Resultados para: "fotos de xixi de bebe"

Você está a ver alimentação , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa fotos de xixi de bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Xixi

Deixem as vossas crianças fazer xixi pela praia fora... se não tiverem uma infecção urinária, o xixi dos meninos é quase «água benta». E se ainda usarem fraldas será uma boa altura para aprenderem a dominar-se - o sentir escorrer pelas pernas fá-las estarem mais alerta, ao contrário do andar com fralda, que absorve tudo e não os belisca. Deixem-nos pois à vontade. Ler Mais...

Balanite

Chama-se balanite à inflamação ou infeção da glande, que é a zona que está debaixo do prepúcio (pele da pilinha). Pode ocorrer em qualquer idade. O aspeto é de uma pilinha com a ponta inchada, vermelha, com corrimento que pode ter várias cores: branco, amarelado ou esverdeado, mas que é geralmente espesso. Por vezes há queixa de dor ao fazer xixi. A balanite é muito comum - na idade das fraldas, há fatores que podem aumentar a frequência da infeção, como o ambiente quente, húmido e escuro da região genital, com a proximidade das fezes. A fimose (aperto da pilinha) é outro fator que ajuda. O tratamento da balanite assenta na aplicação de uma pomada com antibiótico durante 4 ou 5 dias, e limpeza (depois de passar a fase de maior inchaço). Em casos de repetição, ou naqueles em que a criança fica com dificuldade a fazer xixi, poderá ser necessária a circuncisão. Ler Mais...

A Fimose Fisiológica

A pilinha, na maioria dos recém-nascidos está apertada (chamada «fimose fisiológica»). Apenas em 4% dos recém-nascidos se consegue puxar totalmente a pele para trás, número esse que sobe para 25% aos 6 meses e 50% ao ano. As vezes a abertura é tão apertada que até custa pensar como é que conseguem fazer xixi. Mas conseguem, em jato, e atingem toda a gente em redor, com essas «armas biológicas de longo alcance». Com o decorrer dos meses a fimose começa a desaparecer, e na maioria dos casos, com alguma ajuda por parte dos pais, a pilinha abre-se e «tudo fica como deve ser». De qualquer forma, por indicações médicas (salvo raras exceções, que são as crianças que fazem muitas infeções urinárias ou que não conseguem fazer adequadamente xixi), a intervenção cirúrgica só está indicada após os três anos de idade, depois de o bebé deixar totalmente de usar fraldas. O que se aconselha, na maioria dos casos, é não fazer nada até cerca dos 8-9 meses, e aí, devagarinho, começar a puxar, mas sempre até ao limite. Ler Mais...

As casas de banho

Há crianças a quem as casas de banho do jardim-de-infância ou públicas metem nojo. Há crianças e há adultos, porque algumas são uma pocilga, para não utilizar outro termo ainda mais forte, e são autênticos casos de polícia e de saúde pública. O cheiro e a falta de privacidade - as portas têm de estar abertas para controlo por parte das educadoras, mas inibem algumas crianças num momento eminentemente íntimos fazem com que muitas crianças retenham a urina ou as fezes, causando problemas de enurese e encoprose, pequenos descuidos e uma deficiente programação e controlo dos esfíncteres. Há que dar muita atenção a este aspeto. Quando se sai com uma criança que já não usa fraldas, é sempre bom ela fazer xixi, mesmo que diga que «não lhe apetece». Por outro lado, se de repente tiver vontade, não devemos ralhar e dizer «Lá estás tu, sempre a pedi xixi na hora errada.» Se por um lado queremos que peça e controle, para depois a censurar- mos por isso, algo está um pouco transviado nas nossas cabeças - e não é culpa das crianças que os adultos façam de algumas casas de banho umas esterqueiras. Em casa as coisas são mais fáceis. E na escola e lugares públicos deve-se tentar manter a privacidade. Finalmente, nas casas de banho públicas, explicar que o urinol não é um local muito limpo, porque as pessoas fazem xixi para ali. Os miúdos têm tendência para se agarrar às paredes, mexer onde não devem, e nunca se deverá sair de uma casa de banho sem lavar muito bem as mãos-pais e filhos! Ler Mais...

Algumas questões práticas

- Não é preciso colocar sempre creme quando muda a fralda. Tal como foi referido, só é necessário se o bebé estiver assado, se for uma das alturas do dia em que o faz ou se tiver feito cocó. O pó de talco, tão utilizado antigamente, não é conveniente. O pó, com o xixi e a ação da fralda, pode fazer uma mistura que assa a pele do bebé. - Um bebé saudável faz o xixi que deve, mas deverá desconfiar se passarem mais de 3 mudas de fraldas (3 refeições) e não tiver molhado nenhuma. - Quando detetar manchas avermelhadas na fralda do bebé, deve ter antes de mais, calma. Na larga maioria dos casos trata-se de uma de duas coisas: uns cristais de urato que existem na urina do bebé e que dão um tom avermelhado, ou uma reação de certas polpas de fraldas com algumas urinas. Fica uma mancha vermelha-alaranjada na fralda, diferente do vermelho-vivo do sangue. No entanto, se desconfiar que algo está mal, contacte o médico assistente. - Se passar muito tempo entre duas mudas, ou se estiver calor, forma-se mais amoníaco e o cheiro das fraldes de xixi do bebé pode ser mesmo mau... Como sempre, veja se o bebé tem algum sintoma, ou se é apenas essa a questão. - O ambiente dentro da fralda - quente, escuro e húmido - ó muito propício ao desenvolvimento de fungos e de outros microrganismos, tanto mais se o bebé tiver feito coco. Se deixar muito tempo a fralda por mudar, o mais provável é que o bebé venha a desenvolver uma assadura. DSC_0154 - Não há grandes diferenças entre as fraldas para rapaz e para menina. As «fraldas para rapariga» têm mais polpa absorvente entre as pernas, enquanto «para rapazes» têm mais à frente, pensando no local onde o jato urinário se dirige. Mas na prática, a polpa é tão absorvente que apanha todo o xixi. - Acontece frequentemente nas primeiras semanas de vida, as fezes terem diferentes cores e texturas. Depois do mecónio, que é espesso e negro, o que é normal é tornarem-se mais amarelas e, quando um bebé é amamentado, por exemplo, as fezes -molham- a fralda e deixam no meio umas tampas ou grânulos amarelados; a cor amarela ou verde tem a ver corri o tempo de permanência das fezes dentro do intestino e na transformação de um produto, que ô a bilirrubina (amarelo, que dá a cor à icterícia) noutro pro duto chamado biliverdina (que evidentemente, é de cor verde); os bebés que fazem muitas vezes ao dia têm as fezes mais amareladas, os que fazem uma vez têm geralmente as fezes esverdeadas; passado algum tempo, sobre tudo quando o bebé começa a comer legumes e frutos, as fezes ficam mais acastanhadas; por vezes pode haver muco ou bolhas nas fezes, sem que isso signifique algo de especial; as fezes dos bebés amamentados são tendencialmente mais líquidas do que as dos bebés alimentados a biberão, mas cada caso é um caso. Ler Mais...

Enurese noturna

É desagradável...muito desagradável, mesmo. Quando chega o Inverno ainda é pior. Os lençóis não secam...o colchão demora vários dias a enxugar. Por outro lado, eles acordam ensopados, gelados, tristes - eles são esses mesmos, os meninos que fazem xixi na cama ou, como se diz em termos médicos, as crianças com enurese noturna. Ler Mais...
Fotos de xixi de bebe | Para Pais.