Resultados para: "fotos de mulres tendo filhos"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa fotos de mulres tendo filhos. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, ver parto normal ver tudo, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada.

Irmãos

Os pais é que decidem se desejam, querem e podem ter filhos. Os outros filhos não devem ter qualquer palavra sobre o assunto. Não se «têm irmãos», têm-se filhos. E se ocorre nascer um irmão, é um acontecimento bom, mesmo que pareça que não. É a vida... Quando nasce um irmão é sempre um momento muito especial, quer para os pais, quer para os filhos que já existem. Ter um irmão é talvez dos acontecimentos maiores da vida de uma criança, mas, por isso mesmo, ela não fica indiferente e o mais provável é experimentar toda a paleta de sentimentos, muitas vezes em simultâneo, com toda a perplexidade e a ambivalência que isso traduz e que implica, em termos de comportamentos. Ler Mais...

Algo sobre o processo, para ensinar ás crianças

Os nossos filhos são extremamente curiosos e gostam de saber, numa demonstração de inteligência, o que fazem e porque o fazem. E adoram ouvir uma história com princípio, meio e fim. Depois de os ensinarmos a separar os diversos materiais, fazendo concursos e mostrando que porventura, nós também nos enganamos, expliquemos o que vai acontecer: • uma vez separado o lixo, em casa, e depositados os vários produtos nos locais corretos o processo de reciclagem vai ainda no princípio. Mas nós e os nossos filhosdemos um passo extremamente importante; • a recolha dos ecopontos é efectuada pelas autarquias, com camiões especiais - por isso, mesmo quando parece que vai tudo afinal ser misturado no mesmo camião (como nos do lixo normais) tal não acontece porque estes camiões têm dentro deles ambientes separados; • o lixo é então levado para centros de triagem onde se procede a uma selecção mais criteriosa das embalagens, até porque é natural que possa haver erros na colocação; • há um passo muito importante que passa pela lavagem e limpeza, por exemplo para retirar o rótulo (papel) de uma garrafa de vidro; • uma vez esta triagem feita, cada material será encaminhado para as fábricas que, depois, o utilizará na produção de novos produtos, tendo aproveitado os antigos - seja uma garrafa, papel para a impressora ou uma lata de sardinhas. Pode-se dizer que, em termos de regra, tudo pode ser reciclado... e o que não pode é que constitui a excepção.   Ler Mais...

Como poderão os pais entender as amizades dos seus filhos, para intervir bem?

Os pais não devem criticar os amigos nem os grupos de pertença, embora possam analisar com os filhos algumas atitudes de algumas pessoas, e as dos filhos com essas pessoas. A amizade tem de ser compreendida no seu contexto, e é um misto de lucidez e de emoção. Não podemos deixar que a lucidez nos dê demasiada racionalidade e intolerância, mas também há que sermos objectivos, até para ajudar os amigos quando temos de os criticar ou admoestar. Ler Mais...

Cortar o cabelo

Algumas crianças ficam quase histéricas quando têm de cortar o cabelo. É como outras, com o chuveiro. Enquanto certas crianças adoram e portam-se maravilhosamente. Até determinada altura, se houver alguém em casa ou na família que tenha jeito para cortar o cabelo ao gosto dos pais, poderá fazê-lo mas tendo cuidado com os gestos e, principalmente, tendo muita paciência. Reparem: se dizemos às crianças, vezes sem conta, que as tesouras são objetos que podem fazer «dói-dói» e se as retirarmos do alcance delas (pelo menos até aos 3 anos), a ideia que vão ter junto a cabeça-uma área que não dominam e que não vêm-, um desses instrumentos pode ser complicado. Junto das orelhas é preciso muito cuidado, porque qualquer gesto inofensivo, até o de a criança virar a cabeça porque alguém chegou e a chamou, pode magoá-la seriamente. Cortar a franja é um quebra-cabeças, porque é difícil, pelo menos em casa, manter a criança sossegada um minuto, e ou colocam uma tigela e corta, «à Santo Antoninho», ou a franja ficará torta. Podem colar com adesivo, para depois poderem acertar o corte. Ler Mais...

Famílias monoparentais

Existem em frequência crescente. Seja resultante de opções individuais mulheres que decidem ter filhos não tendo qualquer relacionamento estável com o pai da criança, ou mulheres (mais raramente homens) que ficaram com a guarda dos filhos e que viram desaparecer das suas vidas os companheiros. Ou então, por viuvez, na sequência de acidentes ou de doenças. Viver sem a mãe ou sem o pai não é fácil, até porque nem a mãe pode fazer inteiramente de pai, nem o pai pode fazer inteiramente de mãe. O que acontece é o progenitor ter que desempenhar o seu papel e alargá-lo um pouco ao papel que o outro representaria (e a maior parte das pessoas têm recursos internos para isso), ou a criança procurar um elemento de referencia do sexo do pai ausente (um avô ou avó, tio ou tia), no qual projetará expectativas e do qual seguirá modelos. As mães, porque são geralmente elas que constituem a família monoparental, tem frequentemente surtos de culpabilização por não terem «agarrado» suficientemente o pai da criança, porque porventura foram demasiado inflexíveis, porque foi a separação ou as suas escolhas que levaram à situação. Não se deve ir por aí. As opções que as pessoas fazem, fazem-nas segundo os critérios da altura, com as limitações dos contextos e das circunstâncias. Uma coisa parece-me clara: os pais ausentes devem claramente decidir se querem ou não continuar a desempenhar o papel de pais. No ponto de vista do melhor interesse da criança, não são admissíveis pais que aparecem quando menos se espera, depois desaparecem durante semanas ou meses, falham os momentos principais da vida da criança, depois aterram mais uns dias. Isto destabiliza totalmente a criança, impedindo-a de centrar os seus afectos noutra pessoa, e submetendo-a constantemente a «duches» de decepção e de esperança. Para além disso, os pais nunca se podem esquecer que estão a talhar um modelo de parentalidade. Se os filhos se habituam a que -isso é que é um pai», então tenderão, com maior probabilidade, a repetir esse modelo, que é, nunca é demais repetir, francamente lesivo para um bom desenvolvimento da criança. Ler Mais...

Preparar os filhos mais velhos

Se engravidar quando os outros filhos já são crescidos, pode precisar de algum tempo para os preparar para a chegada do bebé. * Não se zangue nem se impaciente se eles não parecerem entusiasmados com o bebé; podem estar preocupados com o impacto que um bebé pode ter na vida da família. * Garanta aos adolescentes que irá continuar a ter tempo para eles e que não espera que eles venham a ser uma babysitter grátis. * Deixe os seus filhos mais velhos expressar as suas preocupações e arranje tempo para os ouvir. Ler Mais...
Fotos de mulres tendo filhos | Para Pais.