), terá tendência a testá-lo relativamente aos objetos, aos espaços e às pessoas. Daí um bebé mexer numa determinada coisa, ouvir dos pais que não o deve fazer, experimentar dezenas de vezes e receber sempre um «não» até deixar de o fazer. Voltará a experimentar quando se julgar mais «forte. Do mesmo modo, a exploração dos limites do «poder» relativamente aos que mais lhe são próximos pais, irmãos, avós, educadores -, será uma consequência direta da sua evolução e construção cognitiva, intelectual, emocional e psicológica. O bebé, de cada vez que evolui terá que experimentar novamente as suas relações interpessoais. E numa óptica de conquista de poder, nunca de subserviência. Desta autêntica «bebedeira de poder», que os bebés com frequência têm, mas que lhes causa algum receio, tal o impulso que sentem para a frente, ou tão amplo é o movimento pendular, decorre a necessidade de ter segurança em que se reveja e refugie, e de balizas que lhe marquem minimamente o percurso e os limites. Um bebé precisa de elementos securizantes seja a rotina do dia-a-dia, seja a visão (depois a presença mesmo que não visível) dos pais e das pessoas mais importantes da sua vida. Não é por acaso que é em plena «crise» de autonomia motora e de capacidade de deslocação (o gatinhar ou andar agarrado cerca dos 9 meses) que o bebé começa a ter medo dos estranhos e a ficar mais agarrado aos pais as oscilações do pêndulo são maiores: o mesmo bebé que sai sozinho da sala a gatinhar e que só se deixa agarrar muito longe é o que olha para o avô que não vê há duas semanas e chora, refugiando-se nos braços do pai. Ler Mais...

A pele do bebé

• A camada superficial da pele cai geralmente em pequenas escamas ou, mais raramente, em grandes películas. • Alguns bebés apresentam manchas avermelhadas no pescoço ou no rosto - dilatações dos vasos sanguíneos — que normalmente não constituem perigo. Por vezes apresentam também minúsculos pontos brancos no nariz, na testa, ou nas faces. se, sobretudo nas nádegas e nas pernas, devido às fezes e á urina. Em muitas crianças, as glândulas mamárias incham — numas mais, noutras menos — pois as hormonas sexuais (esterogénio) passam da mãe para o filho. No terceiro e quarto dias, após o nascimento, chegam mesmo a segregar leite. Não devem ser nunca espremidas pois haverá o perigo de infecção. Este inchaço deve passar, o mais tardar, passados doze dias. Ler Mais...

Questões práticas

Como segurar no bebé para colocar gotas? Parece difícil, mas não é. Uma pessoa pode «controlar» um bebé aos «pulos, e administrar os medicamentos. Basta firmeza e racionalização de meios (neste caso, os seus braços e dedos, com a «ajuda» dele...): • deite o bebé; • sente-se do lado direito dele; • encoste o seu corpo bem ao corpo dele; • coloque o seu cotovelo direito junto à barriga dele (do lado esquerdo dele), «trancando» assim a barriga do bebé imobilizando a parte das pernas; • com a sua mão direita, agarre nas duas mãos do bebé, aproximando-as; • passe os braços do bebé à volta da cabeça dele, e com a ajuda da sua mão direita firme-os contra a cabeça dele; • com o seu dedo polegar direito, que «sobrou» da manobra anterior (os outros quatro estão a agarrar as mãos dele comprimindo a cabeça), carregue na testa para a fixar; • vai reparar que, imagine, ficou com a sua mão esquerda completamente livre para pegar no soro ou no colírio, ou no que for, e colocar no nariz do bebé; • se for nos olhos, utilizará o seu polegar esquerdo para fixar a pálpebra e abrir os olhos do bebé; • esta manobra dura um minuto, ou nem isso, e depois poderá dar o mimo que desejar ao seu filho. Mas evita minutos e minutos de luta, que acaba sempre em berros e gritos e com os medicamentos a entornarem-se e a sujarem tudo, além de ficarem por administrar... Se colocarem gotas nos ouvidos, aqueçam o frasco em água quente ou com as próprias mãos. A reacção que os bebés têm às gotas auriculares são frequentemente da sensação de frio, que é muito desagradável, mais do que das gotas em si. Ler Mais...

Apareceu-me uma linha vertical escura no meio da barriga. O que é isso?

Uma linha castanha no centro do abdómen é conhecida por línea nigra. Esta ocorre devido às alterações de pigmentação na pele que são muito comuns na gravidez, afectando 90 % de todas as mulheres de uma forma ou outra e por vezes é mais visível se tiver a pele mais escura. Assim como a linha na barriga, também pode reparar no escurecimento da pele à volta dos seus mamilos e no escurecimento das sardas, sinais ou marcas de nascimento. Em algumas mulheres também podem aparecer manchas castanhas na face chamadas cloasma ou "pano". Estas alterações são causadas pelo aumento extra da hormona estrogénio na gravidez, a qual afecta a produção de células de melanina na pele – as células que produzem o pigmento que escurece a pele. Estas alterações de cor são normais e em geral desaparecem logo que o bebé nasce. Ler Mais...

A cara do meu bebé está cheia de manchas. Irão desaparecer?

Os bebés recém-nascidos têm uma pele muito sensível. Durante a gravidez estiveram protegidos num ambiente seguro e depois do parto a pele deles precisa de se adaptar ao mundo exterior. Essa é a razão porque podem surgir erupções e manchas. A erupção mais comum nos recém-nascidos é o eritema tóxico neonatal, o qual ocorre em cerca de 50% dos bebés recém-nascidos e é visível 1- 5 dias depois do parto. Este consiste em pequenas manchas vermelhas que aparecem e desaparecem em toda a pele exceto nas palmas das mãos e nas solas dos pés. Não é perigoso e não é sinal de infeção. Não se pega e em geral desaparece passadas duas semanas, sem qualquer tratamento. O milium é outra alteração da pele que ocorre em cerca de 40 por cento dos bebés recém-nascidos. São borbulhas brancas do tamanho de uma cabeça de alfinete, que em geral aparecem no nariz e nas bochechas, mas também podem aparecer noutras partes da cara. São poros bloqueados que contêm sebo (uma substância oleosa produzida pela pele) e, mais uma vez, desaparecem sem tratamento. Ler Mais...
Meu bebe tem uma veia na testa muito visivel | Para Pais.