Resultados para: "fiz uma cesariana quando posso ffazer as unhas"

Você está a ver gravidez , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa fiz uma cesariana quando posso ffazer as unhas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada, cesaria inflamada, colo do utero dilatado fotos, pontos parto normal coçando.

Unha encravada

As unhas encravadas são um acontecimento comum nas crianças, sobretudo quando as unhas são cortadas muito rentes (especialmente as dos pés) ou as crianças as roem. Quando se cortam as unhas dos pés elas retrocedem, podendo depois, ao crescerem, entrar pela pele, inflamando-a e causando um panarício. Mesmo sem infeção, a unha encravada do pé dói, sobretudo ao andar. É importante que as unhas sejam cortadas em linha reta, limando depois os cantos e os bordos. O médico avaliará a situação e receitará uma pomada, com ou sem antibiótico. Ler Mais...

Quando é que crescem as unhas do meu bebé?

Os bebés começam a ter unhas desde o fim do primeiro trimestre e as unhas alcançam a ponta dos dedos entre as 34 e as 36 semanas de gravidez. É possível os bebés arranharem-se dentro do útero e quando são recém-nascidos, mesmo sendo as suas unhas macias em comparação com as nossas. A função das unhas é proteger as pontas dos dedos, em particular quando agarram alguma coisa; como os bebés têm o reflexo de agarrar desde o parto, esta protecção é necessária de imediato. Depois do parto, cortar as unhas de um bebé pode ser problemático. As unhas de um recém-nascido crescem rapidamente e a melhor altura para as cortar é depois do banho, quando estão mais macias e o bebé está mais relaxado. Há alguma controvérsia sobre usar tesouras, corta-unhas ou simplesmente roê-las. Tesouras e corta-unhas podem facilmente cortar a pele, mas roer traz um maior risco de infecção se a pele rasgar. Apertar a unha ajuda a distinguir a unha da pele. Utilizar limas ou simplesmente puxá-las podem ser opções um pouco mais seguras, ou pôr luvas ao bebé para evitar que se arranhe. Ler Mais...

Qual a diferença entre uma cesariana de emergência e uma cesariana eletiva?

As cesarianas são classificadas eletivas ou de emergência. Uma cesariana eletiva indica que foi tomada uma decisão pré-planeada durante a gravidez para dar à luz o bebé por cesariana antes do início do trabalho de parto. Uma cesariana de emergência é quando surge uma situação, em geral no trabalho de parto, que indica que a melhor opção para o parto é por cesariana. Ler Mais...

Panarício

Um panarício é uma infeção à volta da unha, que começa muitas vezes por pequenas feridas que ocorrem ao cortar as unhas, roê-las ou a realizar trabalhos com materiais que gretam a pele. Uma pequena porta de entrada é o suficiente para as bactérias avançarem. Na fase de inflamação e pus, a criança tem dor. Quando o pus começa a sair, deve-se desinfetar e aplicar 4 vezes ao dia uma pomada de antibiótico. Pode dar-se paracetamol para as dores. Raramente é necessário antibiótico geral. É preciso manter a pele à volta das unhas bem cuidada e hidratada, e evitar que a criança roa as unhas. Ler Mais...

Não tenho tido problemas, mas não quero passar pelo parto. Posso optar por uma cesariana?

Se não houver causas médicas para uma cesariana e isso for simplesmente devido ao seu medo das dores do trabalho de parto, então optar por uma cesariana é uma opção drástica. Uma cesariana é uma cirurgia abdominal e, embora por vezes seja preferível, não é um método favorável por várias razões, como o risco de problemas pós-operatórios resultantes da cirurgia, um maior risco de problemas secundários de fertilidade, ou de o segundo bebé ter de nascer por cesariana, e um risco aumentado de depressão pós-parto. Seria melhor falar com a sua parteira sobre as opções disponíveis para aliviar a dor e assegurar-se de que terá a que mais lhe convier. Ter consigo durante o trabalho de parto alguém que conheça e em quem confie pode reduzir imenso a sua ansiedade. Se, mesmo assim, sentir que não consegue passar pelo trabalho de parto, pode ter de falar com o seu obstetra pois a decisão final deverá ser dele. Ler Mais...

Posso utilizar a piscina de parto para o trabalho de parto e parto se já tiver tido uma cesariana anteriormente?

Infelizmente, recomenda-se que se tiver tido anteriormente uma cesariana, os batimentos cardíacos do seu bebé e as suas contrações precisarão de ser monitorizados continuamente durante o subsequente trabalho de parto e parto, o que não pode ser feito numa piscina de parto. A razão para uma monitorização contínua nesta situação é que há uma probabilidade, embora bastante pequena, de uma rutura do útero. Isso por vezes não causa dor e a única indicação pode ser a alteração dos batimentos cardíacos do bebé. Se decidir que quer um trabalho de parto e um parto na água depois de ter tido uma cesariana, a escolha é sua, mas deve estar completamente consciente dos riscos. Ler Mais...
Fiz uma cesariana quando posso ffazer as unhas | Para Pais.