Resultados para: "meu bebe aspirou agua da banheira"

Você está a ver grávida , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa meu bebe aspirou agua da banheira. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Devemos comprar uma banheira de bebé?

Uma banheira de bebé é útil pois pode usá-la em qualquer lugar. Muitos pais ficam um pouco apreensivos quando dão banho aos seus bebes pela primeira vez e mesmo os pais experientes dizem que pode ser um pouco difícil segurar com firmeza um bebé que se contorce enquanto tentam lavá-lo, portanto utilizar uma banheira de bebé mais pequena ajuda-a ter mais confiança. Para os recém-nascidos uma bacia pode ser suficiente. Contudo, um bebe ultrapassa o tamanho da banheira de bebé por volta dos seis meses e a banheira pode ocupar um grande espaço de arrumo. Logo que o seu bebé se consiga sentar, por volta dos 4-6 meses, pode usar um assento de banheira na sua banheira grande ou divertir-se a tomar banho com ele desde que conserve a água tépida. Ler Mais...

Os golpes de calor

Os golpes de calor podem aparecer se houver uma exposição excessiva ao sol, de forma aguda, com desidratação e falência dos centros hipotalâmicos reguladores da temperatura. Os sinais incluem dores de cabeça violentas com dificuldade de visão e vómitos, sede intensa, fraqueza muscular, respiração ofegante, irritabilidade e temperatura superior a 40,5°C. Um golpe de calor exige tratamento médico - se, depois de um dia de soalheira, a criança começar a sentir esses sintomas, consultem imediatamente o médico. Deverá ser imediatamente despida, colocada à sombra, deitada com os pés elevados, eventualmente colocada numa banheira com água fria (não demasiadamente) e oferecidos líquidos, de preferência com iões (como as bebidas dos desportistas). Ler Mais...

A minha parteira diz que posso ter o meu bebé em casa, mas que tipo de alívio de dor poderei ter?

Há uma grande variedade de formas, principalmente naturais, de aliviar a dor que você pode usar na sua própria casa. Terapias alternativas, como aromaterapia, kits homeopáticos, reflexologia e acupunctura podem ser todos usados, desde que sejam dados por uma pessoa especialmente treinada. Muitas mulheres que fazem os partos em casa optam por água quente, ou na banheira ou numa piscina alugada, pois esta é uma forma eficaz de aliviar a dor. A parteira pode também providenciar gás e oxigénio e petidina como alternativas, se as formas naturais de aliviar a dor não funcionarem. Contudo, você pode achar que, só por ter o seu bebé em casa, terá menos necessidade de aliviar a dor. Isto porque os estudos sugerem que as mulheres que ficam em casa o máximo de tempo possível durante o trabalho de parto, ou todo o parto, têm uma experiência mais positiva, que inclui necessitarem de menos alívio de dor. Ao adotar uma posição correta, utilizando a massagem e técnicas de respiração e relaxamento, poderá descobrir que limita a quantidade de analgésicos médicos de que necessita. Ler Mais...

Afogamentos

Os afogamentos continuam a ser uma causa de morte muito importante, nas crianças deste grupo etário, acontecendo em banheiras, alguidares, poços, tanques e fossas, para além das piscinas, lagoas e praias de rio e mar, principalmente as não vigiadas. O afogamento é silencioso. A criança não esbraceja, não grita e afoga-se rapidamente no mais profundo dos anonimatos. A ideia que estas coisas acontecem quando a criança está sozinha é errada. Se muitos afogamentos se dão quando grupos de crianças descobrem uma vala, uma pedreira com água ou invadem uma piscina de uma casa cujos donos não estão, a maioria acontece com adultos à volta. Medidas de prevenção
  • nunca deixar uma criança sozinha ao pé de uma piscina, lago, rio, mar ou na banheira de casa;
  • usar sempre braçadeiras, nas piscinas e praia, e colete salva-vidas em barcos, e enchê-los apenas depois de colocados;
  • nunca usar boias e bonecos insufláveis como se fossem dispositivos seguros;
  • nunca estar dentro de água durante uma tempestade;
  • obrigar a obedecer às instruções dos pais e dos nadadores-salvadores;
  • nunca frequentar praias não vigiadas, com crianças;
  • não deixar nadar num rio; não confiar nas capacidades da criança, mesmo que nas aulas nade muito bem;
  • não permitir saltos para a água onde a profundidade é menor do que 4 metros;
  • ter um telefone para chamar o 112, se necessário;
  • ser rigoroso na proteção das piscinas;
  • desencorajar comportamentos como dar «amonas» ou empurrar.
Uma criança pode afogar-se em profundidades muito pequenas porque, até aos 2 anos, a cabeça, por ser proporcionalmente muito mais pesada do que o corpo, desequilibra-o, fazendo-o pender para a frente. Depois, quando a cara toca na água, não consegue voltar-se e os movimentos dos braços e pernas fazem-ma ainda descoordenar mais a respiração, começando a aspirar água e começando a entrar em falência respiratória e cardíaca, morrendo em poucos minutos. Ler Mais...

Posso dar água ao meu bebé para além do leite?

O leite de farmácia tem tendência a tirar menos a sede do que o leite materno pois a consistência da fórmula não varia, enquanto a consistência do leite materno varia sendo o leite do início mais aguado. Se o seu bebé alimentado a biberão parecer estar ainda com fome depois de uma mamada, poderá estar com sede e alguma água fervida arrefecida pode acalmá-lo. No tempo quente, pode precisar de beber água com regularidade. Ler Mais...

Um parto na água pode ajudar a aliviar a dor?

Está bem documentado que a água pode ajudar com as dores do trabalho de parto. O calor da água reduz os espasmos musculares e o agitar da água alivia a pressão na pélvis, o que por sua vez alivia a dor em geral. A água deverá ser mantida à temperatura do corpo e deverá cobrir a sua barriga para ser eficaz. Estudos têm demonstrado que isto pode reduzir a extensão do trabalho de parto e o risco de rasgar. Os bebés podem nascer completamente debaixo de água para que não tenham dificuldade em respirar até enfrentarem o ar frio. Alguns hospitais permitem utilizar gás e oxigénio numa piscina como alívio de dor adicional. Ler Mais...
Meu bebe aspirou agua da banheira | Para Pais.