Resultados para: "gestacao dores nas partes intimas"

Você está a ver grávida , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa gestacao dores nas partes intimas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Ato prévio – a comunicação invisível pré-natal

Antes mesmo de o bebé nascer, o irmão comunicará com ele, da forma «invisível» como as pessoas íntimas comunicam, designadamente o feto com o pai. Sobretudo a partir das 34 semanas, mais coisa menos coisa é normal a criança começar a revelar instabilidade, excitação, tentativas de regressão (ocupação do espaço anterior, para que o bebé novo «bata como nariz na porta», manifestada por voltar a querer chupetas ou biberão, dormir na cama dos pais, acordar mais vezes, ter períodos de choro) e humor variável. Algumas vezes chega mesmo a ter sintomas de doença, como dores de cabeça, de barriga ou qualquer outro, não patenteado geralmente em sinais, mas que chamam a atenção dos pais e provocam uma regressão. Em alguns casos aparece mesmo febre. Ler Mais...

Tenho tido dores no fundo das costas – pode ser devido a uma má postura? Estou com oito meses de gravidez

Numa recente revisão de dados, mais de dois terços das mulheres grávidas queixavam-se de dores nas costas. Essas dores aumentam com o avançar da gravidez, interferindo no trabalho, nas actividades diárias e no sono. As dores no fundo das costas são causadas pelo puxar para a frente do abdómen em crescimento. Assim, conforme o seu bebé vai crescendo em tamanho e gestação, maior é o esforço das suas costas. Portanto, embora a má postura não seja a única causa, adoptar uma boa postura é importante para reduzir o esforço. Exercícios suaves também ajudam a reduzir a dor e a aeróbica aquática é particularmente benéfica. Algumas mulheres usam uma máquina de Neuroestimulação Eléctrica Transcutânea (TENS) no fim da gravidez que ajuda a bloquear os impulsos do nervo dorido para o cérebro e estimula a libertação de analgésicos naturais chamados endorfinas. Outras dicas para aliviar a dor no fundo das costas incluem um banho quente de imersão e o uso de almofadas de apoio na cama. Ler Mais...

Dores no joelho

O joelho é considerado uma das articulações mais «fisiológicas», porque necessitado funcionamento normal e integrado de todas as suas partes - ossos, ligamentos, meniscos e músculos - de modo a garantir a mobilidade, estabilidade e proteção contra a deterioração. Não é por acaso que a articulação do joelho é uma das mais antigas na evolução dos animais, datando de há 320 milhões de anos. Aliás, basta pensar como usamos diariamente os nossos joelhos, para vermos bem o esforço a que os submetemos. Nas crianças desta idade, observa-se muitas vezes uma certa desadequação entre o esforço submetido à articulação do joelho e a maturidade das estruturas que a constituem. O resultado é um traumatismo (que não necessita de ser uma pancada, queda ou outro acidente desse tipo, mas apenas uma lesão por sobrecarga) e o aparecimento de dor. A dor significativa, persistente, mantida no joelho não é uma situação muito comum. Mais frequentemente, o que aparece, pelo menos como primeiro sintoma, é a incapacidade de andar ou dificuldade a andar (a criança coxeia). A dor no joelho pode dever-se a muitas causas: traumatismo ou esforço excessivo, inflamação, infeção, etc., quer a nível ósseo, quer dos músculos ou das chamadas «partes moles». Outro aspeto importante é que algumas dores a nível do joelho têm origem na anca do mesmo lado ou do lado oposto, ou em lesões do outro membro que obrigam a reajustamentos da postura e esforços pouco controlados das diversas articulações. Se o vosso filho se queixar de dor na perna ou se repararem que coxeia ou tem dificuldade na marcha, e se essas queixas se mantiverem mais do que um ou dois dias e não melhorarem com os analgésicos habituais, é conveniente levá-lo ao médico para observação e eventuais exames complementares. Entretanto, é recomendável «poupar» a articulação, fazendo repouso e evitando o seu uso, o que às vezes é difícil porque sabemos como as crianças são: ainda agora se estavam a queixar de dores e a querer colo e logo que a dor abranda ou lhes «pula o pé para a dança», voltam a saltar e a correr como se nada fosse… Ler Mais...

Ouvi falar de “dores pós-parto”, mas o que são exatamente?

O termo "dores pós-parto" refere-se ao desconforto que se sente depois do parto quando o útero começa a contrair-se para voltar ao normal, ao tamanho anterior à gravidez. Essas dores são por vezes descritas como semelhantes a dores de período. Por vezes, as mulheres que têm o primeiro bebé podem não sentir dores pós-parto, ou estas podem ser muito leves; são sentidas com mais frequência por mulheres que têm o segundo ou subsequente bebé, devido ao facto de o útero ter de se esforçar mais para recuperar o seu tamanho normal depois de ter sido esticado em mais de uma ocasião. As dores pós-parto também têm tendência a ser mais sentidas pelas mulheres que amamentam os bebés, pois a amamentação estimula a libertação da hormona oxitocina, o que por sua vez estimula as contrações uterinas que são sentidas como dores pós-parto. Se tiver dores pós-parto muito desconfortáveis, é perfeitamente seguro tomar um analgésico leve como paracetamol. Verá que o desconforto desaparece passados alguns dias. Também pode acalmar tomando banhos quentes. Ler Mais...

Desde que estou grávida tenho dores de cabeça terríveis. O trabalho no computador pode ser a causa?

As dores de cabeça e enxaquecas são comuns na gravidez, provavelmente devido à alteração de hormonas. Também é normal ter dores de cabeça fortes devido à utilização prolongada do computador. Isso pode dever-se à tensão ocular e ao facto de estar imóvel, o que pode causar tensão. Diminuir o uso do computador e fazer intervalos pode reduzir o risco de dores de cabeça. Se isso não ajudar, fale com o seu chefe para a transferir para uma diferente área de trabalho, pelo menos até a gravidez estar mais adiantada (em geral as dores de cabeça são piores durante o primeiro trimestre). Este é um direito seu, como grávida. Ler Mais...

Gripe

A gripe é uma doença viral, causada por um agente específico - o vírus da gripe, de que existem algumas variedades (designadas por estirpes) - e causa uma doença típica: febre, dores musculares, mal-estar, quebra do estado geral, tosse seca, irritativa e dores de garganta, dores de cabeça, e perda de apetite, dores abdominais e vómitos, entre outros sintomas. Aparece sobretudo nos meses de Inverno e propaga-se de pessoa para pessoa, principalmente através da tosse e dos espirros. A gripe, enquanto tal, não é a mesma doença que as constipações banais, também causadas por vírus, e que «atacam» as crianças também nos meses de Inverno. Estas são situações muito mais «breves e leves», passando em dois ou três dias. Ler Mais...
Gestacao dores nas partes intimas | Para Pais.