Resultados para: "e normal no fim o bebe nao se mexer tanto"

Você está a ver grávida , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa e normal no fim o bebe nao se mexer tanto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

É normal os bebés deixarem de se mexer tanto para o fim da gravidez?

Para o fim da gravidez, os movimentos do seu bebé podem alterar-se pois há menos espaço para ele estender os membros e o tronco. Contudo, você ainda deverá ter percepção de um padrão regular de movimentos. Durante os últimos trinta anos as mulheres foram muito encorajadas a contar os pontapés dos seus bebés. No entanto, em 2003, foi recomendado que se parasse com esta prática, pois contar os pontapés que um bebé dá não é uma indicação exacta para saber se o beestá bem, e cada bebé dá um número diferente de pontapés. Hoje em dia, as mulheres são, em vez disso, encorajadas a prestar atenção ao padrão de actividade dos seus bebés, incluindo o tipo de movimentas que fazem e os peodos em que estão mais activos. Estudos demonstraram que mais de 50% das mulheres que tiveram um nado-morto notaram uma alteração no padrão de movimentos. O conselho geral é, se estiver preocupada com o padrão de movimentos do seu bebé deverá falar com o seu médico ou com o hospital. Ler Mais...

Tenho tentado envolver o meu companheiro; estou sempre a deixá-lo sentir o bebé a mexer, que mais posso fazer?

Essa é uma preocupação comum. Sentir o bemexer dentro de si é uma boa forma de o seu companheiro começar a relacionar-se com ele como pessoa e vê-lo nas ecografias também pode ajudar, assim como ouvir o coração bater. Muitas vezes é difícil para os companheiros sentirem-se envolvidos na gravidez pois não é uma coisa física que lhes esteja a acontecer a eles. Tentem passar tempo juntos a descobrir coisas sobre a gravidez, trabalho de parto e parto pois isso irá ajudar o seu companheiro a sentir-seo informado quanto voe a descobrir formas de a ajudar durante o parto e a tomar conta do bebé depois do nascimento. Algumas das sugestões na caixa acima também podem ajudar. Ler Mais...

Ouvi dizer que por vezes os órgãos genitais estão muito inchados. Porquê?

As hormonas produzidas pelo seu corpo na gravidez, nomeadamente o estrogénio e a progesterona, atravessam a placenta e assim estão presentes no bebé durante a gravidez e logo após o parto. Um dos efeitos secundários destas hormonas pode ser órgãos genitais inchados tanto nos rapazes como nas raparigas recém-nascidos. Nas raparigas, o inchaço pode ser acompanhado por um vermelhão da pele e algumas podem ter uma descarga vaginal. Como os níveis de hormonas baixam, a descarga pode conter uma pequena quantidade de sangue, mas tudo isso é normal. Os níveis de hormonas podem também inchar os seios tanto dos rapazes como das raparigas. Depois do parto, os inchaços e as descargas estabilizam rapidamente, pois o bebé não produz hormonas e os níveis descem para zero na primeira semana. Ler Mais...

Quando é que eu irei sentir o meu bemexer-se pela primeira vez?

Embora as ecografias tenham mostrado que os bebés podem começar a fazer movimentos suaves por volta das 6 semanas, não é normal que o feto faça movimentos activos até ao segundo trimestre (semanas 13 a 26). A sensação é descrita como uma espécie de vibração de asas de borboletas em geral sentida pelas mães entre as 16 e as 20 semanas, embora o momento exacto em que o movimento é sentido possa variar de mulher para mulher e possa ser afectado por vários factores. Se for o seu primeiro bebé, poderá não notar qualquer movimento até mais tarde, pois não sabe o que esperar. Se for uma pessoa activa, também pode perder estas pequenas vibrações. As mulheres com placenta prévia (situada na frente do útero) podem sentir os movimentos mais tarde, assim como as mulheres mais fortes, pois há uma barreira através da qual os movimentos têm de ser sentidos. Só por volta das 28 semanas se torna mais importante monitorizar o padrão de movimentos. A partir dessa altura, a quantidade de movimentos do seu bebé, assim como o tipo de movimentos e o momento em que surgem, são relevantes, pois indicam se a placenta está a sustentar a gravidez e se os músculos do seu bese estão a desenvolver. Se estiver preocupada com a falta de movimentos, contacte a sua parteira ou o médico. Ler Mais...

Porque é que as pessoas falam do segundo trimestre como a fase em que as mulheres grávidas “desabrocham”?

Para muitas mulheres o segundo trimestre é a parte mais agradável da gravidez. Como se viram livres dos sintomas esgotantes do início da gravidez, isso pode levar a um ressurgir de energias e muitas acham mais fácil comer, dormir e trabalhar. Muitas mulheres também notam que a pele e o cabelo estão mais brilhantes do que o normal. É também por volta desta altura que sente o bemexer pela primeira vez e, conforme o bebé cresce, começa a ter uma verdadeira barriga e a parecer grávida - coisas que a podem fazer sentir mais positiva e excitada. Contudo, nem todas as mulheres se sentem assim. Há uma minoria razoável de mulheres queo se sente melhor com o avançar do segundo trimestre, continuando com náuseas, cansaço e outros sintomas. Algumas podem achar difícil aceitar as alterações físicas, como o aumento de peso ou as mudanças na pele e no cabelo. Se for o caso, é importante recordar-se de que quase todos os problemas da gravidez desaparecem logo que o bebé nasce. Se se sentir muito em baixo ou com pouca energia, pode ser um sinal de outros problemas, como anemia. Fale com a sua parteira ou o seu médico para que a possam aconselhar. Ler Mais...

Frequência da pesagem

É difícil estabelecer a periodicidade da pesagem, para além dos exames de saúde de rotina. O desejo ou a curiosidade dos pais e dos profissionais em saber o peso da criança, ou a ansiedade gerada em torno do peso podem confundir-se com razões de ordem científica e médica. Em qualquer dos casos, deve-se pesar uma criança tanto mais frequentemente quanto menor a sua idade, ressalvando que uma pesagem demasiado frequente aumenta a possibilidade de erros e variações, para além de dificultar a elaboração de uma curva de peso. Um bebé saudável, com peso normal, deve ser pesado à nascença, na primeira consulta (cerca dos 7 dias de vida) e depois ao mês, 2, 4, 6, 9 e 12 meses. Só se devem fazer outras pesagens se se constatar uma doença ou sinais de que a criança está a evoluir pouco. Ler Mais...
E normal no fim o bebe nao se mexer tanto | Para Pais.