Resultados para: "gestante pode passar gek"

Você está a ver alimentação , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa gestante pode passar gek. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Conselho sobre cinto de segurança

Coloquem bem o cinto de segurança, apertando-o de modo a ficar um espaço de apenas uma mão travessa entre a criança e o cinto. Nunca deixem o cinto passar por baixo do ombro ou, peio contrário, pelo pescoço. Às vezes as crianças tendem a passar o braço por cima do cinto, transformando este apoio de 3 pontos num de 2. É errado. Da mesma forma, se o cinto não passar pela caixa torácica, pode estrangular a criança, em caso de travagem ou colisão. Ler Mais...

Como poderei saber as diferenças entre as contrações reais e as de Braxton Hicks?

As contrações do trabalho de parto têm várias características específicas. São muito regulares e com o passar do tempo aumentam em regularidade e duração e também são dolorosas. Muitas começam como dores menstruais ou dor nas costas que também aumentam de intensidade com o passar do tempo. A outra diferença, de que você pode ou não ter consciência, é que o colo do útero dilata em resposta às verdadeiras contrações de trabalho de parto, mas não com as contrações de Braxton Hicks. Uma coisa que pode indicar que isso está a acontecer é a saída do rolhão mucoso. Ler Mais...

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...

Não tenho tido problemas, mas não quero passar pelo parto. Posso optar por uma cesariana?

Se não houver causas médicas para uma cesariana e isso for simplesmente devido ao seu medo das dores do trabalho de parto, então optar por uma cesariana é uma opção drástica. Uma cesariana é uma cirurgia abdominal e, embora por vezes seja preferível, não é um método favorável por várias razões, como o risco de problemas pós-operatórios resultantes da cirurgia, um maior risco de problemas secundários de fertilidade, ou de o segundo bebé ter de nascer por cesariana, e um risco aumentado de depressão pós-parto. Seria melhor falar com a sua parteira sobre as opções disponíveis para aliviar a dor e assegurar-se de que terá a que mais lhe convier. Ter consigo durante o trabalho de parto alguém que conheça e em quem confie pode reduzir imenso a sua ansiedade. Se, mesmo assim, sentir que não consegue passar pelo trabalho de parto, pode ter de falar com o seu obstetra pois a decisão final deverá ser dele. Ler Mais...

Dilatação

Nas fases iniciais do trabalho de parto, o colo do útero começa a amaciar, e depois começa a dilatar para que o bebé possa passar através dele e sair pela vagina. A cabeça do bebé não pode passar pelo colo do útero até ele estar completamente dilatado. O tempo que isso demora varia: algumas mulheres já têm alguns centímetros de dilatação no início do trabalho de parto, enquanto outras levam várias horas a atingir essa fase. 2 CM de dilatação: Na primeira fase, o colo do útero começa a amaciar e a abrir gradualmente. 6 CM DE DILATAÇÃO: O colo do útero está a cerca de metade da dilatação e agora as contrações são mais fortes. 10 CM DE DILATAÇÃO: O colo do útero alargou o suficiente para o útero poder empurrar o bebé para fora. Ler Mais...

Estamos encantados e queremos passar todos os minutos com o nosso bebé. Todos se sentem assim?

A paternidade deve ser uma experiência idílica, mas poderá não ser se as realidades do stress físico e emocional começarem a impor-se. Contudo, muitos novos pais experimentam uma sensação de euforia, que pode ser breve ou durar uns tempos. Todos nós temos reações únicas ao tornarmo-nos pais e expectativas da infância, família e amigos influenciam isso assim como a sua experiência de gravidez. Para as famílias que não se sentem tão otimistas, há formas de valorizar a experiência da paternidade, como massajar o seu bebé, caminhar em família e passar tempo juntos. Infelizmente para si, a necessidade de voltar a um padrão de vida de antes do bebé irá provavelmente surgir, devido à necessidade de um de vocês ou os dois terem de voltar a trabalhar. Tente introduzir um horário de família nas vossas vidas para que possa continuar a deliciar-se com o seu bebé. Ler Mais...
Gestante pode passar gek | Para Pais.