Resultados para: "gestante com feridas na cabeca"

Você está a ver alimentação , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa gestante com feridas na cabeca. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Pele

O que é a crosta láctea? Muitos bebés, especialmente no primeiro ano de vida, têm na cabeça umas crostas amareladas, que às vezes preocupam os pais, especialmente pelo seu aspecto mais ou menos repelente. Trata-se da crosta láctea, uma situação em que se forma uma espécie de escamas que custam a sair com os produtos de limpeza tradicional. Não se sabe ao certo porque ó que isso acontece mas pensa-se estar relacionado com as gorduras do leite, seja ele materno ou um dos seus substitutos. Existem produtos próprios que, aplicados duas vezes ao dia, durante três a quatro dias, resolvem a situação. O óleo de amêndoas doces, usado geralmente pelos pais, não é muito eficaz. Por outro lado, não convém forçar a extracção das crostas porque pode provocar pequenas feridas na cabeça. Se o vosso bebé tiver crosta láctea, informem-se junto do médico assistente. Há algumas pomadas «mal-cheirosas» (à base de enxofre) que são muito eficientes, mas já existem outras, no mercado, que evitam esse cheirinho a diabo que, frequentemente, afasta os pais de um tratamento prolongado. Ao fim de três ou quatro dias de tratamento a crosta láctea passa, embora possa voltar de quando em quando. Geralmente, por volta dos 8, 9 meses, desaparece. Ler Mais...

Desde que estou grávida tenho dores de cabeça terríveis. O trabalho no computador pode ser a causa?

As dores de cabeça e enxaquecas são comuns na gravidez, provavelmente devido à alteração de hormonas. Também é normal ter dores de cabeça fortes devido à utilização prolongada do computador. Isso pode dever-se à tensão ocular e ao facto de estar imóvel, o que pode causar tensão. Diminuir o uso do computador e fazer intervalos pode reduzir o risco de dores de cabeça. Se isso não ajudar, fale com o seu chefe para a transferir para uma diferente área de trabalho, pelo menos até a gravidez estar mais adiantada (em geral as dores de cabeça são piores durante o primeiro trimestre). Este é um direito seu, como grávida. Ler Mais...

Limpar os ouvidos

A cera que o canal auditivo externo produz é um excelente mecanismo de defesa, para que com eia saiam as substâncias indesejáveis, designadamente os micróbios, a poluição, etc. Ter cera não ó sinónimo de falta de higiene. Assim, não se devem limpar os ouvidos com cotonetes ou similares, porque só servira para empurrar as secreções para locais mais tundos do canal auditivo, fazendo com que ela fique uma argamassa mais dura, um autentico rolhão que pode prejudicar a audição. E, também, para fazer pequenas feridas que podem causar comichão e o bebé coçar, aumentando a tenda, e abrindo portas à invasão das bactérias. Existem agora cotonetes com uma proteção mais redonda, e a utilizar algum cotonete deverá ser deste tipo. A água que possa ter entrado durante o banho também sairá. Quanto muito, poder-se-á limpar a parte de fora do ouvido (a orelha, ou pavilhão auditivo), mas nada mais. E com muito cuidado, para que não se façam abrasões ou feridas. E não se incomodem se o vosso bebé deitar cheiro das orelhas cheiro a cera como referi, não é sinal de «porcaria». Claro está que se o bebé deitar um líquido viscoso, tipo «cola de contacto», com cheiro fétido, poderá estar com uma otite que rompeu e com a respetiva saída de pus - nesse caso deverão contactar o médico assistente. Ler Mais...

Os ouvidos

Quando se fala de ouvidos, falamos da orelha e canal auditivo externo. Os ouvidos têm sistemas de limpeza e os pequenos pelos que agarram os elementos indesejáveis que entram com o ar, e a cera que não é sinal de sujidade, mas de que o canal auditivo externo está a funcionar, para que com ela saiam as substâncias indesejáveis, como os micróbios e a poluição. Por esta razão, não se deve limpar os ouvidos com cotonetes ou similares, porque só servirá para empurrar as secreções para locais mais fundos do canal auditivo, fazendo com que fiquem uma argamassa mais dura, um autêntico rolhão que pode prejudicar a audição. E, também, para fazer pequenas feridas que podem causar comichão e a criança coçar, aumentando a ferida, e abrindo portas à invasão das bactérias. A água que possa ter entrado durante o banho também sairá. Quanto muito, poder-se-á limpar a parte de fora do ouvido com muito cuidado, para que não se façam abrasões ou feridas. Os cotonetes com proteção redonda maior devem ser as preferidas para limpar a orelha. E não se incomodem se o vosso filho deitar cheiro das orelhas - cheiro a cera - não é sinal de «porcaria», embora não seja um cheiro agradável. Se sair um líquido viscoso, tipo «cola de contacto», com cheiro fétido, poderá estar com uma otite que rompeu e com a respetiva saída de pus - nesse caso deverão contactar o médico-assistente. Ler Mais...

Tenho dores de cabeça desde o parto. Será devido à epidural?

As dores de cabeça depois do parto são comuns e as causas podem ser cansaço, desidratação, stress e falta de ar fresco e exercício, assim como o aumento das hormonas depois do parto. Depois de uma epidural, tem algumas probabilidades de ter uma dor de cabeça "pós-epidural”. Isso ocorre entre um dia e uma semana depois da epidural, é pior quando está sentada ou de pé e alivia quando se deita ou toma alguma coisa para aliviar a dor, como paracetamol. Beber líquidos e evitar pegar em pesos também pode ajudar. Se julgar que essa é a causa, a parteira ou o médico podem enviá-la à equipa de anestesia para tratamento. Contudo, é muito provável que a sua dor de cabeça não esteja relacionada com a epidural. Ler Mais...
Gestante com feridas na cabeca | Para Pais.