Resultados para: "fotos de corte com sangue"

Você está a ver bebé , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa fotos de corte com sangue. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Que fazer em caso de corte

A maioria dos cortes podem ser tratados em casa. Se os cortes são mais profundos ou nos casos em que não se consegue estancar a hemorragia, é necessário tratamento médico de emergência.
  • limpe a ferida e pressione o corte, com gaze estéril ou uma toalha limpa;
  • se ainda aparecer sangue, coloque outra gaze e pressione;
  • depois, já na fase de cicatrização, deve aplicar-se um creme hidratante, ou vaselina, para evitar que fique uma cicatriz definitiva.
Contacte o médico se:
  • a ferida for profunda ou os bordos estiverem muito separados;
  • for no lábio e apanhar a transição para a pele;
  • continuar a sangrar mesmo sob pressão (deverá estancar depois de 5 minutos);
  • for devida a mordedura (de animal ou humana).
O corte requer um tratamento de emergência se:
  • houver uma parte que foi amputada, parcial ou totalmente (dedo, por exemplo);
  • o sangue sai, vermelho vivo, e em golfadas (significa que vem de uma artéria, que tem muito mais pressão);
  • não se consegue controlar (por exemplo, as toalhas ficam repletas de sangue);
  • a criança sente-se muito mal e o estado geral está a deteriorar-se.
Ler Mais...

Como será cortado o cordão umbilical?

Logo que o seu bebé nasce, a prática comum é colocar um grampo de plástico no cordão umbilical a cerca de 1 cm da barriga do bebé e colocar outro grampo a cerca de 3 cm do primeiro; o cordão entre os grampos é então cortado, utilizando uma tesoura própria. Recentemente tem havido algum debate sobre a melhor altura para colocar os grampos e cortar o cordão umbilical. As pesquisas mais recentes sugerem que esperar 2-3 minutos para colocar os grampos é mais benéfico para o bebé. Isto porque o cordão continua a pulsar durante alguns minutos depois do parto e assim, atrasar o corte, permitirá que passe mais sangue da placenta para o bebé. Isso aumenta o fornecimento de oxigénio ao bebé e o volume de sangue, o que, por sua vez, faz subir os níveis de ferro e reduz os riscos de anemia. Embora alguns hospitais tenham alterado as suas políticas de acordo com estas pesquisas, a maior parte continua com a prática de colocar grampos e cortar de imediato. Se tiver alguma preferência sobre a altura apropriada, pode incluir isso no seu plano de parto. Se o seu acompanhante de parto quiser participar no corte do cordão umbilical com a parteira, discutam isso antes do parto; poderá ser possível desde que tudo corra bem no parto. Ler Mais...

O que fazer em caso de corte?

Em caso de acidente, desinfectar o corte e colocar um penso compressivo (fazer pressão durante alguns minutos, para parar a hemorragia, e depois colocar um penso rápido). Se o corte for muito profundo, grande ou continuar a sangrar, será então necessário ir a um serviço de urgência. Ficam aqui algumas sugestões para ajudar a diminuir o enorme número de ferimentos por cortes não esquecendo que os bebés aprendem sobretudo através do exemplo e da imitação, pelo que é importante observar sempre as regras de segurança na utilização de objetos cortantes. À medida que crescerem e tiverem que aprender a utilizar estes instrumentos, que o façam sob a supervisão e orientação do adulto, com calma, jeito e atenção. Ler Mais...

A minha parteira escreveu CIT nas minhas notas – o que é que isso significa?

O tipo mais comum de cesariana é de incisão transversal (CIT). Isso refere-se a um corte de 12-15 cm feito ao longo da linha do biquíni. O outro tipo de incisão é o corte "clássico" ou vertical, embora hoje em dia seja muito raro e só seja utilizado se, por exemplo, houver uma cicatriz vertical de uma cesariana anterior, ou numa situação de emergência, como uma hemorragia, embora mesmo assim seja raro. Ler Mais...

Que análises ao sangue vou ter de fazer e quando?

Fazem-se várias análises ao sangue durante a gravidez. Além das análises ao sangue de rotina, feitas durante os exames pré-natais para avaliar o seu estado de saúde, também há análises ao sangue para despistar problemas com o bebé. Durante as primeiras 12 semanas terá de fazer uma análise de rotina ao sangue para verificar os seus níveis de hemoglobina, a parte do sangue que transporta o oxigénio. Embora esta diminua um pouco na gravidez, pois o sangue torna-se mais diluído, um nível muito baixo de hemoglobina indica deficiência em ferro ou anemia. Também fará análises para identificar o seu grupo sanguíneo, o factor Rhesus e a imunidade à rubéola, e para despistar doenças infecciosas como a sífilis, HIV e hepatite B. Também fará testes à anemia falciforme e talassemia, problemas de sangue hereditários, mais comuns nas pessoas de origem africana, indiana, do sul do Mediterrâneo ou das Caraíbas. Ler Mais...
Fotos de corte com sangue | Para Pais.