Resultados para: "gravida tendo filho"

Você está a ver alimentação , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa gravida tendo filho. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Usar cinto ainda antes de nascer…

Ainda antes de nascer, o bebé já precisa de alguns cuidados quando viaja de automóvel. A grávida deve usar sempre o cinto de segurança, mesmo que por vezes não se sinta muito confortável, tendo o cuidado de não deixar que o cinto atravesse o abdómen para evitar lesões por compressão no feto, em caso de acidente. As duas faixas do cinto devem passar bem abaixo e bem acima da região uterina, respectivamente. A faixa superior passa sobre o ombro, no espaço intermamário e vai contornar o abdómen enquanto a inferior assenta sobre a raiz das coxas. Se for à frente, é aconselhável colocar o banco na posição mais recuada para que a distancia ao tablier seja a máxima possível. Ler Mais...

O meu namorado disse que era seguro, mas agora estou grávida – com quem posso falar?

Embora haja alturas durante o seu ciclo menstrual em que tenha menos hipóteses de conceber, é importante perceber que não há garantias e, se não está a planear uma gravidez, então é sempre acertado usar uma forma de contracepção. É assustador descobrir que está grávida sem esperar, mas confiar em alguém pode ajudar imenso. Primeiro, é importante ter a certeza de que realmente está grávida. Os testes de gravidez feitos em casa, comprados sem receita em qualquer farmácia ou supermercado, são muito seguros, ou pode obter um grátis num centro de saúde. Se estiver gravida, falar com uma amiga íntima um familiar em quem confie e que acredite que lhe darão apoio neste momento tão emocional, pode ser muito animador. Também pode talar com o seu médico de família ou, se não estiver inscrita em nenhum, há consultas onde pode talar com um profissional de saúde confidencialmente. Embora contar aos seus pais possa parecer uma decisão muito assustadora, pode vir a achar o apoio deles incalculável, e, sem dúvida, terá de falar com o seu namorado, que deverá, na realidade, ser também uma grande fonte de apoio. Ler Mais...

Julguei que estava na menopausa, mas estou grávida. O nosso filho mais novo tem 10 anos. Como nos vamos adaptar?

É um choque descobrir que está grávida quando se julgava que o tempo de engravidar já tinha terminado. Embora a fertilidade decline bastante rapidamente a partir dos 40 anos, uma gravidez é ainda possível e não é invulgar uma mulher nesta fase etária julgar que está na menopausa quando, de facto, está grávida, pois os sintomas de ambas são bastante similares. Os casais também se tornam mais relaxados na contracepção, pensando que uma gravidez é improvável. Portanto, uma gravidez tardia não é invulgar. A gravidez afecta não só você e o seu companheiro, mas toda a família; irá levar algum tempo para que todos vocês se adaptem à notícia e durante essa altura podem sentir diversas emoções. O mais importante é manter o diálogo, para que qualquer preocupação possa ser ultrapassada em vez de ficar por resolver. Envolva toda a família nos seus planos de gravidez para reduzir ciúmes e fazer com que todos se sintam envolvidos e necessários. Também é importante dar tempo aos seus filhos para se adaptarem às notícias. Algumas crianças ficam encantadas com uma nova gravidez, enquanto outras ficam embaraçadas e podem precisar de tempo para se habituarem. Também o seu companheiro pode experimentar uma mistura de emoções, passando da excitação de voltar a ser pai ao choque e descrença e talvez até desilusão. Anime-se, esses sentimentos serão temporários e, sem dúvida que, com o decorrer do tempo, e com a adaptação da sua família, irá sentir-se mais apoiada. Com certeza que está consciente de que existem alguns riscos adicionais associados à sua gravidez, tais como um aumento de risco da Síndroma de Down. Ao planear os seus cuidados, a sua parteira ou médico terão em conta a sua idade e explicar-lhe-ão os testes apropriados e os cuidados disponíveis. Ler Mais...

Marquei férias para esquiar antes de saber que estou grávida. Devo cancelar?

Esquiar realmente não é recomendado durante a gravidez, em particular se esquiar a descer uma serra (mas se estiver habituada a este desporto, um esquiar moderado através do campo não tem problema). Isto é devido ao alto risco de uma queda e subsequente trauma para o seu abdómen e para o bebé. O mesmo risco está associado à patinagem no gelo. Durante o primeiro trimestre de gravidez, os órgãos vitais do bebé estão a desenvolver-se e assim é importante que o processo não seja interrompido por nenhum trauma para o abdómen, tal como uma queda. No segundo e terceiro trimestres, o seu bebé está a crescer e o seu útero subiu, já não tendo a protecção da pélvis, por isso um trauma abdominal poderia ter efeitos sérios no bebé e na placenta, também na gravidez avançada, cair sobre o abdómen pode causar trabalho de parto pré-termo ou o descolamento da placenta da parede do útero, o que seria uma emergência a exigir o parto imediato do bebé. Ler Mais...

Aleitação

A trabalhadora lactante tem direito a ser dispensada em cada dia de trabalho por 2 períodos distintos de duração máxima de 1 h cada, durante o tempo que durar a amamentação. Para beneficiar desta dispensa deverá comunicar por escrito à entidade patronal com antecedência de 10 dias. Após o 1° ano de vida do filho terá de apresentar atestado médico em como se encontra ainda a amamentar. No caso de aleitação a biberão, a mãe ou o pai, ou ambos por decisão conjunta, têm o direito â dispensa até o filho fazer 1 ano. No caso de gémeos estas dispensas são acrescidas de mais 30 minutos por cada gémeo além do primeiro. Ler Mais...

Cortar o cabelo

Algumas crianças ficam quase histéricas quando têm de cortar o cabelo. É como outras, com o chuveiro. Enquanto certas crianças adoram e portam-se maravilhosamente. Até determinada altura, se houver alguém em casa ou na família que tenha jeito para cortar o cabelo ao gosto dos pais, poderá fazê-lo mas tendo cuidado com os gestos e, principalmente, tendo muita paciência. Reparem: se dizemos às crianças, vezes sem conta, que as tesouras são objetos que podem fazer «dói-dói» e se as retirarmos do alcance delas (pelo menos até aos 3 anos), a ideia que vão ter junto a cabeça-uma área que não dominam e que não vêm-, um desses instrumentos pode ser complicado. Junto das orelhas é preciso muito cuidado, porque qualquer gesto inofensivo, até o de a criança virar a cabeça porque alguém chegou e a chamou, pode magoá-la seriamente. Cortar a franja é um quebra-cabeças, porque é difícil, pelo menos em casa, manter a criança sossegada um minuto, e ou colocam uma tigela e corta, «à Santo Antoninho», ou a franja ficará torta. Podem colar com adesivo, para depois poderem acertar o corte. Ler Mais...
Gravida tendo filho | Para Pais.