Resultados para: "engolir corega faz mal"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa engolir corega faz mal. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Babar-se…

Algum tempo antes da saída do primeiro dente, o bebé baba-se em abundância. Por volta dos 3-4 meses a baba escorre em fio, às vezes irritando a pele do queixo ou do pescoço e enchendo babetes atrás de babetes. Um bebé babar-se não significa que os dentes já estejam a aparecer. A baba deve-se ao processo de dentição, embora não só, mas o que faz sair a baba é a dificuldade que o bebé tem em engolir o que vem para a parte da frente da boca. A dificuldade é essa. Quando começar a comer sólidos e a perceber como fazer, babar-se-á menos. Ler Mais...

Amigdalite

Toda a gente já ouviu falar das amígdalas. Mais, provavelmente já toda a gente passou por uma situação parecida como a do Rui (no caso em seguida descrito): febre alta, dor a engolir, mal-estar, inchaço dos gânglios que ficam por baixo da boca, mau hálito, dor de cabeça e na barriga, falta de apetite e rouquidão. Ou seja, já praticamente todos nós experimentámos os sintomas e sinais de uma amigdalite, ou do seu componente mais chegado, a faringite. As amigdalites e as faringites são doenças que costumam aparecer mais em crianças de idade pré-escolar e escolar, altura em que as amígdalas têm uma dimensão ainda grande. Ler Mais...

Sinais e sintomas

Os sintomas típicos de amigdalite são:
  • febre (pode ser baixa, mais característica das amigdalites virais, ou alta, mais frequente nas bacterianas);
  • dor de garganta, especialmente a engolir e com alimentos ácidos, quentes ou duros, podendo ser uma dor de tal modo intensa que a criança não come praticamente nada;
  • tosse seca, vómitos, dores de barriga, inchaço dos gânglios debaixo da mandíbula;
  • dores de cabeça e sensação geral de mal-estar.
Se se pedir à criança para abrir a boca e se ao apontar uma luz, virem as amígdalas, elas estarão aumentadas de volume, vermelhas e, às vezes, com pontos brancos (mesmo nos casos em que sim, é geralmente apenas depois de dois dias de doença). Ler Mais...

Pasta de dentes

Até aos 2-3 anos de idade não se recomenda o uso de pasta de dentes devido ao risco de ingestão da mesma. A escovagem deve ser feita com uma escova e água. Entre os 3 e os 5 anos, a pasta de dentes deve ser adequada à idade por apresentar uma dose de flúor menor que a pasta dos adultos, devido ao risco de ingestão, ainda presente (250 ou 500 ppm de flúor). As crianças devem ser encorajadas a bochechar com água após a escovagem, embora até cerca dos 4 anos, a maioria ainda não consiga bochechar convenientemente. A quantidade de pasta dentífrica deve ser um «bago de arroz» se a criança ainda tiver tendência para a engolir. Mais tarde, tendo a certeza de que já não engole, a quantidade aumenta para uma «ervilha». Ler Mais...

Ondas

Depende das praias... e dos dias... É possível que o vosso filho tenha medo do mar por causa das ondas. Lembrem-se que, além do barulho que fazem, proporcionalmente uma onda de metro e meio é como se fosse uma de três metros para nós... e isso assusta, até porque a onda tem um movimento especial, quando rebenta, um movimento de engolir ou de atacar. Quando passearem pela praia, brinquem com as ondas e com o seu espraiar na areia, para que as crianças percebam o ritmo das ondas e aprendam a fugir da água da rebentação. Cuidado também com os dias de grande ondulação, quer para banhos, quer para desportos aquáticos. Sigam as instruções do nadador-salvador e das bandeiras da praia e façam os vossos filhos respeitar essas indicações - expliquem-lhes que esses sinais não estão ali «só para chatear». Ler Mais...

Papeira

A papeira, ou parotidite epidérmica, tornou-se relativamente rara desde que as crianças são vacinadas com a vacina VASPR. O que acontece na papeira é uma inflamação das glândulas parótidas, que ficam de cada lado da mandíbula, e são responsáveis pela produção de saliva. O agente é um vírus, e os sintomas começam com mal-estar, febre baixa e, cerca de dois dias depois, dor ao mastigar ou engolir (especialmente sumos), dor perto do ouvida dor de cabeça, arrepios, dificuldade a engolir e inchaço (uni ou bilateral) junto ao chamado ângulo da mandíbula, com desaparecimento da saliência óssea. Por vezes, a papeira só dá sintomas escassos. As complicações da papeira são raras. A mais temida é a meningite, que surge com alguma frequência e que pode variar muito em sintomatologia, desde simples dores de cabeça e mal-estar a uma verdadeira meningite com todos os sintomas. Esta meningite viral é benigna e não deixa sequelas. Algumas crianças têm de ser internadas sobretudo quando o estado geral está diminuído ou têm dificuldade em se alimentar, ou evidentemente na fase em que ainda não há a certeza de ser esta meningite ou outra. Outra complicação da papeira é a pancreatite: o pâncreas é um dos órgãos «tocados» pelo vírus da papeira e por isso é que surgem sintomas de náuseas, repulsa pelos alimentos, falta de apetite, intolerância às gorduras, etc. Por vezes o pâncreas é afetado de maneira mais intensa, e a criança queixa-se de dores de barriga, vomita e não quer comer. Nestes casos é aconselhável consultar o médico de imediato. Outras glândulas pelas quais o vírus da papeira tem uma predileção especial são os ovários e os testículos, especialmente estes. Na criança, dado que estas glândulas não estão ainda muito desenvolvidas, geralmente a sua inflamação (ooforite e orquite, respetivamente) não dá sintomas muito especiais. Nos adultos, contudo, podem dar dores e daí o terror que a maior parte dos homens tem à ideia de poder ter papeira. Julga-se, no entanto, que a orquite da papeira não dá esterilidade, pelo menos na larga maioria dos casos. No que respeita às parótidas, podem existir outros vírus que causam inchaço muito semelhante ao vírus da papeira, mas são menos frequentes. Outras doenças podem dar sintomas semelhantes, com entupimento da saída da saliva, por exemplo, e inchaço da glândula. A papeira é porém geralmente bem identificável porque existem mais casos na escola ou no círculo de amigos. A história de contacto é essencial. A papeira dá imunidade para a vida, mas apenas para o tipo de vírus implicado. Ler Mais...
Engolir corega faz mal | Para Pais.