Resultados para: "homem que cartando cama si formor pra dortor"

Você está a ver gravidez , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa homem que cartando cama si formor pra dortor. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Preciso de comprar já uma cama de grades ou posso começar com uma alcofa?

Ajuda pensar no espaço que tem e onde quer pôr o seu bebé a dormir. Uma alcofa tem a vantagem de ser pequena portanto o seu bebé sentir-se-á mais aconchegado e confortável do que numa cama de grades e também significa que o bebé pode dormir ao lado da sua cama. Alguns modelos vêm com um sistema de embalar, portanto você pode embalar o seu bebé enquanto estiver na cama. Uma desvantagem é que o seu bebé será grande para a alcofa passados poucos meses. Logo que o bebé se comece a sentar, há o perigo de cair da alcofa pois os lados são baixos. Haverá uma altura em que irá precisar de uma cama de grades. Embora de início o seu bebé pareça pequeno na cama de grades e possa parecer menos seguro, há muito espaço para crescer e poderá ficar na cama de grades durante peto menos dois anos (algumas camas de grades convertem-se em camas e duram ainda mais tempo). Algumas camas de grades têm bases ajustáveis à altura, tomando mais fácil para si colocar e retirar o seu bebé da cama. Irá precisar de um espaço maior para a cama de grades, o qual de preferência deverá ser no quarto do bebé. Ler Mais...

Berços e camas

Nas primeiras semanas o bebé deverá dormir num berço, dado que a cama é demasiado grande e pode provocar um sentimento de «perdido». Uma hipótese, para quem não tem berço, é colocar a alcofa do bebé dentro da cama. Um pequeno truque, para habituar o bebé à cama dele, é deitar umas gotas do perfume da mãe na cama do bebé, ou deixar uma peça de roupa da mãe. Quando o bebé cresce, ter um elemento de pertença e de orientação é importante. Uma fotografia dos pais colocada à altura do olhar do bebé ou pendurada na cama pode servir para acalmar um bebé que se sente angustiado e só. Muitos bebés acordam com frio. Não um frio intenso, mas o suficiente para se sentirem mal. Por isso é mais importante aquecer o bebé do que a cama. A partir dos 5 meses, mais coisa menos coisa, os bebé vira-se, dá voltas na cama, acorda com a cabeça para o lado dos pés e atira com os cobertores. É indispensável, no tempo mais frio, assegurar que o bebé está quente, independentemente dos cobertores e lençóis. Existem uns «macacões» que têm pés, tipo «fato de astronauta», e depois bastará colcoar uma mantinha para o bebé estar sempre quente e, porventura, acordar menos vezes. É natural um bebé, nas primeiras semanas, ter as mãos frias. Isso tem a ver com o mecanismo de auto-regulação da circulação sanguínea. Se quiser ter a certeza de que o seu filho está bem, passe a mão no pescoço - se estiver quentinho, está tudo bem! Ler Mais...

A minha companheira teve um aborto. Tenho-a apoiado mas também estou muito triste. O que devo fazer?

Lidar com um aborto é muito difícil tanto para a mulher como para o homem, mas muitas vezes é dada à mulher muita mais atenção e os sentimentos do homem são simplesmente ignorados. Contudo, é importante que não interiorize a sua perda e reconheça os seus sentimentos, que podem variar desde sentir-se assustado, desapontado e fora de controlo, a culpar-se por não ter apoiado o suficiente a sua companheira e à dor da perda da sua identidade como pai. Embora queira apoiar a sua companheira, também precisa de reconhecer a sua própria necessidade de ser consolado, pois enfrentar as suas emoções pode ajudá-lo a acertar a sua perda mais rapidamente. Uma boa rede de apoio é importante para ambos e pode ajudá-los a encontrar um bom ouvinte fora dos vossos relacionamentos. De início, pode achar mais fácil discutir os seus sentimentos com outro homem do que com a sua companheira. Também pode falar com o seu médico, parteira ou um especialista. Ler Mais...

O nosso bebé só acalma se estiver deitado no colo do meu companheiro ou ao meu. Nós permitimos isso porque queremos descansar. É errado?

Embora isso não seja errado - descansar é importante; há que considerar o aspeto da segurança. Partilhar a cama, ou mesmo dormir juntos no sofá, não é aconselhável a não ser que o adulto esteja acordado, por isso nunca adormeça com o seu bebé num sofá ou num maple. Se tiver preenchido as suas necessidades básicas e se ele não estiver doente, pode tentar outros métodos para acalmar o seu bebé, como colocá-lo num porta-bebés, sair com ele de carro ou na cadeirinha, ou cantando para ele. Quando ele estiver a dormir profundamente tente removê-lo para o seu local de dormir. O nosso pode bebé partilhar a nossa cama? Estou confusa sobre o que é aconselhado. Partilhar a cama enquanto se amamenta ou relaxar quando o adulto está acordado é agradável e também é benéfico para a amamentação. Contudo, há perigos em partilhar a cama se você adormecer, incluindo acidentes que envolvam risco de sufoco e quedas. A mensagem clara dos profissionais de saúde é que o lugar mais seguro para o seu bebé dormir, de noite e de dia, é num berço ou cama de grades num quarto consigo durante os primeiros seis meses de vida. A Foundation for the Study of Infant Deaths (FSID) sublinha os passos para reduzir o risco de morte súbita, os quais incluem não partilhar a cama com o seu bebé sob certas circunstâncias. Se quiser manter o seu bebé perto, há camas de grades que se unem ao lado da sua cama. Ler Mais...

«És “muita” bom…»

Se no ano passado uma criança de 3 anos conseguia tocar no botão do elevador do 3.° andar e este ano já consegue chegar ao botão do 4.°, os pais aplaudem-no, mas para a criança representa mais do que uma boa exibição: representa o «Eu já consigo!», e também «Se é assim, onde é que isto vai acabar? Será que um dia vou tocar no botão do infinito? Será que, em breve, serei igual ao Super-homem ou ao Homem-aranha?» Transportando este pensamento para outras situações, o receio que à partida a limitaria e faria retroceder, é vencido pela necessidade e gozo de enfrentar o desafio. Está lá escrito, nas entrelinhas e no ar, «Mostra que és capaz. Vamos lá ver se tu és capaz!» As vezes são os outros que estimulam e provocam: «És um mariquinhas se não saltares ou se não fizeres. Tens miúfa.» Mas mais do que os outros, é o próprio corpo que pede. E se passamos a vida a elogiá-los porque estão «muita bons», como é que lhes podemos dizer que, afinal, estão na mesma? Complicado. Não é? Ler Mais...

Dormir na cama dos pais

Dormir na cama dos pais - ponto de interrogação ou de exclamação? Mas para pediatras e psicólogos a resposta é cientificamente fácil, mesmo que a prática não «deslize sobre rodas». A criança precisa, desde que nasce, de aprender a gerir a sua autonomia. E na idade dos medos - cerca dos 2-3 anos -. essa aprendizagem é mais difícil A cama dos pais é o local mais seguro do mundo, mas é a solução mais fácil, não sendo a melhor, pois leva a que este aspecto do desenvolvimento permaneça num estado regressivo, tornando-se cada vez mais difícil a adaptação ao seu próprio espaço. Se o fenómeno «regressão- é dominante, também acresce outro significado de pretender dormir na cama dos progenitores: invadir o seu espaço íntimo e, assim, reforçar a sua omnipotência. A situação piora quando um dos pais está ausente (e ainda mais se a criança é do mesmo sexo que esse pai): o processo de substituição fica garantido e a criança sente-se ao nível do pai que não está, medindo depois forças quando estiver na presença dele - é, no fim de contas, o que acontece com muitos pais que se separam, sendo as crianças promovidas ao estatuto de iguais e confidentes (das mães, geralmente). Cada pessoa no seu espaço de dormir. Mais vale, se entenderem que é necessário para acalmar a angústia dos filhos, que os pais se levantem as vezes que for preciso e vão ao quarto deles. É tentador levá-lo para a cama dos pais, onde de facto adormece instantaneamente, mas é um erro pelo qual se vai pagar muito caro em termos de autonomia, equilíbrio da personalidade e relação pais-filhos. Ler Mais...
Homem que cartando cama si formor pra dortor | Para Pais.