Resultados para: "enjoo de manha"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa enjoo de manha. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Lidar com o enjoo matinal

Para aliviar as sensações de náusea e enjoo na gravidez, tente comer pouco e várias vezes, e vá bebendo água ao longo do dia. Algumas mulheres acham que o gengibre ajuda, portanto pode experimentar petiscar biscoitos de gengibre, talvez antes de sair da cama. Uma faixa de acupressão nos pulsos, que se pode comprar em muitas farmácias também pode aliviar os sintomas. Ler Mais...

Causa orgânica de cansaço na criança

Existem doenças que podem revelar-se por cansaço, entendendo este cansaço como aquele que é «anormal» para a criança em questão, ou em comparação com os da mesma idade, e que não se limita a um ou dois dias, mas que se prolonga por vários dias ou até semanas. Outro aspeto importante tem a ver com o facto de as queixas serem veiculadas pelo próprio e não pelos pais. Salvo algumas exceções, como as chamadas de atenção, é raro uma criança queixar-se «a sério» de cansaço. No entanto, se o fizer, o assunto não deve ser desvalorizado.
  • algumas doenças agudas e crónicas podem ser responsáveis pelo aparecimento de cansaço. Aliás, praticamente todas as doenças o podem fazer: infeções virais ou bacterianas, sobretudo se prolongadas, anemias, doenças crónicas do aparelho respiratório, renal, cardíaco ou outros, enfim o cansaço e a falta de forças (astenia) são queixas comuns nestas situações; Embora, geralmente, existam outros sintomas e sinais que permitem diagnosticar esta ou aquela doença, há situações em que o cansaço pode ser, se permanece durante vários dias ou semanas, a única queixa (como tuberculose, mononucleose ou algumas outras infeções);
  • «saltar» refeições - a pressa matutina pode levar a que isto aconteça. Muitas crianças levantam-se de manhã com o tempo contado (ou melhor, mal contado) e saem de casa sem tomar o pequeno-almoço. É um erro! O pequeno-almoço, depois de um jejum noturno quase sempre superior a 10 horas, é essencial para repor os níveis de açúcar no sangue. Se estes baixam muito, diminui o rendimento intelectual, faltam as forças físicas e aparece irritabilidade, má disposição e...cansaço. O mesmo acontece se se estiver sem comer muitas horas à tarde, ou se chegam tão cansados que nem comem e adormecem;
  • dormir pouco - outra causa bastante frequente de cansaço. Cada criança tem o seu ritmo de sono e a necessidade em horas de sono varia muito conforme a idade. As crianças precisam de dormir, e precisam de dormir em alturas do dia que muitas vezes não são as mais adequadas à organização da vida (durante o fim da manhã, por exemplo). Os horários delas ou dos pais não se compadecem com estas exigências biológicas. Por isso muitas crianças acabam por dormir pouco, acordando já cansadas, cansaço esse que se mantém durante grande parte do dia;
  • outra razão para o cansaço é o excesso de atividades. Algumas crianças têm uma agenda diária muito sobrecarregada, com um grande número de horas no infantário ou jardim-de infância, além de aulas extracurriculares disto e daquilo, atividades desportivas, «secas» nos transportes, etc. Se bem que seja bom usufruir dessas atividades, pode o seu ritmo tornar-se pouco descansativo. É assim normal que as crianças cheguem a casa cansadas e com vontade de se meterem na cama e dormir;
  • stresse - excesso de atividade na escola, birras frequentes, ansiedade...tudo isto pode causar cansaço, geralmente descrito, pelas crianças a partir dos 4 anos, como se tivesse «uma fita apertada à volta da cabeça»;
  • enxaquecas - geralmente aparecem só de um lado, acompanhadas de esvaimento ou vertigem, com enjoo e frequentemente com sintomas sensoriais (luzes, sons, cheiros), e podem surgir em qualquer idade, mas principalmente depois dos 3 anos. Se há alguém na família com enxaquecas, a probabilidade de as ter é maior.
Ler Mais...

O meu companheiro nunca acorda quando eu ando a passear o bebé de noite. Como posso conseguir que ele participe?

Tem de arranjar tempo quando o seu bebé estiver sossegado, para discutir esse assunto calmamente com o seu companheiro. É possível que ele não tenha percebido como você se sente, ou pode ter o sono muito pesado. Por vezes os companheiros sentem-se inferiores pois julgam que a mãe está mais sintonizada com as necessidades do bebé. Também não se esqueça que o seu companheiro poderá ter de funcionar a um nível diferente pois está a trabalhar durante o dia e pode, portanto, necessitar de uma boa noite de sono. Talvez possa sugerir que ele se encarregue do bebé durante uma noite de fim-de-semana, para tentar deixar que você tenha uma noite de descanso. Ou pode organizar uma manhã de "repouso" ao fim de semana, assim um dia você levanta-se e deixa-o dormir mais tempo e na manhã seguinte trocam. Também pode encorajar o seu companheiro a ajudar de outras formas, a mudar fraldas ou a dar o biberão, ou a levar o bebé a passear, para que você tenha algum tempo para si. Quanto mais encorajar a interação entre bebé e pai, mais inclinado a ajudar ele poderá ficar. Tente manter-se calma e tenha esperança que resolverão o assunto juntos. Ler Mais...

Andar

«Qual, o animal que tem quatro patas de manhã, duas à tarde e três à noite?, perguntou a Esfinge»... O Enigma da Esfinge resume bem a evolução de um dos parâmetros do desenvolvimento humano - a marcha. Mas ao fazer a pergunta em termos de «qual o animal que», chama-nos a atenção para o fato de este aspecto ser um aspecto fisiológico, ou seja, dependente de factores pessoais e ambientais, e com o seu próprio timing. Qualquer tentativa de acelerar as coisas pode assim ser contraproducente. Ler Mais...
Enjoo de manha | Para Pais.